Chahin anuncia novas contratações de policiais 21

 Publicado 18/09/2019 – 08h52 – Atualizado 18/09/2019 – 11h07

Por Alenita Ramirez

Youssef Abou Chahin (à direita) durante encontro com autoridades do segmento ontem em Campinas

Matheus Pereira/ Especial para a AAN

Youssef Abou Chahin (à direita) durante encontro com autoridades do segmento ontem em Campinas

O governo do Estado de São Paulo garante que até 2020 contratará ao menos 5,7 mil policias civis para minimizar o déficit da instituição que atualmente é, segundo dados do Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo (Sindpesp), 14.206 profissionais. O anúncio foi feito ontem pelo secretário-executivo da Polícia Civil, Youssef Abou Chahin, em visita a Campinas. “O governador (João Doria) está no Japão, mas ele retornando, já está pronto para ser nomeado 1,1 mil policiais civis para fazer academia em outubro e, no final de outubro, será nomeado 1.650 para ingressarem em novembro. Paralelamente, o governador já autorizou abertura de concurso para o início do ano que vem, para quase três mil novas vagas”, disse Chahin.
O secretário esteve no Departamento de Polícia Judiciária de São Paulo Interior-2 (Deinter-2), onde se reuniu com delegados e representantes da Prefeitura para discutir as necessidades locais.
O secretário-executivo reconhece o desfalque no quadro funcional da Polícia Civil e que o número de vagas abertas não atenderá as necessidades das delegacias, entretanto salientou que o governador promete equacionar a falta de policiais no Estado.
De acordo com Chahin, no período em que os candidatos selecionados estiverem na academia, será feito um balanço dos municípios que apresentarem o maior defasagem de policiais, aliado aos altos índices criminais. Para a designação do policial, também será levado em consideração a classificação. O Candidato que teve a maior pontuação poderá escolher a unidade que vai querer trabalhar. “Todos os municípios precisam de policiais, mas vamos priorizar, nesta primeira contratação os locais, os municípios e as regiões mais necessitadas. Com certeza Campinas, que está entre os três maiores municípios, será contemplado”, disse sem saber especificar o número de policiais que serão enviados.
Dados do Sindicato dos Policiais Civis da Região de Campinas (Sinpol) apontam que só em Campinas faltam 221 policiais civis em diversas categorias, sendo maior parte de escrivães e investigadores, seguido de delegados. Na região de abrangência do Sinpol, ao menos 500.
A abertura de vagas, segundo Chahin, também contempla a Polícia Técnico-Cientifica, com as contrações de médicos legistas. “Vamos tentar, obviamente, recompor o quadro da polícia civil que ficou cinco anos sem concurso e também por conta da PEC da Previdência, na qual muitos policiais, com medo das mudanças, preferiram se aposentar. Com isso abriu-se um hiato, mas vamos começar a suprir”, prometeu.
Em relação a estruturas das delegacias de Campinas, Chahin disse que deverá conversar com o diretor do Dinter-2, José Henrique Ventura, que está de férias, nos próximos dias para discutir uma maneira de fazer reformas nas unidades da cidade. Segundo o secretário-executivo, a intenção é implantar o modelo desenvolvido na Capital, na qual se fez parcerias entre Público e Comunidade.
Plantão na 1ª DDM segue sem data para começar
A implantação do expediente 24h na 1ª Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Campinas segue sem data. No final de julho, o governador João Doria autorizou o funcionamento permanente da unidade. Entretanto, o secretário-executivo da Polícia Civil, Youssef Abou Chahin, disse que por conta do efetivo e da demanda, verificou-se que não está na lista de prioridades do governo.
A decisão de não estender o horário da unidade se deve a uma análise feita junta à 2ª DDM, que opera 24h desde fevereiro deste ano. De acordo com Chahin, foi observado que a unidade registra em média seis boletins de ocorrência por plantão (à noite e nos fins de semana), volume considerado baixo para montar equipes de revezamento, ainda mais diante da falta de funcionários. “Entre inaugurar a 1ª DDM (24h) daqui, já tendo uma que não é tão distante, priorizamos outros municípios que talvez tenham necessidade. Não está descartado abrir, mas nós precisamos suprir um ponto ou outro em que a população de outros municípios ainda está carente”, disse. “Estamos com falta de funcionários e, mesmo abrindo concursos, não sabemos quantas mulheres serão aprovadas. E para uma DDM é necessário ser mulher”, frisou.
A 1ª DDM tem hoje cerca de 3 mil inquéritos em andamento, além das medidas protetivas. A 2ª DDM, conta com 2,4 mil.

