Suicídio nas forças de segurança cresce e a polícia pede socorro 10

A TRIBUNA DE SANTOS 

Quando a polícia adoece, é o Estado quem deve cuidar da sua saúde. Infelizmente, não é isso o que temos visto

Quando a sociedade está em desequilíbrio, quando a inversão de valores ocupa terreno fértil, uma das consequências é a violência. Em tempos como o que vivemos, em que o cidadão tem medo de sair de casa, as forças de segurança do Estado, como as polícias Militar, Civil, Metropolitana e as Forças Armadas, como o Exército, ocupam um papel importante na garantia da ordem e na sensação de segurança.

Quando a polícia adoece, é o Estado quem deve cuidar da sua saúde. Infelizmente, não é isso o que temos visto. O número de suicídios de policiais vem crescendo ano a ano, e já mata mais que o confronto contra criminosos, conforme revelou o 13º Anuário Brasileiro de Segurança Pública. A falta de acesso a um serviço especializado é, hoje, um imenso problema.

Dados revelados pela Academia de Polícia Civil de São Paulo são alarmantes: em cinco anos, o número de policiais civis que tiraram a própria vida mais que dobrou no estado. Enquanto em 2014, quatro policiais civis cometeram suicídio, no ano passado, o número saltou para 10. Em todo o Brasil, foram 104 suicídios de policiais civis e militares, o equivalente a dois policiais mortos toda semana.

Esse cenário é um dos resultados de anos de descaso do Governo de São Paulo para com diversos aspectos da segurança pública. Pouco ou quase nada se investiu para que as forças policiais acompanhassem o crescimento populacional e o avanço da criminalidade. Temos uma das melhores polícias da América Latina, mas ela está mal equipada, não é valorizada e, com  armamento inferior, enfrenta criminosos com as armas mais modernas e potentes disponíveis no mercado.

É uma luta inglória. Sem a realização de concursos e sem aumento do efetivo, nossos heróis, que já arriscam a vida diariamente em prol do bem comum, estão se desdobrando, trabalhando à exaustão e desempenhando a função de até quatro  policiais para dar um atendimento minimamente digno à população.

Em troca, o Estado não está oferecendo o que deveria. Os salários da Polícia Civil e da Polícia Militar de São Paulo, por exemplo, estão entre os piores do país. Somos um estado rico, desenvolvido, a locomotiva desta nação, e não valorizamos nem cuidamos de quem cuida de toda a população. Isso tem que mudar.

Nosso gabinete, que tem como uma das bandeiras de ação a melhoria na segurança pública, vem defendendo desde o primeiro dia de mandato a valorização dos agentes de segurança, principalmente os policiais. E vamos continuar agindo para que isso aconteça.

Os policiais já ocupam uma função estressante, com uma forte pressão. Precisamos melhorar as condições de trabalho, os salários e o efetivo, além de cuidar da saúde dos nossos policiais. É preciso desenvolver campanhas informativas sobre o suicídio, aumentar o acesso a cuidados de saúde mental para essa parcela importante da população. Precisamos falar sobre suicídio. Precisamos quebrar o tabu da depressão. Não podemos seguir adiante com essa realidade.

Sabemos que 90% dos suicídios podem ser evitados com acesso a serviços especializados. E que os policiais encabeçam a lista das profissões mais propensas a esse gravíssimo problema. Passou da hora de agir. Se não cuidarmos de quem protege a sociedade, todos nós estaremos em risco. Investir na valorização do policial é investir no bem-estar da sociedade.

TENENTE COIMBRA

Matheus Coimbra Martins de Aguiar é 1º Tenente do Exército Brasileiro. É formado em Administração de Empresas. Também possui formação em Política e Estratégia, na Escola Superior de Guerra (ADESG). Foi eleito deputado estadual pelo Partido Social Liberal (PSL), com 24.109 votos, nas eleições de 2018

Este artigo é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a linha editorial e ideológica do Grupo Tribuna.

  1. Nosso “gestor” governador deveria dar uma melhorada no IAMSPE , já ajudaria muito na qualidade de saúde dos Policiais.

    Curtir

  2. O que prejudica muito a saúde dos policiais é trabalhar na folga, vulgo DEJEC e DEJEM, acabem com isso e acabem também com o injusto bônus, e deem um salário decente para todos!!

    Curtir

  3. vamos ver o que o doria vai dizer em outubro sobre o projeto de aumento e quanto a gratificação apenas para os servidores da ativa. Pq aposentados, eu acho, estão lascados. Vem ai um aumento de dois digitos, merreca.. e uma gratificação seja ela no vale coxinha e vai passar a valer uma MC Oferta.

