CENSURA PRÉVIA – A Polícia Civil continua fazendo prova de ser um órgão pestilento que protege a corrupção reprimindo a liberdade de expressão de seus funcionários – João Doria deveria exonerar o Delegado Geral 79

Polícia Civil de SP regula atuação de funcionários nas redes sociais

Portaria estabelece parâmetros para postagens e proíbe perfis funcionais, entre outras regras, para evitar danos à imagem e credibilidade da instituição

Comportamento de policiais civis nas redes sociais será disciplinado

Comportamento de policiais civis nas redes sociais será disciplinado

Reprodução/Google Maps

A Polícia Civil de SP lançou uma portaria nesta terça-feira (7) com normas disciplinares para regular o comportamento de agentes públicos nas redes sociais. O documento, assinado pelo delegado geral, Ruy Ferraz Fontes, estabelece parâmetros para postagens e proíbe perfis funcionais com a finalidade de evitar danos à imagem, segurança, credibilidade e respeitabilidade da instituição, entre outros aspectos.

O texto elaborado pela cúpula — que deverá entrar em vigor nesta quarta-feira (8), após a sua publicação no Diário Oficial do Estado — ressalta a peculiaridade da condição de policial civil ininterrupta e que o regime jurídico a que está submetido impõe restrições e exigências pessoais distintas das acometidas aos servidores públicos em geral.

A portaria também esclarece ao policial civil que os direitos fundamentais de manifestação de pensamento e da liberdade de expressão não são absolutos e devem se harmonizar com os demais direitos, garantias e princípios constitucionais.

Desta forma, agentes estão proibidos de divulgar informações sobre investigações, usar o nome, cargo, brasão, banner ou qualquer outro símbolo oficial da Polícia Civil de forma isolada ou cumulativamente com outros elementos visuais como forma de identificação pessoal em seus perfis.

Também estão vedados o registro de endereço de e-mail institucional e a utilização de elementos que possam induzir o usuário a acreditar que se trata de um perfil funcional. Estão liberados somente os perfis utilizados pela Polícia Civil, administrados pela comunicação social da instituição ou outros autorizados.

Entre as principais condutas impróprias aos servidores nas redes sociais, estão: opinar ou compartilhar informações que possam trazer descrédito à Polícia Civil; interagir com suspeitos de atividades criminosas (salvo razões de serviço); expressar opinião que seja interpretada como oficial, compartilhar ou apoiar conteúdos inverídicos (fake news); postar ou compartilhar opiniões que apoiem discursos discriminatórios, de ódio ou que expressem preconceitos de qualquer natureza; evitar comportamentos que indiquem promoção pessoal.

Os policiais que já possuem perfis em redes sociais deverão adequá-los às exigências do comando da instituição em até um mês a partir da entrada em vigor da portaria.


Na verdade o que se quer  impedir são as críticas aos delegados de polícia, especialmente a histórica arrogância e prepotência no trato com os subordinados. ( de se conferir a portaria na postagem abaixo ) 

Além da suposta promoção pessoal e funcional de algumas autoridades que divulgam os feitos de suas respectivas unidades e comandados.

Certamente deve haver algum classe especial – dono de perfil – cotado para assumir cargo no Conselho e, futuramente, a própria DGP. 

Enfim, a portaria denota a linha invejosa e autoritária encravada na Polícia Civil , onde a Democracia ainda não chegou e nunca chegará.

Nota de Repúdio a censura literária do Governo e Seduc | Tudo ...

 

  1. Não sei. Dr. Guerra.
    Parece salutar. Impede a autopromoção patrocinada por recursos públicos.
    Tem exército de PM que foi eleito a duplo financiamento público: farda/equipamentos + exposição em concessões públicas ( TVs).
    Parabéns ao DG!

    Curtir

    • Ou seja, pirotecnia, forjar flagrantes e investigação para fazer Estatística nós rádios e TVs pode!
      Enaltecer e apontar irregularidades na instituição é infração administrativa?
      Ser sócio de empresa de segurança e armas, estandes de tiro, ronda nos comércios dos amigos pode.
      “Há algo de podre no reino da Dinamarca”.

      Curtir

    • Irmão a PM não esta proibida de se manifestar, somente nos Policiais civis. não tem nada de bom.
      Agora e hora de nossos sindicatos e associações, se manifestarem. Aposentado pode.

      Curtir

  2. Gostei do artigo quinto: Art. 5.º Caberá, ainda, ao policial civil:
    I – evitar comportamentos que indiquem a busca de reconhecimento social para si ou que visem exclusivamente a promoção pessoal;

    Significa que o policial não poderá se empenhar em suas funções para se candidatar a uma cargo político(imaginem: escrivão, perito ou investigador se elegendo como deputados) ; fim das entrevistas no Datena? os delegados não vão poder se promover como professores de cursos preparatórios para concurso? fim das reuniões do CONSEG?

