Como dizem: A COBRA MAIOR SEMPRE ENGOLE A MENOR… Parabéns Ministro Alexandre de Moraes!…Será que o Janot recorrerá para a Corte Interamericana dos Direitos Humanos ou baixará enfermaria pedindo penico? 19

Além de determinar busca e apreensão, Moraes proibiu Janot de se aproximar de ministros e do STF

O ministro Alexandre de Moraes, do STF, não só determinou busca e apreensão na casa do ex-procurador-geral Rodrigo Janot, como mostrou a Folha, como também o proibiu de “aproximar-se a menos de 200 metros de qualquer um dos ministros desta corte, bem como impedir seu acesso ao prédio sede e anexos deste tribunal”.

Na decisão a que o Painel teve acesso, Moraes autoriza a medida por entender que, nas entrevistas concedidas por Janot, há elementos que podem tipificar “incitação ao crime”. O ex-procurador afirmou à Folha e outros veículos que entrou armado no STF para assassinar Gilmar Mendes.

Para  Moraes, o quadro relevado nas entrevistas do ex-procurador é “gravíssimo”.

“Sugere que aqueles que não concordem com decisões proferidas pelos ministros desta corte devem resolver essas pendências usando de violência, armas de fogo e, até, com a prática de delitos contra a vida”, escreve Moraes.

O ministro do STF afirma ainda que viu requisitos para a busca e apreensão porque as declarações de Janot “sinalizam a necessidade da medida para verificar a eventual existência de planejamento de novos atos atentatórios ao Ministro Gilmar Mendes e as próprias dependências do Supremo Tribunal Federal”.

Moraes ainda determinou a suspensão do porte de arma do ex-procurador e autorizou a PF a analisar o material apreendido e a tomar o depoimento de Janot.

 

________________________________________________

 

Achei muito correta a decisão de apreensão das armas do Dr. Janot, aparentemente ele não está muito bem emocionalmente. 

Certamente  não vai matar ninguém, mas poderia cometer suicídio diante da repercussão do desabafo.

Se verdadeiras as suas falas, obviamente!

Pode ter sido mera fanfarronice para fazer mídia e vender livro…

Vexaminoso!  

Por fim, como disse o Dr. Lellis – Desembargador do TJ-SP – perante magistrado promotor é somente discípulo; a maioria – digo eu –  fazendo papel de Judas! 

 

  1. Migalhas 4.697, 27/09;
    “Santo Cristo era só ódio por dentro
    E então o Jeremias pra um duelo ele chamou
    Amanhã às duas horas na Ceilândia
    Em frente ao lote 14, e é pra lá que eu vou.”
    Renato Russo,
    in “Faroeste Caboclo”

    Que país é este
    Rodrigo Janot foi armado ao Supremo para matar Gilmar Mendes e depois dar cabo da própria vida: “Não ia ser ameaça não. Ia ser assassinato mesmo. Ia matar ele (Gilmar) e depois me suicidar”. Ouça a história narrada pelo próprio ex-PGR, clique aqui.

    O Teatro dos Vampiros
    A informação do ex-PGR faz parte do merchandising do livro “Nada menos que tudo”, no qual Janot relata sua atuação no comando da operação Lava Jato. (Clique aqui)

    O mundo anda tão complicado
    “Confesso que estou algo surpreso. Sempre acreditei que, na relação profissional com tão notória figura, estava exposto, no máximo, a petições mal redigidas, em que a pobreza da língua concorria com a indigência da fundamentação técnica. Agora ele revela que eu corria também risco de morrer”, diz Gilmar Mendes em resposta às revelações de Janot. “Recomendo que procure ajuda psiquiátrica”, completa S. Exa. (Clique aqui)

    Há tempos
    A inimizade entre Gilmar Mendes e Rodrigo Janot é de longa data. Confira áudios de algumas polêmicas declarações. (Clique aqui)

    Faroeste caboclo
    Como era esperado, a internet está em polvorosa com as revelações de Janot. (Clique aqui)

    Será
    A informação de que o chefe do MPF foi armado ao Supremo coloca em suspeição os integrantes do parquet, que a partir de hoje devem ser tratados como todos são: detector de metal, doutores!

    Perdidos no espaço
    A história contada por Janot demonstra evidentemente que havia uma turbação nos sentidos. E, sendo assim, estão em xeque todas as manifestação dele enquanto PGR. Com efeito, é evidente que ele não estava regulando bem, de modo que tudo deve ser verificado.