    Curtir

  4. Não justifica, mas se o cara não aguenta acaba fazendo merda!!! É uma soma de: cobranças, excesso de trabalho, pouco convívio com a família ( a maioria faz bico), salário baixo e sem perspectiva de melhora e, se esta vem, não acredito que seja alta, além de todos nós vermos que o aposentado será prejudicado como sempre. Aí o cara ve que, além do presente de merda, o futuro será ainda pior……quem é mais fraco não aguenta mesmo !!!

    Curtir

  5. Quatro aumentos anuais (Jan/20; Jan/21; Jan/22; Jan/23) de 19 % resultam numa somatória de 100 % de reajuste … é isto que significa dobrar o salário da Polícia como prometeu o João Dória.

    Curtir

    • E como o Pinóquio Dória vai dar reajustes em 2022 e 2023 se Até lá ele já saiu para ser candidato a presidente?
      Fé no PSDB é umas condição inacreditável a essa altura do campeonato. É preciso uma fé de monge pra acreditar que o partido que esculacha a Policia a quase 30 anos vai ficar bonzinho de uma hora pra outra. Como dizia Clodovil: “Escorpião não vira borboleta”.
      E um adendo final: Mesmo reajustado em 100% (Coisa impossível de o mauricinho governador fazer) o Salário da Polícia Civil de SP não se tornaria “O Segundo melhor do Brasil”, que era a promessa do surubinha.

      Curtir

  6. Nosso excelentíssimo senhor governador, poderia melhorar o IAMSPE, em São José dos Campos, sequer temos Psiquiatra!
    Além disso, o DPME não colabora, o médico te afasta 60 dias e o Perito do Departamento, que nem te conhece, só concede 30!
    A instituição, ao que parece, “caga e anda” para os seus policiais! Se matou? Abre concurso e põe outro no lugar! Vida que segue.

    Curtir

  7. Melhoria salarial. Melhoria do IAMSPE, novas temporadas da nova séria do NetFlit "A espera de um milagre" disse:

    Pronto falei! disse tudo. Com relação ao IAMSPE, esquece, desde sempre o mesmo péssimo atendimento. O ideal seria ampliar a rede credenciada para possibilitar a desconcentração de atendimento e, por conseguinte, uma melhoria no atendimento, mormente em relação ao tempo de espera.

    Curtir

  8. Bom Dia!

    Senhoras e Senhores.

    Quando se fala de Segurança Pública o primeiro pensamento que vêm é a questão política, pois nem sempre ela vêm acompanhada de justiça, respeito e dignidade.

    A população aumenta diariamente nos grandes centros urbanos tendo como principal resultado a evasão da área rural devido ao déficit de emprego ocasionado muitas vezes pela desenfreada falta de trabalho e da mecanização, quiçá por uma política pública desgovernada atrelada também a falta de expectativas, subsistência e da miséria. Sem contar que a imigração de estrangeiros já está no ápice da lista ocasionando assim maiores dificuldades.

    Nossa sociedade está carente de bons valores a serem seguidos, pois de um lado encontramos o pobre sendo amordaçado e literalmente sendo extorquido pelos altos impostos enquanto em Brasília lacaios tentam aprovar verdadeiras fortunas bilionária para a manutenção de suas regalias sem sentido e bem diferente da realidade brasileira.

    Questiona-se o déficit de 150 milhões na Previdência mas tentam sobremaneira aumentar e criar impostos e atirar na goela do trabalhafor enquanto mais de três bilhões vai fácil para os bolsos dos mentecaptos intitulado “Fundo Partidário” que nada fazem em prol da sociedade comparado ao que efetivamente deveriam produzir pelo valor que recebem.

    Disparidades, equívocos, injustiças e desigualdades caminham por todos os cantos e nos corredores dos palacetes acarpetados onde as hienas se balbuciam.

    Nossa Polícia sofre com essas disparidades, pois ao contrário de muitos politicos, exige-se comprovação de conhecimentos técnicos, conduta ilibada, nome limpo e sem processo e em contra partida nada cumprem com os deveres de patrão, pois fazem o contrário do que preceitua o contrato de trabalho. Agem como se fôssemos escravos brancos.

    Nossa Instituição não pode ter interferência política tampouco ser desmerecida, pois somos os que mais fazem pelo bom estado e sua segurança.

    Enquanto sofrermos interferências, desvalorização, equívocos administrativos e falta de respeito em nada progrediremos e, nos restará somente o alento pelo bom serviço prestado.

    Somos preteridos pois combatemos o crime e os vassalos destes incautos que tentam nos controlar e prejudicar.

    Caronte

    Curtir

Os comentários estão desativados.