    Depois falam que a PM representa da Ditadura.

    Curtir

  3. Se o cara se expõe o Sr critica. Agora que a PC tá dando um basta o Sr critica também. Não dá pra entender…

    Curtir

    • Agepol Remana 2017,

      Minha cara , a Lei Orgânica da Polícia Civil, o Código Penal e o Código Civil , suficientemente , contemplam as condutas que podem ensejar a responsabilização por abusos. A PC já poderia ter adotado providências em relação àqueles que se promovem pessoalmente utilizando do cargo e do órgão para obter vantagens políticas, morais e materiais. Especialmente as figuras caricatas que expõem o próprio cargo ao deboche público. Nada se fez. Agora, por meio de portaria , resolveram criar novas condutas infracionais .
      Resumidamente,a portaria é uma cartilha que pura e simplesmente mata o direito de o policial civil se apresentar como policial civil. Na prática tutela 30.000 pessoas; considerando-as como retardados. Representa o atraso de uma Instituição que continua a se comportar como se ainda estivesse na Ditadura Militar !

      Curtir

      • Já poderia punir antes, mas agora saiu a portaria inclusive com um certo prazo pras pessoas poderem ajustar seus perfis. Eu entendo que a portaria ainda está dando a oportunidade pro pessoal antes de enfiar a pica. Talvez seja exagerada mesmo em algumas coisas, mas no geral tinha muita gente que estava abusando e se promovendo em cima da polícia.

        Ah Dr, e pra esclarecer, seria “meu caro” e não minha cara. Não tá explícito no nick, mas sou homem heheh

        Curtir

      • Dr, se me permite o aparte, a portaria contempla as redes sociais e suas particularidades, coisa estranha à LOP de 1979 e cuja regulação legal é nebulosa ainda.

        Curtir

  4. Tem muito pavão que ficou ofendido dos pé de chinelo estarem aparecendo. Apenas para reflexão a ordem e ilegal ninguém pode controlar o direito à livre expressão de forma prévia,os excessos devem ser visto caso a caso. Qualquer identidade que entrar na justiça vai obter julgado anulando o ato.

    Curtir

    • Livre expressão, não! E nem precisa do “capitão” para ensinar.
      Agora, barrar autopromoção custeada pelo erário… É dever!
      Quer fazer propaganda eleitoral antecipada? Não pode.

      Curtir

  5. Enquanto isso, finge desconhecer a existência de policiais civis que exploram serviços de segurança e afins, utilizando a imagem, equipamentos e cargos ocupados na instituição para legitimar competência.

    Curtir

  6. A PM, com todas as regulamentações e o próprio RDPM, não chega a esse ponto de generalização.

    Ademais, concordo com o Guerra de forma absoluta – o que o próprio pode comprovar que é coisa rara -, já que a legislação vigente dá conta da punição a qualquer abuso.

    Uma norma genérica e absolutista como essa, vinda da Polícia Civil, é mais que escarniosa, é a prova de que o fim do militarismo não é a vontade de muitos Delegados, pelo contrário…parece que esses tiranetes de distintivo vermelho tem é tara por ostentar estrelas nos ombros e coisa e tal…

    Patético!

    Curtir

    • Passou da hora. Quem mais se beneficia da “ditabtanda” do RDPM são os Oficiais.
      Basta ver que na Câmara Federal não tem soldado…S.m.j.

      Curtir

  7. Grande dia. Facebook desativa 88 contas de fakenews da turma do bozo! Quero ver agora divulgar sobre mamadeira de piroka e kit gay pro gado ignorante!

    Curtir

    • Vc deve tá louco pra chupar uma pica né, pode ir lá chupar e sentar tbm, nós não vamos te impedir!! Só não venha querer que todo mundo ache lindo seus fetiches.

      Curtir

  8. Com todo o respeito que o Doutor Guerra merece, mas ouso discordar!

    Já era hora de fazerem algo com os policiais de instagram. A coisa estava passando dos limites. Tinha colega postando fotos de mandados de prisão, de suspeitos, local de crime (com cadáver) etc. Fora as fotos de distintivo, armas, viaturas e como não falar do ápice da bagunça, encetada por um delegado que esses tempos esteve envolvido numa ocorrência com a companheira.

    Mas de uma coisa vocês podem ter certeza: a portaria não afetará os delegados! a pŕopria já faz a ressalva nos “casos autorizados”. Ou seja, para os amigos do rei, tudo continua na mesma. Já para os trouxas que nem eu (restopol) que rasga contracheque é bom ficar esperto.

    Rede social e política não servem para policiais.

    Curtido por 1 pessoa

    • Exatamente , e tenho certeza que o que desencadeou essa portaria foi o famoso delta insta SWAT , que não aprendeu nada com o fato ocorrido e continua inclusive utilizando do ocorrido para se promover , sem respeito nenhum com a parte suicidada , quem sabe agora polícia vira polícia e não tentem ser subcelebridades , e policial querendo ser winderson , discípulos de Dr selfie

      Curtir

    • Se vale para geral, não sei, mas concordo. Polícia é lugar de gente que passa batido, não é vista entrando nem saindo, que está em qualquer ambiente, sem se destacar, sem aparecer. A graça de ser policial civil é exatamente essa, para mim.