    Meninos e meninas
    Guardem a informação: Janot não é o único integrante da força-tarefa da Lava Jato a estar fora do juízo perfeito.

    Quase sem querer
    Alguns dias atrás, uns advogados de Brasília estavam numa mesa de um conhecido restaurante, quando de repente o ex-procurador Janot se imiscuiu na rodinha. Sentou-se, comeu e bebeu pela longa tarde. Na hora da dolorosa, Rodrigo Janot saiu de fininho, deixando a conta para os causídicos. Um deles se revoltou e quis cobrar o antigo PGR, intento do qual foi demovido (“deixa quieto, deixa quieto”). Depois das notícias do aprendiz de assassino, o advogado deve estar respirando aliviado e agradecido aos colegas por não ter engrossado.

    Daniel na Cova dos Leões
    A fala de Janot soltou um monstro. De fato, alimentou demônios espalhados pelo país que falam nas redes sociais em morte aos ministros do STF.

    Curtir

  2. “Certamente não vai matar ninguém, mas poderia cometer suicídio diante da repercussão do desabafo.”

    Precisa estar armado para cometer suicídio? Concordo apenas a primeira virgula.

    Creio que foi propaganda.

    Curtir

    • Circo completo, obviamente que não é necessário possuir arma de fogo para se matar. Mas é o principal facilitador, especialmente quando a vítima o faz impulsivamente.

      Curtir

  3. Até agora todos os inimigos do Gilmar Mendes apenas estão comprovando que ele tinha razão.
    .
    É esse tipo de gente (MP), que até recentemente podia portar arma de fogos de calibres (9mm) que nem nós policiais podíamos.
    .
    Alguém tem dúvida que Janot e Delagniol são psicopatas? Basta olhar na cara deles, são tipos lombrosianos.

    Curtir

  4. Evidentemente não posso considerar que essa informação do ex-PGR faça parte do merchandising do livro “Nada menos que tudo”. Se assim fosse, a situação seria muito mais grave do que o fato relatado.
    Se bem me lembro, ainda que vagamente, das aulas que tive de Direito Penal, no 2º ou 3º ano do curso, o “iter criminis” desse “cogitado” homicídio de Gilmar Mendes não passou das duas primeiras fase: cogitação e preparação. E a “desistência voluntária” havida não torna o fato crime algum, nem mesmo de “ameaça”.
    Diversas vezes – muitas delas em sessões de julgamentos do STF – testemunhei o ministro Gilmar Mendes ofender Rodrigo Janot. Não que isso justificasse tamanho desatino obviamente, mas com certeza foram minando a natural resistência do bom mineiro. Ainda bem que, como disse, aquele tresloucado pensamento não passou da segunda fase do “iter criminis”.
    Então, sr. ministro Alexandre de Moraes, que está realmente cometendo crime “nisso aí”???!!! Rodrigo Janot não é.
    Esse “inquérito” sob a presidência dirigida de Alexandre de Moraes, por obra e arte de Dias Toffoli, revela a todos os brasileiros, em particular aos estudantes de direito, mais uma face do Judiciário que nos envergonha a todos.

    Curtir

      • O Mp e uma cobra raivosa que se melindre com palavras escritas, seja não consta que Gilmar tenha atacado a filha de Janot fisicamente ou com palavras de baixo calão, o que ele disse foi que ela trabalhava para uma empresa investigada na “lava jato”, e muito diferente de algo que exigisse uma defesa a uma afronta insanável. Durante minha carreira cansei de ver membros do Mp se milindrarem por terem sido contrariados e procurarem impingir a parte sérios danos em retaliação deixando a lei a a ética na lixeira. O fato é que não é só o Janot que leva uma arma para a audiência há outros que levam armas bem piores que a pistola, mentiras ,mas intenções, hipocrisia e sacanagem. Acho que começou a se desenhar um “gran finale” para o reinado de não escondida do Mp. E claro que Janot e doido mas com certeza ele é um doido respeitável visto que se confessa ser um , quanto aos demais são doidos perigosos que encenam o papel de boa gente.

