Crise na Polícia: a bomba relógio das polícias de São Paulo…( Não há nenhuma crise: Delegados dirigentes , Oficiais comandantes e dirigentes da “polícia científica” estão bastante contentes ) 38

Quais são os motivos que tem levado a essa crise onde ninguém tem razão?

26/02/2020 07h00 – Por Orlando Neto

Houve um tempo em que ser policial era glorioso. Não faltavam borracheiros para arrumar os pneus das viaturas, padarias oferecendo o café da manhã, e restaurantes em que os donos ficavam chateados quando seus amigos policiais não conseguiam almoçar lá gratuitamente. Policiais eram temidos e respeitados, e raramente, tinham gastos operacionais. Via de regra conseguiam utilizar do salário, historicamente curto, somente com despesas pessoais e familiares.

Obviamente, havia falhas graves. A polícia detinha um conceito de moralidade distorcido e uma prática de corrupção que por vezes não era malvista, e considerada até necessária para melhorar os vencimentos e a qualidade do serviço. Policiais chefes centralizavam recebimento de propinas e nem ligavam que os adicionais legítimos de chefia eram valores irrisórios. O conceito de corrupção sempre esteve enraizado na relação entre a população e as forças policiais.

Policiais não queriam utilizar coletes à prova de bala, era muito incômodo, e armas quando não eram tomadas de criminosos, eram compradas irregularmente, porém, ninguém fiscalizava.

Os tempos mudaram. Hoje se cobra mais da polícia. Hoje se prende muito mais policiais corruptos. Hoje se cobra infinitamente mais eficiência, transparência, e se pune exemplarmente por erros e apelos midiáticos.

Porém, junto a isso, vemos novos chavões “policialescos” como: “Se quiser, comer tem que pagar, mas não tem vale alimentação para todos”. “Tem viatura, mas estão velhas, sempre falta reposição, faltam pneus novos. Se o agente bater, ele conserta. E se ele morrer em serviço numa viatura sem condições perde o seguro da família”. “Também tem que usar colete para receber seguro, mas estão com a validade vencida”. “Se for pego com arma sem registro, é preso igual a todo mundo. Entretanto, seu armamento é falho, munição vencida e faltam especialistas em reparos”. Frases como estas, fazem parte do atual acervo de reclamações vindas dos agentes policiais. Nada justifica ações criminosas, mas começa a jogar uma luz no que está acontecendo.

Poucos desejam ser chefes, porque se exige muito mais e se corre mais risco. Contudo, os adicionais de chefia são vergonhosos e não estimulam candidatos a uma maior responsabilidade.

Há quem diga que os processos seletivos estão lotados em São Paulo, mas ninguém mostra quantos aprovados desistem antes de completar o primeiro ano.

A sociedade trouxe às polícias de São Paulo um novo contingente, muito diferente dos policiais antigos. É obvio que as forças policiais são um reflexo da sociedade, sempre foram e sempre serão. Mas não é qualquer um que se sujeita a condições adversas por culpa estatal. Antes, se o governo prometia e não cumpria, o jogo seguia normalmente em detrimento do policial. O silêncio era cobrado e a falta dele punível. Cobrar superiores era visto como uma falta grave, e hoje, policiais cobram até fazendo greve inconstitucional, sem temer demissão.

Férias? Pedi-las tinha o peso de quebra de hierarquia junto ao superior. E hoje, exigem fazer jus a este direito fundamental para a saúde humana.

Policiais civis e militares estão fartos de receber salários injustos e de se submeter a progressões de carreira torpes, cansaram de serem os últimos na folha de pagamento. Não suportam mais governos parcelarem seu décimo terceiro salário enquanto não atrasam um único dia os salários acima do teto e verbas indenizatórias do MP e do Judiciário.

Não aguentam mais a falta de reposição do efetivo, o que faz policiais terem duas, três, a até mais jornadas de trabalho ganhando um único salário. Muitos entram com ações contra os governos, ganham e nunca recebem.

Drones, câmeras inteligentes, aviões, helicópteros são importantes, mas são o segundo plano. É preciso organizar e padronizar as estruturas policiais e fomentar a disputa saudável e a satisfação dos agentes.