      Curtir

    • É isso mesmo. Apenas delegado tem fala autorizada. Restopol não tem lugar de fala. Três delegados na Alesp e nenhum Restopol.

      Curtido por 1 pessoa

  9. Depois de dez anos, a gente chega a algumas conclusões, e vendo esse tipo de coisa fica a pergunta: onde a instituição estará em vinte anos?

    Curtir

    • É aquela velha história: não pode se manifestar em redes sociais, mas pode extorquir, tomar dinheiro de caça-niquel, puteiro, boca de tráfico.
      Hipocrisia do caralho.
      Instituição lixo.

      Curtir

      • Simples amigo…
        Se é lixo, faz igual muitos… Pede o boné…
        Você tá pegando o seu exemplinho tendencioso e generalizando uma par de gente que leva a sério o trampo.

        Curtir

        • Exemplo tendencioso???
          Estou falando do que vejo há vinte anos nessa PC. Se eu estiver errado sobre a corrupção e as injustiças, pode me corrigir.
          Com certeza tem muita gente boa, muitos bons profissionais, mas tem muito ladrão também, muito vagabundo, infelizmente.

          Curtir

          • Só que o senhor está colocando nesse seu bolo aí, quem realmente não está na pc-sp por promoção.
            Em qualquer lugar e em qualquer profissão vai ter o joio e o trigo.

            Curtir

      • Isso que vc falou e crime , se o polícia cometer e for pego vai para a cadeia , não atoa quantos tem no PPC , agora se vc concorda como novo polícia esses pseudo celebridadepol , que nunca deram uma cana , só usam as redes agora se auto promoverem, no mínimo deve fazer ou querer fazer o mesmo que ainda como novo polícia chama a instituição de lixo por isso , não sei o que faz na PC. Quer usar farda vai para Mike , PC polícia investigativa , judiciária , nem o GER deveria existir , me fala uma cana de volto do GER , só instagranboy , resgate de refém , negociação , e sempre acionado o GATE, por isso cada dia que passa a polícia civil como falam não está se modernizando está virando um antro de comédia.

        Curtir

        • Em relação a toda exposição, acho que a portaria está certa.
          Acho ridículo, não é coisa de Polícia.
          Mas tem um artigo ali que me incomodou, que fala sobre não poder criticar a Polícia. Porra, não pode falar sobre as coisas que estão erradas?? Não pode criticar a Instituição???

          Curtir

  10. De verdade? Vou falar…
    Infelizmente devido a muitas atitudes egocêntricas e exibicionistas de muitos bacaninhas que podem estar na gloriosa por tudo… (Promoção pessoal, prestígio, pra se promover como professor de cursinho, pra dar carteirada em balada) e menos por vocação, não achei o fim do mundo essa portaria não.
    Sou totalmente contra censura, da militarização da polícia civil, mas graças a esses babacas exibidos, que esquecem o que é uma polícia JUDICIÁRIA, por fim seja necessário.
    Veja bem… Eu sou tira… Qual sentido de eu usar brasão, me rotular como investigador em redes sociais, postar vídeo de cana…se minha função é investigar???
    De créditos a esses cretinos que dão cana em vulto, e tiram selfie gozando com o pau do governo.
    Pra mim não vai mudar em nada minha rotina, pois prezo pela minha vida e a minha família, até então meus vizinhos acham que eu sou professor de história e amém.

    Curtir

  11. Concordo em gênero, número e grau.

    Minha colega nao pode ver viela que faz vídeo no Tiktok, faz pose para foto em cima do muro em posição de fatiamento; calça tática, 2 arma, bomba, faca, braçal da Polícia Civil e o caralho a quatro.

    Quem conhece sabe a babaquice que é; quem esta de fora acha que aquela Comunidade não tem ilícitos e que ela e ultra mega buceta das galáxias.

    Policial tem que ser o primeiro a entrar e o último a sair…sem ser percebido!!

    Estas pessoas que utilizam-Se da profissão pra ter likes, seguidores, peguetes, usar de degrau para uma candidatura, para se promoverem nao dignificam em nada a PC; pelo contrário, vira motivo de chacota.

    Policial de verdade não usa sua farda ou distintivo para auto promoção; usa seu trabalho como vitrine.

    Cansei de ver delegado e oficial conseguindo subir degraus através da exposição na imprensa e mídia; tem muito nego bom ai que nao tem essa chance e que nao consegue 4 mil votos e está na luta faz 12 anos.

    Por fim, espero que alguns peluciais repensem suas postagens, linha de exposição para parar de vez ou mostrar algo salutar.