        Curtir

  5. Evidentemente não posso considerar que essa informação do ex-PGR faça parte do merchandising do livro “Nada menos que tudo”. Se assim fosse, a situação seria muito mais grave do que o fato relatado.
    Se bem me lembro, ainda que vagamente, das aulas que tive de Direito Penal, no 2º ou 3º ano do curso, o “iter criminis” desse “cogitado” homicídio contra Gilmar Mendes não passou das duas primeiras fases: cogitação e preparação. E a “desistência voluntária” havida não torna o fato crime algum, nem mesmo de “ameaça”.
    Diversas vezes – muitas delas em sessões de julgamentos do STF – testemunhei o ministro Gilmar Mendes ofender Rodrigo Janot. Não que isso justificasse tamanho desatino obviamente, mas com certeza foram minando a natural resistência do bom mineiro. Ainda bem que, como já disse, aquele tresloucado pensamento não passou da segunda fase do “iter criminis”.
    Então, sr. ministro Alexandre de Moraes, quem está realmente cometendo crime “nisso aí”???!!! Rodrigo Janot não é.
    Esse “inquérito” sob a presidência dirigida de Alexandre de Moraes, por obra e arte de Dias Toffoli, revela a todos os brasileiros, em particular aos estudantes de direito, mais uma face do Judiciário que nos envergonha.

    Curtir

  6. A lei de abuso de autoridade veio em boa hora.
    Essa insurgência por parte de alguns juízes e promotores é a expressão de quem quer poder ilimitado.
    A já decantada em verso e prosa operação lava-jato teve uma pia batismal decente, mas, rapidamente, degenerou.
    Infelizmente, e não adianta tergiversar, passar panos, etc, seus operadores tinham, sim, um projeto de poder. Isso fica sobejamente comprovado nos diálogos que vem a lume. (E nem se questione a veracidade deles. As interlocuções não foram refutadas nem pelos seus próprios autores. Eles só lançaram mão de diversionismos. Acoelharam-se ante o inapelável factual.)
    De mais a mais, seria injusto dizer que tudo começou com esse senhor com pendores homicidas. A besta-fera já foi gestada e parida há tempos. Mas o homem de assassínios hipotéticos bem a embalou com denodo e esmero. Mas do que ninguém, ele perpetrou aleivosias sucessivas contra os delegados de polícia. E eu ouço aqui e acolá que nós, delegados, cumulamos derrotas sucessivas. Quem dera fossem exclusivamente nossas.
    E ainda: presentemente, vemo-nos em palpos de aranha com outro representante máximo do executivo federal deficitário e beligerante. (Algo aliás que, na existência de uma esquerda decente, estaria a merecer um mea-culpa por parte dela.)
    Em suma, e para o pasmo geral, aquele que engendrou um MP plenipotenciário; que usou e abusou do direito criativo; que pugnou por prisões arbitrárias, sabemos agora, quis ceifar a vida de um ministro da suprema corte. É só não o fez, segundo ele, por intervenções metafísicas.
    Santo Deus, quão baixo podemos chegar na qualidade de nação.
    Mas nada mudará muito: promotores e juízes continuarão com seus salários nababescos, com sua cornucópia de garantias e furiosos ante a perspectiva de uma lei que refreei o arbítrio.
    Delegados continuarão sendo enxovalhados como pseudocarreira jurídica – se tanto.
    Os demais policiais continuarão sendo tratados a pontapés pelos governos de turno.

    Curtir

  7. O Mp e uma cobra raivosa que se melindre com palavras escritas, seja não consta que Gilmar tenha atacado a filha de Janot fisicamente ou com palavras de baixo calão, o que ele disse foi que ela trabalhava para uma empresa investigada na “lava jato”, e muito diferente de algo que exigisse uma defesa a uma afronta insanável. Durante minha carreira cansei de ver membros do Mp se milindrarem por terem sido contrariados e procurarem impingir a parte sérios danos em retaliação deixando a lei a a ética na lixeira. O fato é que não é só o Janot que leva uma arma para a audiência há outros que levam armas bem piores que a pistola, mentiras ,mas intenções, hipocrisia e sacanagem. Acho que começou a se desenhar um “gran finale” para o reinado de não escondida do Mp. E claro que Janot e doido mas com certeza ele é um doido respeitável visto que se confessa ser um , quanto aos demais são doidos perigosos que encenam o papel de boa gente.

    Curtir

  8. Pelo que o “gilmal” tem feito na suprema corte para o Brasil e para o estado democrático de direito, faltou pouco para o Janot se transformar em herói nacional.

    Curtir

  9. Tudo indica que, em nosso país, a corrupção encontrou um concorrente tão nocivo quanto ela, e capaz de produzir semelhantes estragos: a insanidade!

    Curtir

  10. Como dizem: quem tem, tem medo. Contra o pessoal do STF até a simples cogitação passa a ser crime.

    Curtir

Os comentários estão desativados.