Governadores nunca souberam tratar com dignidade as carreiras policiais. João Doria não se mostra diferente aos seus antecessores, principalmente os do PSDB, e só quando elas param e surge o colapso da sociedade é que se percebe o caos a que se pode chegar. Zonas de guerra e aumento dos conflitos entre facções, roubos e homicídios.

Ou se envolve o policial novamente como braço do Estado e para tal lhes tenham como força motriz da paz e da ordem, pagando um justo salário e dando justas condições de trabalho, ou estamos fadados a enfrentar novas e mais agressivas crises vindas desse setor sumo importante e vital.

Policiais decidiram não aceitar mais a carapuça do “filho feio”.

Promotores engravatados e engomados em possantes do ano escolhendo os melhores trabalhos, e policiais de fusca, quando não se matam nos bicos, ou se arriscam numa “tretinha”, resolvendo todo o resto.

Fiscais de renda com salários quatro vezes maior e menor carga de trabalho ganhando comissão pelas multas aplicadas, e policiais condenados sumariamente pelo governo porque alguém não gostou da ação deles aqui ou acolá.

Vamos falar de São Paulo, que é hoje o pior salário do país, neófito porque perdeu há poucos dias o penúltimo lugar no ranking para o Ceará, mas também perde dentro do próprio Estado para os vigilantes do metrô. Um barril de pólvora prestes a explodir na maior potência financeira do país. A desmotivação é muito grande e afeta desde candidatos a delegados (dos 250 aprovados, 20 não se apresentaram), até delegados das classes mais altas, que não completaram as vagas abertas para atingir o grau máximo na carreira com o Curso Superior de Polícia. Não há interesse, porque a progressão salarial e ascensão são mínimas e os cargos de diretoria são políticos e não meritocráticos. A melhor polícia do país se tornou uma bomba relógio prestes a explodir, por mais contraditório que isso possa parecer.

Entrar na polícia, embora difícil, é muito mais fácil do que se manter na polícia. E hoje, mentes brilhantes estão saindo para o mercado privado ou setores públicos mais vantajosos. Inteligência não se faz só com a compra e uso de equipamentos sem alguém devidamente habilitado e motivado para opera-los.

Receber parabéns pelo bom trabalho não sustenta as famílias, e a ausência de descanso, cobrança demasiada e riscos cotidianos podem ser os culpados pela epidemia de suicídios que assusta a todos os policiais do país.

O MBL é frontalmente contra qualquer tipo de greve das forças de segurança pública. Essas greves são criminosas e ilegais e este assunto já foi pacificado há alguns anos pelo STF. Tentamos com esse texto expor os reais motivos que estão levando policiais a cometerem crimes gravíssimos de motim sujeitos a anos de detenção e de forma totalmente inconsequente, prejudicando, sobretudo a população que é o elo mais fraco desta corrente.

Policiais estão arriscando suas carreiras, suas vidas e de seus familiares, largando a população a própria sorte, tornando-se criminosos, amotinando-se […] e por quê? O nosso governador Joao Doria deve, ao invés de se esconder atrás de números que lhe são favoráveis, encarar o problema de frente, cortando pela raiz o motivo real de toda a insatisfação policial, sob a pena de vermos no mais rico Estado da Federação, cenas lamentáveis como as do Ceará.

Mais uma vez, nos colocamos totalmente favorável à reforma previdenciária estadual, tão combatida pelos sindicatos dos policiais que insistem em lutar por privilégios na aposentadoria para compensar os péssimos salários e condições de trabalho da polícia. Definitivamente, a solução inclui a reforma da previdência.

O Bolsonarismo está fortemente infiltrado no comando dessas ações grevistas querendo criar um pano de fundo para justificar as suas ações futuras. As milícias crescem em proporções assustadoras, enquanto o poder político da “bancadas da bala” aumenta a cada eleição. João Gestor, por favor, apareça por de trás do marketing e não permita que esta bomba exploda em São Paulo.

Revisores: Felipe Donadi

Fonte: Exame


O autor está bem por fora: A CORRUPÇÃO ALÉM DE NECESSÁRIA CONTINUA SENDO BEM ACEITA PELO GOVERNO E PELA SOCIEDADE EM GERAL. 

 

SEM O CORRERIA A POLÍCIA PARA! 