    Porque mostrar a cara brava, com arminha na mão na quebrada não dá mais. Até ladrão ri de uma palhaçada dessas.

    Curtir

  12. O caminho para a valorização dos RESTOPOL está no artigo 8º dessa malfadada portaria (fortalecimento das entidades de classe). Não tem outro caminho. Tem que surgir um nome forte que represente a base da polícia – e não a cúpula – e fazer esse nome chegar à política. E, é claro, depois tem que torcer para que esse nome não se desvie, não seja cooptado:

    Art. 8.º As vedações previstas nesta Portaria não se aplicam aos policiais civis que exerçam mandatos políticos, tampouco
    aos representantes de entidades e associações de classe, quando a manifestação nas redes sociais visar à representação dos interesses dos associados e à defesa dos interesses dos policiais civis em geral, da Polícia Civil ou da sociedade.

    Curtir

  13. Quer melhorar a credibilidade da instituição! começa batendo forte na corrupção, extingue esse “cargo de confiança”, acaba com as cadernetas de biqueira, jogos, pirataria, puteiros ,posto de gasolina etc.. Manda embora um monte de ganso dentro das delegacias fazendo favorzinho para os delegados, dirigindo viaturas etc… assim começa dar credibilidade a instituição e ajudaria muito a exigir melhores salários.. o resto é mi mi mi e politicagem.

    Curtir

  14. Rede de ‘Fakebook’ bolsonarista mostra ação orquestrada
    POR FERNANDO BRITO · 08/07/2020

    A decisão do Facebook de eliminar a rede de 88 páginas – com perfis bolsonaristas, gerida por auxiliares e filhos de Jair Bolsonaro dá um impulso extra ao inquérito das “fakenews”, que só pode levar ao que é uma realidade: foi montada uma máquina de ataques e mentiras que funciona como o verdadeiro “partido do presidente”.

    Ou será que alguém ainda acredita que este podia ser o PSL ou este esquecido “Aliança pelo Brasil” anunciado a cartuchos de 38?

    É a utilização descarada da máquina pública, como relata a Folha:

    O Facebook e o Instagram identificaram páginas e contas com conteúdo de ataques a adversários políticos feitos por Tércio Arnaud Thomaz, 31, assessor especial da Presidência da República e que faz parte do chamado “gabinete do ódio” ou “gabinete da raiva”. O grupo, tutelado pelo vereador licenciado Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ), é responsável por parte da estratégia digital bolsonarista.

    Em O Globo, fica-se sabendo que páginas como a “Bolsonaro Opressor 2.0” eram alimentadas por Tércio de dentro do Palácio do Planalto.

    Para a empresa [o Facebook] , o conjunto [de páginas] removido agia para enganar sistematicamente o público, sem informar a verdadeira identidade dos administradores, desde as eleições de 2018. Os dados que constam das investigações da plataforma foram analisadas por pesquisadores americanos do Digital ForensicResearchLab (DRFLab), ligado ao Atlantic Council, especializados no combate à desinformação, às fakenews e violação de direitos humanos em ambientes online. Nos domínios do Facebook, a rede em questão atuava através de 14 páginas, 35 contas pessoais e um grupo. No Instagram, onde também houve remoção de conteúdos, foram identificadas 38 contas envolvidas com irregularidades. Juntas, essas engrenagens mobilizavam uma audiência de mais de 2 milhões de pessoas, de acordo com o DRFLab.

    A “Matrix” bolsonarista em que mergulharam as redes sociais, pouco a pouco, vai deixando evidente que tudo foi objeto de um cuidadoso planejamento de manipulação da opinião pública.

    Isso foi operado por imbecis, mas não foi formulado, certamente, por eles. Houve cabeças e, claro, bolsos que formularam e sustentaram esta conspiração.

    Curtir

  15. Até demorou para a DGP editar essa portaria. Tava uma avacalhação só. Muitos youtubers “delegado isso”, “investigador aquilo”, etc., divulgando desde armas e técnicas policiais até investigações completas. Concordo que o DGP poderia ter coibido essas mesmas condutas utilizando a lei orgânica, mas é melhor disciplinar antes o uso/abuso das redes sociais.
    .
    Vou além, acho que o Legislativo deveria proibir o uso de cargos públicos compondo o nome do candidato, tipo DEPUTADO DELEGADO FULANO, DEPUTADO CORONEL CICLANO, etc., traz nítida vantagem para o servidor, em detrimento do concorrente que não é servidor público. Penso ainda, que deveria ser estabelecido quarentena de dois anos para policiais, juízes, promotores, militares, conselheiros e GCMs concorrerem a cargos eletivos. Quer ser político, ótimo, vai ser feliz na política, mas sem uso do cargo público para angariar votos. Ou se afasta por dois anos antes de concorrer ou vai concorrer após aposentar.
    .
    Abraços.

