1. Estou gostando de ver. Embora possa não concordar integralmente com as críticas do administrador, estamos com várias notícias a todo momento.

    Curtir

  2. Estou gostando de ver. Embora possa não concordar integralmente com as críticas do administrador, estamos com várias notícias a todo momento.

    Curtir

  3. Não se iludam acreditando que o secretário da Receita Federal foi demitido porque era a favor da nova CPMF. O motivo é o mesmo de outras demissões. Não vou desenhar aqui, porque pra bom entendedor meia palavra basta.

    Curtir

    • Certíssimo!
      Segundo dizem o Paulo Guedes deu entrevista bem extensa no Valor Econômico defendendo o imposto e dizendo que a CPMF faz bandido e traficante pagar imposto. Ôpa! Agora não vai haver constrangimento. Bandido e traficante poderá exigir respeito e “cidadania”, porque pagará o salário da polícia. Não poderá ser discriminado, porque contribuinte como todo cidadão de bem.
      Marcos Cintra foi o boi-de-piranha do experimento de Guedes.
      Cintra defende o Imposto Único, desde sempre.
      Quem quer a CPMF é o Posto Ipiranga: Paulo Guedes.
      Aliás, coincidentemente estão falando disso na RB.

      Curtir

  4. Lobão agora muda o discurso, porem ele e mais outros formadores de opinião, ajudaram a chocar o ovo da serpente. aposto que ele votou no bolsonaro.

    Curtir

  5. O Lobão já não era grande coisa como músico, agora com o passar do anos ficou um velho Babão, muda mais de opinião que biruta ao vento.
    Conheci um dos PMs que flagram ele com maconha há muitos anos atras, naquela época meados do final do anos 80, início dos 90, maconheiro tomava um belo sacode da gloriosa.
    O PM disse para cada tabefe ele gritava; “Eu sou o Lobão, eu sou o Lobão….”
    E os PMs respondiam; “Você é o Lobão? Então uiva, uiva ai para a gente ver!
    Na época ri muito, belo sacode, lembrando continuo a rir me lembrando da narrativa.
    – Então você é o Lobão? uiva ai…..

    Curtir

  6. Dá um cigarrinho do capeta pra ele fumar que ele acalma.

    Curtir

Os comentários estão desativados.