Delegado e escrivães suspeitos de corrupção são afastados das funções em Ribeirão Preto 13

Por G1 Ribeirão Preto e Franca

 

Delegado e escrivães suspeitos de corrupção são afastados das funções em Ribeirão Preto
Jornal da EPTV 2ª Edição – Ribeirão Preto
Delegado e escrivães suspeitos de corrupção são afastados das funções em Ribeirão Preto

Delegado e escrivães suspeitos de corrupção são afastados das funções em Ribeirão Preto

Os três atuaram no 4º Distrito Policial de Ribeirão Preto (SP) e são suspeitos de deixarem de investigar os advogados denunciados na Operação Têmis por fraudes judiciais que causaram prejuízo de R$ 100 milhões a instituições financeiras.

Segundo a Corregedoria da Polícia Civil, o delegado e os escrivães respondem a dois inquéritos policiais pelos crimes de corrupção passiva e de lavagem de dinheiro, porém ambos estão em sigilo. Por isso, nenhuma informação sobre o caso pode ser divulgada.

4º Distrito Policial de Ribeirão Preto  — Foto: Reprodução/EPTV4º Distrito Policial de Ribeirão Preto  — Foto: Reprodução/EPTV

4º Distrito Policial de Ribeirão Preto — Foto: Reprodução/EPTV

As defesas dos policiais do 4º DP negam a existência de um esquema para favorecer os advogados presos na Operação Têmis e que vão recorrer do afastamento.

O esquema

Deflagrada em janeiro de 2018, a Operação Têmis identificou fraudes judiciais que causaram prejuízo de R$ 100 milhões a instituições bancárias. Dez pessoas são acusadas de envolvimento no esquema, entre elas quatro advogados.

Segundo o MP, o delegado e os dois escrivães que atuavam no 4º Distrito Policial e eram responsáveis pela investigação da fraude “praticaram atos infringindo o dever funcional”, como deixar de registrar depoimentos de vítimas que procuravam a Polícia Civil.

Em conversa no WhatsApp, escrivã envia conclusão de inquérito a investigado em Ribeirão Preto — Foto: Ministério Público/DivulgaçãoEm conversa no WhatsApp, escrivã envia conclusão de inquérito a investigado em Ribeirão Preto — Foto: Ministério Público/Divulgação

Em conversa no WhatsApp, escrivã envia conclusão de inquérito a investigado em Ribeirão Preto — Foto: Ministério Público/Divulgação

A Promotoria alega que os escrivães deixavam de registrar os depoimentos das vítimas nos inquéritos e recebiam “presentes” dos acusados, assim como outros tipos de benefícios, para acobertar os crimes, deixando de investigar devidamente as denúncias.

Conversas encontradas nos celulares dos advogados Klaus Philipp Lodoli e Renato Rosin Vidal – os aparelhos foram apreendidos quando a Operação Têmis foi deflagrada – revelaram como funcionava o acordo entre os agentes públicos e os réus.

A investigação concluiu também que os investigados não eram submetidos a depoimento no 4º Distrito Policial, mas apresentavam suas versões por escrito e, muitas vezes, esses documentos eram impressos na própria delegacia.

Os advogados acusados na Operação Têmis: Ângelo Luiz Feijó Bazo, Renato Rosin Vidal, Klaus Philipp Lodoli e Ramzy Khuri da Silveira — Foto: Arte/G1Os advogados acusados na Operação Têmis: Ângelo Luiz Feijó Bazo, Renato Rosin Vidal, Klaus Philipp Lodoli e Ramzy Khuri da Silveira — Foto: Arte/G1

Os advogados acusados na Operação Têmis: Ângelo Luiz Feijó Bazo, Renato Rosin Vidal, Klaus Philipp Lodoli e Ramzy Khuri da Silveira — Foto: Arte/G

  1. Mais vagas para próximos concursos mas a demora é tanta que o fim da policia civil ja chegou é questao de alguns anos para adaptar o resto que ainda tem para outras areas do governo kkkkkkkkk é o fim da gloriosa poliça civil

    Curtir

  2. Interessante são os desdobramentos do roubo de quase UMA TONELADA DE OURO E JÓIAS do aeroporto de Guarulhos. Seis presos e denunciados pelo crime. E o ouro? Por enquanto o mesmo destino daquela TONELADA de maconha da delegacia da amante do chefe. SUMIU. NINGUÉM SABE, NINGUÉM VIU. Se fosse a Polícia Federal no caso, esse ouro já tinha brilhado.
    Me ajuda ai Ismail !