    Curtir

  16. Por um lado eu nunca usei e nunca uso em redes sociais NADA da polícia. Meus vizinhos não sabem que sou policial e pode dar a revista que quiser em minhas Redes Sociais não tem UMA ÚNICA MENÇÃO À POLICIA. Acho que hoje em dia policial deve ser discreto.

    Não sei se os policiais perceberam mas somos o lado mais fraco EM TUDO. O policial esta errado antes mesmo de abrir a boca. Pra ter menos credibilidade que qualquer Zé Ruela, prefiro esconder o que faço pra viver.

    Mas por outro lado É CENSURA. Tem de haver isonomia com outros funcionários públicos. Se o cartorário não representa a Justiça por que o Polícia tem de Representar a instituição se ele não manda nada, não decide nada e não ganha quase nada? Fora que liberdade de expressão não admite exceções. Ou tem ou não tem. Pra mim esta tudo errado.

    Curtir

    • Agepol Escriba, ao ver seu comentário aqui lembrei de ir lá no seu blog… eu me divirto com aqueles posts! kkkk

      Curtir

  17. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK…………. AGORA FUDEO EM!!! OS DR’S SELFIES NÃO CURTIRAM!!!!! TALVEZ AQUELE DELEGADO QUE TOMOU UMAS AZEITONA DA BARBIE SE AQUIETA O FACHO!!

    Curtir

  18. realmente pode apagar a luz e desligar o monitor! postagem de colega perseguido, da 3 ou 4 comentarios! de aumento que ninguem mais acredita, so visualização! mas para criticar, rapaz, aparece comentario ate de marte! Foda-se que o nutella quer aparecer na rede social dele! não estando nas fotos e relatos, quem vai se foder será ele! quer ficar de selfie com arminha, cara dele! agora comentar que isso denigre a imagem da instituição? vai la no fundão da sul, as dez da manha que o policial do plantão já esta com fedor de pinga, sem banho, todo mulambento atendendo povao gritando, nao denigre? Delegado com salario de nove conto e tira de tres conto enquanto oficial de justição ta ganhando doze, não denigre? não ter verba pra consertar viatura, andar com aqueles pau velho nao deningre? usar armas que falham e ter que comprar uma arma descente pra trabalhar nao deningre? o dia que sanarem isso me preocupo com os selfies da vida. Por essas preocupações caminhamos a extinção.

    Curtir

  19. Homenagem da "Defenda PM" à memória de Guilherme Silva Guedes, familiares e amigos. disse:

    O que me causou alguma surpresa hoje, foi o SPTV/Rede Globo, repercutir o salvo conduto concedido pelo juiz da justiça militar estadual ao apreciar Habeas Corpus ajuizado pela famigerada “Defenda PM”, desobrigando oficiais da PM de preservarem e apresentarem nas delegacias de polícia, ocorrências/armas utilizadas por PM’s envolvidos na prática de homicídios.

    A Justiça Militar Estadual é uma justiça especial, verdadeiro apêndice na estrutura judiciária do Estado. A atribuição se restringe em julgar os crimes militares praticados por PM’s, não tendo competência para julgar os crimes dolosos contra a vida, privativa do Tribunal do Juri que integra a justiça comum estadual. Na Constituição de 1988, só conseguiu sobreviver em três Estados(São Paulo, Rio Grande do Sul e Minas Gerais).

    Se não tem competência para julgar, por que incumbir a polícia militar a atribuição para apurar/investigar/deflagrar a persecução penal nessas condutas criminosas perpetradas pelos milicianos se a polícia judiciária da justiça comum estadual é a polícia civil e da justiça federal é a polícia federal?

    Se o policial, quer seja militar, quer seja civil, praticou homicídio em inequívoca excludente de ilicitude, o que pode temer?

    A decisão, em pleno viés de significativo aumento dos casos de violência perpetrada por PM’s, mostra-se inoportuna, além de extremamente controversa, parcial e de passível arguição de suspeição, mormente quando prolatada por magistrado que foi oficial de carreira da Polícia Militar e palestrante da “Defenda PM” na Câmara dos Deputados na defesa do ciclo completo postulado pelas corporações militares.

    Essa decisão é uma homenagem da “Defenda PM” à memória do jovem Guilherme Silva Guedes que nos deixou graças ao despreparo, crueldade e aviltante sentimento de impunidade daqueles que através dela vão se blindar.

    Curtir

  20. Homenagem da "Defenda PM" à memória de Guilherme Silva Guedes, familiares e amigos. disse:

    O que me causou alguma surpresa hoje, foi o SPTV/Rede Globo, repercutir o salvo conduto concedido pelo juiz da justiça militar estadual ao apreciar Habeas Corpus ajuizado pela famigerada “Defenda PM”, desobrigando oficiais da PM de preservarem e apresentarem nas delegacias de polícia, ocorrências/armas utilizadas por PM’s envolvidos na prática de homicídios.