  1. Sei que o autor do texto não busca aplausos mas peço licença para dar nota 10. Perfeiro

    Curtir

  2. Sinceramente
    Os diretores, titulares, seccionais estão interessados em aumento?
    Quem poderia ir à frente para melhores condições e salários estão almoçando no Fasano dando risada.

    Curtir

  3. “Sem o correria a polícia para”…..
    Sejamos justos, Dr. Guerra. Sem o correria é o poder de algumas cadeiras que se esfarela, não a polícia civil.

    Curtir

  4. Mas é verdade no interior pararam de canecas para o Estado agora só em proveito próprio.

    Curtir

  5. O texto é muito bom. Tem muito a ver com a realidade da polícia nos dias de hoje, mas como bem ressaltou o amigo Guerra, a correria continua, principalmente por aqueles que foram agraciados com cargos por seus superiores imediatos. É dando que se recebe. Se a firma não, virar atribuo o o cargo para outro. Na pior das hipóteses, crio um cargo para isso, tipo Secretário Executivo, que não faz “phorra” nenhuma a não ser participar de solenidades para comer canapés e tomar coquetéis. Cargo ruim hein!.

    Curtir

  6. Cansado de ler textos poéticos com português literário que não melhoram em nada a condição do polícia nesse Estado.

    Quero ação por parte de sindicato e associações, quero salário decente, viatura com condições mínimas de trabalho, funcionários em quantidade suficiente etc….

    Curtir

  7. QUEM E DA VELHA GUARDA, ENTENDE MUITO BEM ESTE TEXTO. PORQUE OS CONSELHEIROS DA POLICIA CIVIL, NÃO PERCORRE AS DELEGACIAS E PLANTÕES PARA SENTIR DE PERTO A SITUAÇÃO CAÓTICA QUE SE ENCONTRA OS FUNCIONÁRIOS, ISTO NÃO CONTANDO COM O NOSSO MAIOR SALÁRIO DE TODOS ESTADOS DA UNIÃO. Se não me engano, em tempos idos, o SSP na época Cel. Erasmo Dias e alguns Delegados da cúpula, percorriam principalmente a noite os Distritos da Capital. Hoje temos SSP um GENERAL, Enfim………………

    Curtir

    • De fato.
      Um General que de Polícia não sabe NADA.

      Muito melhor seria um Delegado.
      Poderia ser até um Coronel.
      Aliás, para que não houvessem celeumas babacas, que fosse um desses por 2 anos e outro pelos 2 restantes…sei lá.
      Confesso que tanto faz.
      DESDE QUE FOSSE UM POLICIAL DO ESTADO DE SÃO PAULO.

      Curtir

  8. Por exemplo, quem se beneficiou do “sumiço” de 1 tonelada de maconha do 1º DP – Sé e outra meia tonelada do 90º DP?
    Até hoje o Sr. Governador, Sr. Secretário, Sr Delegado Geral, Sr. Diretor do DECAP, Srs. Seccionais Centro e Norte e, principalmente, os titulares das respectivas delegacias não informaram.

    Curtir

  9. Ótima matéria, e tranquilamente daqui a uns anos nem policial recolha existirá mais, no ritmo que vai…

    Curtir

    • Primeiro, foda-se o “jovem baleado”…
      Segundo, dá uma lida no post do companheiro acima aí…umas duas ou três acima…
      Pau que dá em Chico serve para arrebentar Francisco também viu…seu QRU Nhill

      Curtir

  10. A cúpula das polícias não quer comandar policiais, e sim servos. O objetivo é promover a castração cerebral dos agentes. Qualquer reivindicação, qualquer articulação, ainda que embasada em lei, é reprovada. O pior é que não faltam policiais prontos para servir cegamente. A experiência ensina que a minoria organizada faz o que quer com a maioria difusa. Os policiais ainda são muito fracos no campo político. É como se fossem El Salvador, Honduras, Andorra no futebol. Toda vez que entram em campo são massacrados.

    Curtir

    • Concordo contigo colega.
      E tem Policial que, se vc disser algo criticando a PC, lhe trata como traidor, ingrato.

