MP e polícia fecham 42 casas de jogos de azar em São Paulo 7

Por Bruno Bocchini – Repórter da Agência Brasil  São Paulo

O Ministério Público de São Paulo (MPSP), com apoio da Polícia Militar, fechou ontem (22), 42 casas de jogos de azar no estado. Sete pessoas foram presas, entre elas dois policiais militares, e oito estão foragidas. Mais de R$ 200 mil foram apreendidos e 2.576 máquinas de vídeo-jogo. Houve apreensão também de armas ilícitas e drogas na casa dos policiais.

Na operação, denominada Trevo da Sorte, os policiais e promotores executaram 101 mandados de busca e apreensão nas cidades de São Paulo, Santo André e Guarulhos. De acordo com o MP, o grupo proprietário das casas de jogos conseguia se manter ativo em razão da “corrupção sistêmica de agentes públicos”, como servidores municipais e policiais.

Presos

Um dos policiais presos, que responderá por organização criminosa e violação de sigilo profissional, passava ao grupo criminoso, previamente, informações de inteligência da corporação, como a localização de viaturas. Na casa de um policial, um major da reserva, foram encontradas 14 armas, munições, coletes balísticos e munições químicas, como bombas de gás pimenta.

“A operação de hoje visava atingir o patrimônio da operação criminosa, a hierarquia, e toda a liderança. Nós entendemos que obtivemos hoje, junto com a Polícia Militar, uma vitória muito grande contra o crime organizado”, destacou o subprocurador-geral de Justiça Mário Luiz Sarrubbo.

A investigação foi iniciada após a Operação Jericó, em 2017, e contou com um acordo colaboração premiada. Segundo o MP apurou, a organização criminosa contava com vários esquemas de lavagem de dinheiro, que ainda estão sendo investigados.

Na operação de hoje (22), participaram 12 promotores de Justiça, 33 servidores do MP, 807 policiais militares, 291 viaturas e sete cães do Canil da PM

  1. Este mj da pm DEVE SER investigado a fundo, as suas atitudes é semelhante do Roni Lessa, aquele assassino que executou a Marielle.

    Curtir

  2. Vixe! Doze promotores, 33 servidores do MP, etc. e tal…A montanha pariu uma ervilha.

    Curtir

  3. Vem cá qd vão fazer uma operação para prender a turma do rodoanel e os promotores que recebiam mesada do doleiro na lava jato?

    Curtir

  4. Dersa, rodoanel metro etc
    PT um peso
    Psdb outro
    Sou a partidário
    Mas pra alguns têm um peso maior
    Simpkes assim

    Curtir

  5. Vamos perguntar para o MP a quantas anda a investigação sobre a roubalheira no DERSA. Vamos perguntar ao MP como um “extraneus” como o Laurence “Mãogrande” se tornou na Administração do “ChuChu” presidente da CESP, do DERSA, Secretário de Transportes, se antes era tão somente um simples assessor de imprensa do então Secretário da Segurança Pública. Vamos repercutir a entrevista de um engenheiro que trabalhava nos canteiros do ROUBOANEL onde afirmou que o “Mãogrande” comparecia nas obras coagindo os engenheiros a assinarem as planilhas de custos SUPERFATURADAS sob pena de DEMISSÃO.

    O Ministério Público Federal deveria entrar no caso, vez que tem verba federal desviada nessas obras, pois tudo indica que vai virar pizza.
    Sabe como é né, a Administração do “Chuchu” foi conhecida como “República dos Promotores”.
    Não quero acreditar que a desídia na investigação ou a flagrante falta de interesse seja para não envolver prata da casa né.

    Curtir

Os comentários estão desativados.