    A Justiça Militar Estadual é uma justiça especial, verdadeiro apêndice na estrutura judiciária do Estado. A atribuição se restringe em julgar os crimes militares praticados por PM’s, não tendo competência para julgar os crimes dolosos contra a vida, privativa do Tribunal do Juri que integra a justiça comum estadual. Na Constituição de 1988, só conseguiu sobreviver em três Estados(São Paulo, Rio Grande do Sul e Minas Gerais).

    Se não tem competência para julgar, por que incumbir a polícia militar a atribuição para apurar/investigar/deflagrar a persecução penal nessas condutas criminosas perpetradas pelos milicianos se a polícia judiciária da justiça comum estadual é a polícia civil e da justiça federal é a polícia federal?

    Se o policial, quer seja militar, quer seja civil, praticou homicídio em inequívoca excludente de ilicitude, o que pode temer?

    A decisão, em pleno viés de significativo aumento dos casos de violência perpetrada por PM’s, mostra-se inoportuna, além de extremamente controversa, parcial e de passível arguição de suspeição, mormente quando prolatada por magistrado que foi oficial de carreira da Polícia Militar e palestrante da “Defenda PM” na Câmara dos Deputados na defesa do ciclo completo postulado pelas corporações militares.

    Essa decisão é uma homenagem da “Defenda PM” à memória do jovem Guilherme Silva Guedes que nos deixou graças ao despreparo, crueldade e aviltante sentimento de impunidade daqueles que através dela vão se blindar.

    Curtir

  21. Concordo com essa portaria do DGP. Aqui na ACADEPOL já tem uns que nem saíram da academia de polícia e já estão querendo virar youtubepol, policial de intagran, police influencer ou coisa pior… No primeiro dia de aula a gente assinou um termo de sigilo sobre o curso e mesmo assim tem aluno prego que fez vídeo sobre os conteúdos das aulas, tirando selfie na sala, explicando as técnicas das aulas de conduta e abordagem e teve um mesmo que até mostrou totalmente como foi a prova de revólver colocando imagens do alvo e vídeo dos alunos em Mogi. Aqui entraram vários com esse intuito de virar celebridade de internet e utilizam a PCSP como escada.

    Curtir

    • 🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣
      QUE SAUDADE DO VERANEIO!!!!!

      Curtir

  22. Pelos comentários, parece que muitos não entenderam. A portaria não regula suas redes sociais como cidadão, regula como policial. Se você posta sobre sua vida pessoal, sua família, etc., pode continuar fazendo, se acha pertinente, agora se quer postar como policial civil, usando símbolos, equipamentos e o nome da Polícia Civil, melhor ler com carinho a portaria.
    .
    Segue o jogo.

    Curtir

  23. Enquanto a “Defenda PM” busca de modo intransigente, nos Poderes Judiciário e Legislativo, obter atribuições legais e constitucionais que a PM não tem, a cúpula da Polícia Civil dorme em berço esplêndido sonhando com o vil metal a ser arrecadado, bons contratos na área de segurança privada com as empresas de que sejam proprietários ou, na melhor das hipóteses, com “PORCARIAS” com o fito de cercear a livre manifestação do pensamento dos seus integrantes nas redes sociais de que façam parte.

    Me ajuda aí pizzaiolo, faça alguma coisa para sua instituição e não apenas para sua promoção pessoal, pô!

    Durma-se com um barulho desses.

    Curtir

  24. Essa Portaria não parece ser ideia do Delegado Geral que é uma pessoa culta, inteligente e educada, com Nível Superior de escolaridade.
    Tá parecendo mais ideia de um Investigador velho, burro, arrogante e ignorante, com Nível Médio de escolaridade.

    Curtir

    • Instapolicial não coaduna com Polícia Civil. Quem está em rede social utiliZando- Se de farda, distintivo o quer menos e divulgar a Polícia, mas sim uma auto promocao.

      O que eu quero menos e saber o que sou; já outros so faltam pendurar uma melancia no pescoço e sair desfilando. Se quer ser esse ultra mega swat, kgb, dea etc quero ver entrar na favela da alba sozinho todo operacional as 02 da madrugada. Aí o policial desaparece ne?

      Ser Polícia fazendo pose com óculos hb, com arma na não, de fundo um prédio em Perdizes é fácil. Quero ver toda essa bravura de verdade, porque desfilar com viatura da Dope todo Seal na avenida São João e tranquilo. Quero ver desfilar nas quebradas a mais de 40 km do Centro, entrar em vielas E fazer Polícia de verdade, e nao o circo que muitos são.

      Só pra finalizar, e sem generalizar, tem Polícia de Chefia, plantão e até Departamentos que vao a esses locais, mas são poucos em detrimento de uma maioria que e Polícia de tela led que estão preocupados em nao desmanchar o gel do cabelo desfilando pelas ruas do Centro.