      Curtir

    • Ele leu e pensou: otários!
      Na SPTC e na Civil o que teve de ANIMAL ou interesseiros votando no Doria é inacreditável!!!
      Vinham ainda com aquele papinho: ahhh o outro é comunista… Caracas!!! PSDB de novo?
      Se bem que era capaz do comunista também fazer o mesmo, pois o França por onde passou arruinou também. Esses políticos são apontados a dedo para concorrer o Governo e nos massacrar!

      Sistema FDP!!!! Nós vamos morrer assim nessa porra!!!!

      Curtir

  11. Quem comanda não vive de salario, apenas puxam o saco do promessinha para segurarem suas cadeiras. O resto que se foda para produzir estatisticas para o promessinha fazer marketing. Infelizmente a melhor policia do brasil agora é a pior paga

    Curtir

  12. A diferença salarial é gritante…….eu mesmo R$ 7.500,00 (1ºclasse) meu irmão caçula aposentou agora em fevereiro Cel.PM (MISEROS R$ 24.000,00 COM 49 ANOS DE IDADE)

    Curtir

    • Tentei, mas, infelizmente, fui reprovado no psicológico para oficial do Barro Branco.
      Por mês mim, estaria lá.

      Curtir

    • Se voce fosse Delegado ganharia muito mais que seu irmão Coronel.
      Não dá para ser feita essa comparação.

      Curtir

      • Como ganharia muito mais?
        Delegado de Classe Especial ganha o mesmo que um Coronel…mas, quando vai à Reserva um Coronel recebe 30% de aumento (Como se fosse um posto imediato) e o Delegado não.

        Esses R$ 24 mil são o normal para um Coronel da reserva, mas não recebem isso…têm redutor salarial para adequação do teto paulista.

        Ainda assim, devido a esse valor, recebem líquido praticamente o Teto de R$ 21 mil…creio eu.

        Mas acho que ocorre o mesmo com Delegados de Classe Especial.

        Óbvio que um investigador nunca vai receber como um Coronel…Seu salário se equipara ao de um 1° Sgt com 5 quinquênios e 6 parte.

        Esses salários, das classes intermediárias, como Sargentos, Escrivães e Investigadores é que deveriam ser maiores.

        Essa é a sacanagem…

        Curtir

        • COMANDANTE GERAL P.M. PM 40 6.560,64 6.560,64 1.335,15 14.456,43
          CORONEL P.M. PM 16 5.632,82 5.632,82 667,57 11.933,21
          TENENTE CORONEL P.M. PM 15 5.192,00 5.192,00 357,07 10.741,07
          MAJOR P.M. PM 14 4.793,07 4.793,07 9.586,14
          CAPITÃO P.M. PM 13 4.432,04 4.432,04 8.864,08
          1º TENENTE P.M. PM 12 4.105,33 4.105,33 8.210,66
          2º TENENTE P.M. PM 11 3.157,13 3.157,13 6.314,26
          ASPIRANTE A OFICIAL P.M. PM 29 2.984,34 2.984,34 5.968,68

          DELEGADO DE POLÍCIA 3ª CLASSE I 4.103,75 4.103,75 2.174,98 10.382,48
          DELEGADO DE POLÍCIA 2ª CLASSE II 4.438,02 4.438,02 2.352,15 11.228,19
          DELEGADO DE POLÍCIA 1ª CLASSE III 4.807,40 4.807,40 2.547,92 12.162,72
          DELEGADO DE POLÍCIA DE CLASSE ESPECIAL IV 5.215,58 5.215,58 2.764,25 13.195,41
          DELEGADO GERAL DE POLÍCIA V 6.074,66 6.074,66 1.335,15 3.219,56 16,704,30

          O tempo em que um Oficial da PM ganhava igual a um Delegado, já passou amigo, hoje um delegado iniciando a carreira já entra recebendo mais que um Major (sem contar os adicionais por tempo), sem contar as inumeras vantagens de acumular DP, as inumeras diárias. Garanto que tem uma escala de serviço bem melhor.

          Um jovem que vá iniciar a carreira hoje, não tem nem como comparar as carreiras de Oficial e Delegado, isso em SP, se for ver os salarios de Oficiais e Delegados em outros estados a diferença chega a ser a de um abismo.

          Curtir

          • Ué, você mesmo posta os salários e fala que o tempo mudou…de fato mudou…

            Não sabia que um Delegado de Classe Especial ganhava menos que um Coronel…

            No demais, um Delegado de 3 Classe ganhando como 1° Tenente…eu achei que ganhavam pelo menos como Capitão.