    Curtir

  3. Lugar de ladrão é xilindró e caixão. Tem muita gente boa em fila de emprego que honraria esse cargo disse:

    Sindicância? Isso comporta PA e IP direto, e depois, direto pra rua.

    Curtir

  4. A intervenção pessoal desse desequilibrado na estrutura organizacional da Polícia Federal, substituindo o superintendente regional no Rio de Janeiro em razão das investigação sobre a “rachadinha” da ALERJ do qual o filho e senador fazia parte quando deputado estadual, demonstra que a facada que o vitimou foi um duro golpe para o povo brasileiro. O que vazou do intestino se alojou na cabeça dele e, segundo cientistas políticos, sociólogos, ambientalistas, juristas e defensores dos direitos humanos, o processo é irreversível. Só nos resta rezar e torcer para que não tenha surtos recorrentes de verbalização fecal.
    Revela repentes de inequívoco autoritarismo. Interfere no Poder Legislativo disciplinando através de decreto matéria de lei. Interfere nos escalões inferiores da administração pública, desautorizando e modificando decisões de seus dirigentes. Gera verdadeira antipatia internacional com manifestações grosseiras e ofensivas a diversas lideranças políticas de outros Estados com os quais o Brasil sempre manteve boas relações.
    A mídia falada, escrita e televisiva tem procurado informar a opinião pública sobre esse perfil perigoso que se consolida a cada dia.
    Aparenta verdadeira paranoia sobre comunismo, terrorismo, esquerda, etc. A guerra fria na mente doentia que possui não esteve tão ardente.
    Os Poderes Constituídos e o povo devem se manter atentos. Cuidado com aquele que bate a carteira e sai correndo gritando pega ladrão. De repente, a futura Venezuela pode estar se desenhando aqui.
    “Eu sobre todos, meus filhos sobre tudo”

    Curtir

  5. A intervenção pessoal desse desequilibrado na estrutura organizacional da Polícia Federal, substituindo o superintendente regional no Rio de Janeiro em razão das investigação sobre a “rachadinha” da ALERJ do qual o filho e senador fazia parte quando deputado estadual, demonstra que a facada que o vitimou foi um duro golpe para o povo brasileiro. O que vazou do intestino se alojou na cabeça dele e, segundo cientistas políticos, sociólogos, ambientalistas, juristas e defensores dos direitos humanos, o processo é irreversível. Só nos resta rezar e torcer para que não tenha surtos recorrentes de verbalização fecal.
    Revela repentes de inequívoco autoritarismo. Interfere no Poder Legislativo disciplinando através de decreto matéria de lei. Interfere nos escalões inferiores da administração pública, desautorizando e modificando decisões de seus dirigentes. Gera verdadeira antipatia internacional com manifestações grosseiras e ofensivas a diversas lideranças políticas de outros Estados com os quais o Brasil sempre manteve boas relações.
    A mídia falada, escrita e televisiva tem procurado informar a opinião pública sobre esse perfil perigoso que se consolida a cada dia.
    Aparenta verdadeira paranoia sobre comunismo, terrorismo, esquerda, etc. A guerra fria na mente doentia que possui nunca esteve tão ardente.
    Os Poderes Constituídos e o povo devem se manter atentos. Cuidado com aquele que bate a carteira e sai correndo gritando pega ladrão. De repente, a futura Venezuela pode estar se desenhando aqui.
    “Eu sobre todos, meus filhos sobre tudo”

    Curtir

  6. Santa Inocência….

    É ser muito descuidado mesmo.

    Em tempos tão modernos, em que chovem notícias de corrupção rolando solta por meio de celulares e mídias sociais…

    Conseguem ser incautos suficientes para não terem cuidado com celulares…. conversas em aplicativos … e etc….

    Não dá para ficar dando bandeira em troca de mensagens de celulares….

    Um conhecido meu já tomou um “salve” da mulher só porque deu bobeira no celular…. ela viu o cara trocando mensagem com a amante e o chicote estalou!!!!….

    Colegas Policiais…. se for fazer alguma coisa….. cuidado com celular….
    É ser muito descuidado mesmo!!!

    Curtir

    • Rapaz, temos a nossa corró na consolação e uma dentro de casa e esta a chibata come o couro p valer!!

      Curtir

  7. Penso que julgar colegas sem saber realmente o que aconteceu é no mínimo uma idiotice danada. Hoje foram eles, amanhã pode acontecer com qualquer um de nós. Todos sabemos dos abusos e injustiças cometidos por membros do MP contra nós policiais!

    Curtir

Os comentários estão desativados.