      Curtir

  25. Decisão encomendada, completamente dissociada de qualquer interesse público, mormente dos hipossuficientes das periferias pobres das cidades. disse:

    Interessante a dinâmica desse HC concedido aos oficiais da Polícia Militar através da “Defenda PM”.

    Inicialmente, a ação foi proposta por um Coronel da Reserva, hoje advogado da entidade, que foi ex comandante da região de São José do Rio Preto, passando boa parte da carreira, AZORETANDO a Polícia Civil sobre atribuição institucional para apuração de determinadas infrações penais.

    Se não bastasse isso, a decisão foi prolatada por magistrado da justiça especial(Justiça Militar Estadual) que foi oficial de carreira da PM.

    Entende?

    A argumentação é sempre a mesma: “Assassinar um cidadão é crime militar se o PM estiver de serviço ou praticar o crime com arma da PM”, por isso é prata da casa que deve investigar.

    Imagina se testemunhas de um homicídio perpetrado por PM, de madrugada, em comunidade pobre da periferia, vão se sentir a vontade em dizer o que viram quando forem depor sobre o fato na casa do algoz.que o perpetrou?

    Excelência, me ajuda aí!

    Curtir

  26. Isso parece uma faca de “dois legumes”.

    Ao mesmo tempo que puxa o freio para o policial instagram, parece que impede que o policial faça críticas, ainda que construtivas, à instituição.

    Creio que isso é devido ao ocorrido envolvendo o delegado que ostentava tudo que podia…

    Curtir

  27. Precisavam avisar o tenente que ele trocou a farda pela toga, o que, s.m.j, foi bem melhor, mormente quanto ao aspecto financeiro, senão não tinha trocado.

    Crime doloso contra a vida, competência do Tribunal do Juri, que integra a estrutura organizacional da justiça comum estadual ou federal.

    As polícias judiciárias da justiça comum estadual ou federal são: Polícia Civil e Polícia Federal.

    O que tem a ver a justiça castrense com isso? Que inclusive só existe em três Estados da Federação.

    Curtir

  28. Portaria estaria totalmente certa se viesse acompanhada de uma lista de medidas adotadas em favor dos funcionários. Ao que parece o intuito da ação e apenas evitar a livre concorrência, ou seja, só quem pode se beneficiar do “status” de ser policial e uma meia dúzia de “larapios” o resto tem que ficar bem quentinho . Depois cabe uma última reflexão se a internet e show então os que não tiverem audiência vai desaparecer por si só.

    Curtir

  29. Existe alguma faculdade de direito, em todo território nacional, que tenha na sua grade de ensino as disciplinas: Código Penal Militar e Código de Processo Penal Militar? Em caso positivo decline o nome.

    Nas Arcadas tem? Na UNESP, MACHENZIE, PUC,etc, tem?

    Curtir

  30. Acho que o Delegado Geral deveria estar mais preocupado em fazer algo que nos valorize mais, como por exemplo colocar na nomenclatura no cargo:
    “xxxx de Polícia Judiciária”;
    Tentar fazer a Polícia Penal pegar os presos dos DPS e leva-los para os Fóruns e CDPs;
    Adicional no salário e melhor escala para todos que trabalham nas centrais de flagrantes CPJ;

    Curtir

  31. No Fantástico da Rede Globo a exibição de mais um "protocolo de vilipêndio à dignidade da pessoa humana" patrocinada pela PM. disse:

    Que coisa linda hein!

    Direto do Fantástico da Rede Globo para o Brasil e o mundo, mais um daqueles recorrentes “protocolos de espancamento” protagonizados pela gloriosa.

    Truculência e covardia sem limites, uma mulher negra deitada no asfalto com um “baita” de um marmanjo fardado pisando na cabeça dela. Será que é alguma moradora dos Jardins? de Moema?, de Higienópolis?, lógico que não, é mais uma mulher pobre e negra da periferia.

    A investigação de mais esse vilipêndio à dignidade da pessoa humana vai ser feita pela seção de justiça e disciplina do batalhão onde trabalha o PM. O rigoroso inquérito policial militar vai para a justiça castrense, e, em seguida, para o arquivo.

    Simples assim. A PM se investiga.

    Curtir

  32. Tá difícil acreditar que tem policial que de fende uma arbitrariedade destas, já pensei que tinha visto tudo, mas me surpreendo novamente. Quanto a pavões e fascinoras, que sejam punidos na forma da lei e no devido processo legal. Eu sequer tenho Facebook ou Instagram e não concordo com isso. Isto nada mais é do que reserva política de poder, querendo ou não, qual Zé ruela policial que agir com inteligência em rede social se torna um potencial inimigo do governo e mídia clássica. Então, se conformem com o cala boca, você é policial e policial não pode pensar e se expressar. Como escutei várias de antigoes lixos “Cabrito bom não berra”, então morram calados prezados cabritos.