            Fora isso meu amigo, esse GAT que os Delegados tem agora os Oficiais Superiores já ganham como verba de comando há décadas.

            Isso sem falar que quando um Tenente assume a função de Capitão ou um Capitão a de Major interinamente…passa a receber o soldo superior.

            E, depois de um ano, ainda averba um décimo da diferença no padrão e RETP – o que é uma EXCRESCÊNCIA.

            Um “jovem” para ser Delegado precisa cursar Direito…

            Para ser Oficial, basta estudar, as custas do Estado, por 3 aninhos na Academia.

            E no final da carreira, além da PM pagar melhor ainda concede uma aposentadoria mil vezes superior.

            Acorda!

            Curtir

    • Era só você ter estudado também…😂😂😂😂

      Tô de sacanagem…também acho a diferença absurda.

      Não são os Coronéis e Delegados de Classe Especial que deveriam ganhar menos mas as demais graduações e classes que deveriam ganhar mais.

      A diferença é mesmo brutal.

      Só que não vai acontecer.
      Ouvi ontem de um Coronel:
      “Já tenho redutor salarial hoje, na ativa, para me adequar à miséria do teto Estadual…para quê vou brigar por aumento? Na reserva tenho acréscimo de 30% que nunca se recebe pois o teto de SP não muda…fodam-se vocês, Pés de Barro…”

      E sabe o que é pior, ele tem razão no sentido de que quem se fode são os “Pés de Barro” mesmo.

      É trágico, mas é verdade!

      Curtir

  13. Esse texto serve para os policiais honestos que vivem do próprio salário, já o vermes que roubam ou vivem da desonestidade ganhando um bom dinheiro, vão dar um foda-se…

    Curtir

  14. Seja novo ou mais velho, policial civil está na berlinda. Mal representado ao extremo. Seja na Assembléia Legislativa ou em entidades de classe (inúteis e antiquadas), policial hoje navega em um limbo que poucos irão aguentar. Quem já tem tempo contabilizado aposente. Demais administrem suas carreiras e, se possível for, migrem a outras profissões. Ser policial no Brasil não é nada gratificante. Povo inculto e indecente, fora as autoridades rasteiras que sempre dão razão a quem não tem. Lamentável mas é a realidade. Policiais separados por castas. Novos e velhos. Ninguém respeita ninguém. É triste mas esta divisão enfraquece a todos.

    Curtir

  15. Estao esperando o que pra fazerem algo? Soldado PM no Ceara vai ganhar mais que tira segunda classe aqui. E ninguem se mobiliza ,faz nada? Psdb maldito policiais inertes

    Curtir

  16. sem sarcasmo ou piada, aqui os caros coegas ó tem dois caminhos a seguir:1) quem tem tempo que se aposente para nao pagar pedagio, ou ter que ficar com encheção de saco de produção. 2) aos que ainda não completaram o tempo, se preparem para cobrança, mas lembrem-se, a lei esta ao seu lado! Policial pode ser tudo, menos burro. Peguem seus Bos, liguem para as vitimas, vao ao local, e no fim, relatorio suscinto: 6 apesar dos esforços, não foi possivel anagriar indicios e provas que levassem ao autor do delito. date e assine. não elaborem relatorios com sugestao de prisao temporaria, busca, interceptação. façam o feijao com arroz. olhos de vidro. e os dirigentes que se virem com governo, afinal o governador nunca foi no plantao cobrar os operacionais. Virei digitador. nao tenho forum, nao tenho corregedoria, não tenho mais ronda noturna. mega feliz

    Curtir

  17. Lá no alto clero da SPTC, PC e PM óbviamente todos felizes!!! O salário já é maior por natureza, acumulam-se uma série de benefícios e incorporações…os delpols ainda tem o GAT , que por si só chega a ser maior que o salário da grande maioria aqui….quem vai reclamar???? Só o restopol de todas elas, os grandes prejudicados com tanta sacanagem que estão fazendo conosco. Holerite de março já com 14% prá todos, PM aposentado também recolhendo, reajuste real nem 2%…….

    Curtir

Os comentários estão desativados.