Impeachment, já! – Bolsonaro atenta contra instituições do Estado , afirmam associações de delegados 10

Bolsonaro tenta intimidar apuração do caso Marielle, dizem associações de delegados

Em nota, entidades dizem que cargo não dá ao presidente direito de cometer ‘atentados à honra’

Nicola Pamplona
Rio de Janeiro

Associações que representam delegados de polícia no Brasil divulgaram neste domingo (3) nota conjunta de repúdio a declarações do presidente Jair Bolsonaro sugerindo direcionamento nas investigações do assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL) e do motorista dela, Anderson Gomes.

Eles acusam Bolsonaro de tentar intimidar a Polícia Civil do Rio, “com o intuito de inibir a imparcial apuração da verdade”, ao insinuar em vídeo e entrevistas a adulteração de provas e referir-se ao delegado que comanda o inquérito como “amiguinho” do governador Wilson Witzel (PSC-RJ).

O presidente Jair Bolsonaro, na saída do Palácio da Alvorada – Pedro Ladeira – 2.nov.2019/Folhapress

A nota é assinada por Adepol (Associação dos Delegados de Polícia do Brasil), Fendepol (Federação Nacional dos Delegados de Polícia Civil), e por entidades que representam a categoria no Rio, Amazonas e Pará.

“Valendo-se do cargo de presidente da República e de instituições da União, [Bolsonaro] claramente ataca e tenta intimidar o delegado de polícia do Rio de Janeiro, com o intuito de inibir a imparcial apuração da verdade”, diz o texto, sem citar o nome de Daniel Rosa, delegado responsável pelas apurações.

“O cargo de chefe do Poder Executivo federal não lhe permite cometer atentados à honra de pessoas que, no exercício de seu múnus [dever] público, desempenham suas funções no interesse da sociedade e não que qualquer governo”, completam as associações.

As declarações de Bolsonaro foram dadas após reportagem do Jornal Nacional, da TV Globo, que revelou a existência de depoimento de um porteiro do condomínio Vivendas da Barra, citando o presidente durante as investigações sobre a morte de Marielle.

Na mesma noite, o presidente gravou da Arábia Saudita um vídeo atacando a rede de televisão e insinuando direcionamento nas investigações. No dia seguinte, o Ministério do Público do Rio disse que o depoimento não condiz com os fatos investigados.

No vídeo, Bolsonaro atribuiu o vazamento das informações a Witzel, que contou com apoio do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) em sua eleição ao governo do estado, mas hoje é adversário político da família.

No fim da semana, o governador virou alvo de ataques nas redes sociais, com a distribuição de um vídeo que repete o discurso de Bolsonaro ligando Witzel à TV Globo.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática.

No sábado (2), sem apontar evidências, Bolsonaro voltou a acusar Witzel de ter manipulado o processo que apura o assassinato de Marielle para tentar incriminá-lo.

Bolsonaro repetiu que Witzel “está com sonho e obsessão de ser presidente”. Ele acusou o delegado da Polícia Civil que apura o caso de ser “amiguinho” do governo do Rio.

“Temos uma.. está requisitado, está tudo deferido, é a Polícia Federal com o assessoramento do MP [Ministério Público] Federal lá da seção do Rio de Janeiro. Vamos ouvir o porteiro, vamos ouvir ai o delegado também, o delegado que é muito amiguinho do governador, e logicamente que gostaria que o governador também participasse, né?”, disse Bolsonaro.

  1. O Bolsonaro não é apenas o mandante do crime….. Ele é vizinho do assassino… parceiro do co autor….. ex “sogro” da filha do assassino…. ex patrão da mãe, da tia e do irmão do assassino…. Só isso…. e pra grande parcela dos frequentadores do Flit, tudo isso é invenção ou apenas coincidência….

    Curtir

    • Pois é…
      Mas sigamos a mesma logica, caso o senhor seja mesmo Policial, onde o senhor trabalha, há Policiais PROCESSADOS por extorsão? peculato? homicidio? outros crimes mais?
      Nas festinhas de final de ano, estes policiais são impedidos de participar?
      Não sai junto na equipe para dar cana?
      Não passa a maioria do tempo junto com eles?
      Que tal usarmos da mesma premissa com o senhor?

      C.A.

      Curtir

    • Ai não, né? Só vale para os desafetos.
      Até onde sei, imputação criminal é pessoal e intransferivel…

      C.A.

      Curtir

  2. Os majuras votaram e fizeram campanha pro Bozo e agora estão arrependidos?? Xola mais bando de HIPÓCRITAS FDP!

    Curtir

  3. ASSOCIAÇÕES E SINDICATOS SÃO COMUNISTAS E SATANISTAS, POR ISTO É QUE OS SALÁRIOS DOS POLICIAIS ESTÁ UMA MISÉRIA. A INTENÇÃO DOS COMUNISTAS É A DE ENFRAQUECER A POLÍCIA E ASSIM IMPLANTAR O COMUNISMO. OU NINGUÉM SABE O QUE FIZERAM COVAS, SERRA, ALCKMIN ? HÁ 30.000 CUBANOOLSOAROS NO EXÉRCITO DA VENEZUELA QUE HOJE NEM CACHORRO TEM MAIS NAS RUAS POIS O POVO OS MATA PARA NÃO MORRER DE FOME. EM 1973, HAVIAM 15.000 CUBANOS NO CHILE PROTEGENDO O COMUNISTA SALVADOR ALLENDE, MAS O EXÉRCITO CHILENO ACIONOU A AERONÁUTICA QUE BOMBARDEOU O PALÁCIO PRESIDENCIAL E ACABOU COM A PORCA VERGONHA COMUNISTA. ESTOU TORCENDO AGORA PARA LIBERTAREM O LULARÁPIO E NO DIA SEGUINTE O EXÉRCITO FARÁ A LIMPEZA GERAL … POIS BOLSONARO VAI DEMORAR 7 (SETE) ANOS PARA FAZER O MESMO SERVIÇO.

    Curtir

    • Caralho!!!!! Nunca li tanta besteira de gado cego. Tem os Lulistas e agora os Bolsominions.
      Responde uma coisa aí… Caso tivesse sido imposto o comunismo aqui o exército sairia matando o povo? Guerra civil então… Quem contra quem? Brasileiro nem levanta do sofá e se fosse chamado para guerra provavelmente ele venderia o fuzil no mercado negro.

      Cara que mundo vc vive? Pode implantar o que for no Brasil que não dá certo. Afinal aqui temos Brasileiros.

      Curtir

  4. Essas associações de delegados deveriam cuidar também do sucateamento constante que as polícias civis nos Estados sofrem. Aqui em SP desde a época do finado Covas a coisa só piorou. Muita viatura, pouco salário e armas vagabundas da taurus. E perspectiva zero de melhora.

    Curtir

Os comentários estão desativados.