Quem foi que disse que não há negro de alma branca: Sérgio Nascimento de Camargo é um grande exemplo de alma branca , boa e pura ! 11

Nomeado para Palmares que ataca movimento negro é filho de escritor ativista

Sérgio Nascimento de Camargo se descreve como ‘negro de direita’; seu irmão fez um abaixo-assinado contra a nomeação

Sérgio Nascimento de Camargo, novo presidente da Fundação Palmares Foto: Reprodução da internet

São Paulo

Filho de peixe nem sempre peixinho é. Se o novo presidente da Fundação Palmares, Sérgio Nascimento de Camargo, se descreve como “negro de direita” e defende que o Brasil tem “racismo nutella”, seu pai, Oswaldo de Camargo, é especialista em literatura negra e militante do movimento.

Autor de livros como “Raiz de um Negro Brasileiro” e “O Negro Escrito – Apontamentos sobre a Presença do Negro na Literatura Brasileira”, o escritor é um dos mais importantes importante representante do gênero no país.

Oswaldo já foi coordenador de literatura do Museu Afro Brasil, em São Paulo, participou da primeira edição dos Cadernos Negros —importante publicação de literatura afro-brasileira— e foi homenageado com a medalha Zumbi dos Palmares, da câmara de Salvador.

Por seus estudos sobre o poeta negro simbolista Cruz e Sousa, ele ainda recebeu, em 1998, da Secretaria de Cultura de Santa Catarina, a medalha de Mérito Cruz e Sousa.

Minha militância é na literatura” disse, em entrevista para a revista da Câmara Municipal de São Paulo, em março de 2016. “O negro não é só vítima do preconceito, também é vítima da indiferença”, afirmou àquela altura.

O pai, contudo, não seria o único a discordar das ideias do novo presidente. Seu irmão, o músico e produtor cultural Oswaldo de Camargo Filho, o Wadico Camargo, fez um abaixo-assinado contra a nomeação de Sérgio. Até a publicação deste texto, a petição já havia coletado 24 mil assinaturas.

“Tenho vergonha de ser irmão desse capitão do mato. Sérgio Nascimento de Camargo, hoje nomeado presidente da Fundação PALMARES”, escreveu no Facebook.

A nomeação de Sérgio Nascimento de Camargo faz parte de uma mudança na Secretaria de Cultura, comandada por Roberto Alvim semanas após assumir a subpasta, hoje subordinada ao Ministério do Turismo.

Chegam ao governo secretários responsáveis pela promoção da diversidade, pelo fomento e incentivo à cultura (à frente da Lei Rouanet), pela economia criativa, além de um secretário adjunto especial.

  1. eu acho que ja passou da hora deste negocio de negro ser prejudicado …

    do jeito que anda… logo teremos lugares frequentados somente por negros…..
    pessoas de outras cores serão proibidos de entrarem no ambiente….
    e ao passar dos tempos isso sim sera um verdadeiro aparthaid….
    lugares de brancos , separados dos lugares dos negros….
    e por ai em diante….
    estão exagerando no vitimismo…..
    chega…..

    eu acho que o sol nasceu pra todos , independente da cor…….

    todos tem que estudar e lutar por melhoria durante o passar da vida…..

    o branco que não quer se esforçar . chegara a velhice por baixo da carne seca….

    o mesmo serve aos negros…….amarelos…. e vermelhos…..etc……

    acho que o governo federal deveria fazer uma campanha nacional e informar os estudantes e a população , brasileira.
    a verdadeira historia da escravidão…
    que foi assim….

    navios portugueses navegavam até a africa, e la compravam os escravos negros para vender mundo afora…
    os escravos eram das tribos que perdiam as guerras . os ganhadores vendiam os perdedores….. todos da africa…
    então chegamos a conclusão que eram os negros africanos que escravizavam os outros negros africanos..perdedores da guerra deles…

    garanto que muitos negros não sabem desta historia…..