  1. Na Pc deveria abri número de vagas para policialasculino e de vagas para policiais femininas. Daí que os concursos seriam direcionados. Mas por razões que a própria razão desconhece a administração insiste no erro. Alguém com consciência cósmica saberia explicar?

    Curtir

    • Porque não é legal a discriminação entre homens e mulheres, dentro da Instituição Policial Civil.
      Simples assim…

      Curtir

  2. Falou, falou, falou…..e não disse nada, só especulação!
    No melhor estilo; “Vamos deixar como está para ver como é que fica”.
    Ele continua o mesmo foi um DG zero a esquerda e agora como “secretário executivo” continua sendo um zero a esquerda.
    Pode fazer o concurso que for continuando a pagar mal e porcamente os policiais civis, graças a sua incompetência como DG, novos e os velhos vamos continuar a ver a PC como um bico, simples assim.

    Curtir

  3. E aumento, ele falou alguma coisa?
    Ele é um empresário milionário, não sabe nem quanto é o salário de delegado, mas nós, ativos e inativos, que dependemos dele pra viver, sabemos.

    Curtir

  4. Como DG não fez nada em prol da policia civil não vai fazer nada so vai enrolar enquanto puder

    Curtir

  5. Rapaz !, mudando de alhos para bugalhos, estão comentando que o ” curica” tomou dois suquinhos del valle lá naquela arena serasa. K.K.K.KK. E, me ajudem aí ó !….

    Curtir

  6. Em vez de contratar, paga melhor quem está e acabem com essas escalas absurdas existentes nos mais diversos lugares da PC. Delegacias totalmente desfalcadas……..e quem pode, independente da previdencia, cai fora mesmo!!

    Curtir

  7. Enquanto o processo seletivo for do jeito que sempre foi, nunca contemplará realmente as delegacias que estão desfalcadas. Tinha que além de ser pela Vunesp totalmente ou qualquer outro órgão fidedigno, igual vestibular, ou seja, se a determinada delegacia/município/etc tem 10 vagas para determinado cargo, quando o candidato se inscrever fará por opção de vaga, depois segunda opção e por ai vai, caso contrario, continuará sendo politico o criterio para designação …enquanto delegacias ficam às moscas, outras tem tanto “puliça” que saem pela janela….em meio periodo

    Curtir

  8. Só passando pra dar os parabéns pelo Blog estar a uns dias abordando mais assuntos policiais de SP que Política Federal.

    Curtir

  9. Parece que o projeto de reajuste já está fechado, e vêm coisa muito boa para pessoal da ativa. Para os aposentados ocorrerá a correção escalonada da inflação, o que não é de todo ruim. Para os ativos ocorrerá algo nunca visto nesse estado. Vamos aguardar.

    Curtir

    • 5% de reajuste mais 800 de vale-comida/vale esmola. Realmente, algo nunca dantes visto 😓

      Curtir

  10. uma hora dessas nosso prezado apollo já deve saber com certeza o bizu dos 5%. #voltaapollo/ollopa

    Curtir

  11. Rapaz !, esse tal de chahin, tem uma cara de um ” 171″. Majurengo ” me engana que em gosto”. E, me ajudem aí ó !…

    Curtir

  12. O Bizu é o seguinte: 25% de aumento agora, 25% em 2020, 25% em 2021 e mais 25% quando acordar do sonho…

    Curtir

Os comentários estão desativados.