Escrivã da Polícia Civil é presa por embriaguez ao volante em SP 6

Escrivã da Polícia Civil é presa por embriaguez ao volante em SP

Acusada não respeitou a pedido de parada da PM; CNH da policial está vencida há cerca de seis anos

  • Alfredo Henrique
SÃO PAULO

Uma escrivã da Polícia Civil de folga foi presa por embriaguez ao volante e resistência à prisão, por volta das 23h da última sexta-feira (20), quando não respeitou o pedido de parada da Polícia Militar durante uma blitz na região da Bela Vista (centro da capital paulista). A CNH (carteira de habilitação) da policial está vencida há cerca de seis anos.

Segundo a polícia, a corporação realizava um bloqueio na altura do número 2.050 da avenida Brigadeiro Luís Antônio. Quando policiais deram ordem de parada à escrivã, ela desobedeceu e transpôs a barreira. A policial foi interceptada cerca de 400 metros adiante.

Quando a policial civil foi abordada, ela apresentava “notórios sinais de influência de álcool”, de acordo com a PM. Além disso, policiais verificaram que a CNH da escrivã está vencida desde 11 de junho de 2013 e que o licenciamento de seu carro, um Toyota Corolla preto, também está atrasado. A reportagem apurou que a escrivã está lotada na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo.

Por conta do flagrante, policiais deram voz de prisão à policial e acionaram a Corregedoria da Polícia Civil.

Resposta

A SSP (Secretaria da Segurança Pública), sob gestão João Doria (PSDB), confirmou que a policial foi presa por embriaguez ao volante e resistência à prisão. A pasta acrescentou que a escrivã foi encaminhada à Corregedoria da Polícia Civil, onde o caso foi registrado. Um inquérito policial foi instaurado para apurar o caso.

Não foi informado se a policial foi afastada de suas funções e se ela foi mantida presa

  1. Escrivã na Assembleia Legislativa, peixe grande pela lógica.
    Na Alesp toca inquérito ou faz B.O?
    Falta tantos Escrivães nos DP s e ela está lá.
    Chacoalha a árvore que vão aparecer mais funcionários fantasma da polícia.
    Manda ela e todos policiais da Alesp, SSP, Departamentos, Seccionais, Divisões para DP s em que faltam policiais, que ela vai deixar de ser folgada.
    No prisma da questão:
    CNH irregular desde 2013?
    Como colega de profissão se fosse 6 meses até vai embora a lei prevê 1 mês.
    Embriagada, empreende fuga, causando perigo aos transeuntes e outros, merece um se ferrar.

    Curtir

    • Pronto. Já começou a ser resolvido o problema de falta de funcionários em Hortolândia. Agora fica a pergunta: o que faz uma escrivã de polícia na Assembleia Legislativa? Se procurar bem irão encontrar delegados, investigadores e quem sabe até médicos legistas. Ah, lembrando: precisa policial de carreira trabalhar como porteiro na Brigadeiro Tobias ?????

      Curtir

  2. Bem, está errada, a lei é para todos, mas vamos pensar, PM não alivia embriaguez, sequer uma multa, por que então ser complacente com homicídios, tortura e outros crimes por estes praticados?

    Curtir

  3. Bem, está errada, a lei é para todos, mas vamos pensar, PM não alivia embriaguez, sequer uma multa, por que então ser complacente com homicídios, tortura e outros crimes por estes praticados?

    quem é complacente é no minimo participe do crime! a policia civil deve investigar. constatou a ilicitude põe no papel independente quem seja o autor. a federal faz assim! O MP põe no rabo até de quem lhe deu o de comer. devemos nos ater a isso. Ande na Lei. se cair pro lado errado é cacete e cadeia! Nao devemos passar pano pra ninguem!
    quando assim for, pode crer que ninguem vai tentar subir na cabeça da PC!

    Curtir

  4. Policial trabalhando na ALESP… O Brasil não vai pra frente por conta de vários fatores. Um deles se chama APADRINHAMENTO!!! SIMPLES ASSIM!!

    Curtir

Os comentários estão desativados.