    ´
    chega de MI MI MI … ja passou dos limites isso…………

    Curtir

    • Concordo. Está indo para esse caminho mesmo. Quando falam de “dívida histórica” lembro de todos os povos que ajudaram o Brasil a ser o que é hoje, mas apenas os negros que sofreram e foram abusados. Alguém pode me informar uma obra feita por escravos que é utilizada até hoje?
      O frustrante é como são utilizados as estatísticas com os negros… Podem reparar…
      Quando polícia mata pardo na favela ele é considerado negro, para ter cota na faculdade já não é! Pardo rico é considerado branco, agora se for pobre é negro.
      Ao meu ver estas estatísticas são feitas com o mais puro interesse.
      Uma coisa a ser observada é quem foram os beneficiados com a escravidão? Ao meu ver foram alguns poucos burgueses brancos e o Imperador (Família Real). Logo que cobre esta “dívida histórica” deles e não de todos e do Brasil. Os descendentes da Família real estão até hoje lá em Petrópolis, inclusive recebendo dos cidadãos que residem no local um “imposto” chamado “laudêmio”. Acho que se escreve desta maneira. Por que não cobram eles? Não vejo notícias do continente Africano reconhecendo suas próprias atrocidades com seu povo.
      Escravidão não é exclusividade de cor. Basta ver de onde surgiu o termo “escravo”. Certa vez li que vem Eslavos, que é uma etnia branca que foi por muito tempo escravizada por negros no norte da África. O que dizer dos povos antigos como os hebreus.
      Nativo Brasileiro nesta terra é apenas índio. Pode pagar a dívida histórica pagando uma passagem de volta as origens? Se a terra de meus antepassados me aceitasse eu já tinha ido! Dá para pagar essa dívida desta maneira?

      Polarização de tudo!!!! Um saco!!!! Estas minhas palavras ainda podem ser consideradas “racistas” por alguns. Incrível…
      Antes de acharem isso é apenas se perguntarem: tem como ou da para ser racista na polícia?

      Vejo racismo “disfarçado” dos dois lados e quero ver quem contradiga isto. Agradeçam a esta polarização e vitimismo acentuado.

      Peço desculpas antecipadas para quem pensa diferente, mas este é meu ponto de vista.

      Curtir

  2. Com o boneco de cera não tem preconceito, tomam no cu branco, negro e amarelo. Tomam no cu Delegado, Investigador e Carcereiro.
    O homem é cruel sem discriminação.

    Curtir

  3. ZE COLMEIA, e por aí mesmo, falou tudo que eu queria falar, parabéns, grande comentário, sou preto em , mas penso igual a você, abraços

    Curtir

  4. Marina Silva disse que o governo Bolsonaro.nomeia apenas sobatadores de causas. Estou de pleno acordo. E mais, nessa papagaiada de meritocracia só embarca incauto. Praticamente não há mobilidade social no Brasil. Sujeito nasce pobre e morre pobre; nasce rico, e morre rico. É claro que sempre haverá exceções, que são desprezíveis no campo das estatísticas. De todo modo, os detentores do poder, interessados em manter tudo como está, irão se aproveitar dessas exceções para fazer construções tortuosas e desonestas para que as massas creiam que o sistema é justo e que as pessoas que estão na pior são as únicas culpadas pela situação em que se encontram. Notem que as análises “meritocráticas” sempre se concentram na trajetória de quem chegou lá, mas nunca na trajetória de quem já estava lá.

    Curtir

  5. minerin disse:
    29/11/2019 ÀS 8:26
    ZE COLMEIA, e por aí mesmo, falou tudo que eu queria falar, parabéns, grande comentário, sou preto em , mas penso igual a você, abraços

    pppppppppppppppppppp….

    minerin . eu tenho varios colegas negros sempre tive assim como brancos . todas as cores.. sempre os tratei sem diferença alguma pela cor da pele …eu não sou , e nunca fui racista….. eu conheço muitos negros que estão bem de vida pelo seu esforço e seriedade propria… e conheço outros que se deram mal na vida..( por escolhas erradas… assim como brancos
    se escolherem mal .. obviamente se darão mal ( cadeia )….
    se voce reparar … nas cadeias paulistas a grande maioria dos presos são brancos e nordestinos..
    os NEGROS são minoria……………
    mas uma coisa eu sei, os que levaram a serio trabalhando e estudando , se deram muito bem…
    o segredo é para todos estudar e trabalhar com responsabilidade….

    atualmente nós brasileiros estamos acostumados a vivermos em grupos ,, seja na pelada do futebol , ou na amizade com um vizinho…..no trabalho e etc….

    então para que esta surgindo este fenômeno do vitimismo , ?????????????.

    somos brasileiros …. somos de todas as cores………………

    é o que penso……………

    Curtir

  6. Jesus, muitos policiais são incapazes de captar uma ironia ou sutileza. Nem vou entrar no mérito da ignorância ou desconhecimento de História. Muita barbaridade deve ser cometida nos inquéritos e BOs por aí.

    Curtir

Os comentários estão desativados.