    Curtir

  33. Paraíso da impunidade.

    Se um policial militar matar uma pessoa em serviço, só será investigado se constituir um advogado, ou seja, fica ao seu livre arbítrio, ser investigado ou não, vez que sem o atendimento dessa exigência, todos os atos investigatórios ficam suspensos “ad aeternum”.

    Tem algo mais motivador dessa desmedida violência policial que vivenciamos?

    Isso explica o porquê do PM ter fraturado a perna e esmagado a cabeça da mulher pobre e negra da periferia no asfalto.

    Entende?

    Curtir

  34. Todos sendo controlados, os médicos que possuem canal no Youtube, arquietetos, advogados, engenheiros , chefs de cozinha e etc… pode ficar isento de tudo isso, agora vc PULIÇA corre o risco de ser o mais bem votado, para ser um deputado estadual futuramente,maior medo deles!!

    Curtir

  35. Mourão, que não sabe o que diz, quer desculpas de Gilmar
    POR FERNANDO BRITO · 14/07/2020

    Compartilho com os leitores do blog a minha participação no programa Bom para Todos, que a jornalista Talita Galli apresenta na TVT. O tema, hoje, claro, é o confronto entre Gilmar Mendes, Hamilton Mourão e os generais palacianos pelo fato de o ministro do STF ter dito que a imagem do Exército estava se desgastando pelo fato de um militar ter assumido o Ministério da Saúde em plena pandemia e o absurdo de que as Forças Armadas sejam associadas ao genocídio. Tratamos também de violência policial, da proliferação da posse de armas e seus efeitos funestos e, ainda, com a demonstração de ignorância abissal do general Hamílton Mourão que disse que o desmatamento da Amazônia só poderia ser verificado daqui a um ano, “quando o satélite voltasse a passar por lá”. O satélite passa (e fotografa) o mesmo trecho de mata a cada três dias, mas o homem que chefia o comando do alegado combate ao desmatamento não sabe disso.

    Curtir

  36. Os servidores e funcionários públicos, salvo expresso dever legal de divulgação devem se abster de qualquer meio de mídia, visto que este dá muita visibilidade, retorno à pessoa que faz as divulgações.

    Utilizar-se de mídia para auto promoção, e possível retorno financeiro, eleitoreiro etc não condiz com o servidor público.

    Até acho salutar algumas poucas publicações que vejo, mais a maioria tem um interesse, que não e divulgar o trabalho policial, e sim conseguir seguidores, “likes”, ficar conhecido e conseguir as mais variadas intenções, que como já disse, não e divulgação do trabalho policial.

    Conheço um usuário que é policial e o que ele menos faz é trabalhar; passa o dia penteado cabelo, fazendo dieta e pose.

    Aí quando tem operação não quer entrar em favela pra não correr o risco de se machucar.

    Curtir

  37. Pazuello subiu no telhado e Mourão, no palanque
    POR FERNANDO BRITO · 15/07/2020

    A mensagem elogiosa de Jair Bolsonaro ao general-ministro Eduardo Pazuello tem, como na velha piada, som daquele “sua mãe subiu no telhado”.

    Não foi Gilmar Mendes quem lhe cortou a cabeça, foram os generais da ativa que a cortaram, na esperança que vá junto com ela a carapuça que o ministro do STF vestiu-lhes na cabeça com a fala sobre o genocídio.

    Vai-se esperar alguns dias, para evitar a humilhação explícita – injusta, aliás, porque a ambição de Pazuello foi só parte deste processo, o cerne foi a decisão de Bolsonaro de colocar um interventor na Saúde, deste os tempos de Nélson Teich – seja consumada. Por mais que Pazuello possa ter se encantado com a ideia, acho que em toda a história militar mundial não há um herói da Intendência, que serve mas não aparece.

    Aliás, aparecer é do que está cuidando Hamílton Mourão, com muito pouco pudor se oferecendo como “grande resolvedor de problemas”, inclusive anunciando a saída de Pazuello e passando a boiada sobre o cadáver insepulto de Ricardo Salles. Lembram dele, que foi ministro do Meio Ambiente.

    O problema é conseguir alguém para colocar no cadafalso, digo, no Ministério da Saúde.

    Depois que a Doutora Nilse Cloroquina Yamaguchi foi impedida de clinicar no Albert Einstein, sobrou só mesmo o terraplanista Osmar terra, aquele que dizia que a Covid-19 ima “matar só um pouquinho” e ajudou Bolsonaro a fazer um pronunciamento de apenas 10 segundos, que matará qualquer possibilidade de reeleição que ele possa nutrir, e que reproduzo abaixo:

    blob:https://www.facebook.com/abaab7a2-66f6-4b33-ac61-6b881f75d99f

    Curtir

  38. Mais um queridinho do sr. War caiu:

    Alckmin foi indiciado hoje, uns tempos atrás foi o Serra, o próximo será o Dória!!!

    Curtir

  39. O vem cá me esclareça o seguinte: prestar serviço para a Febraban se prevalecendo do cargo não entra na portaria?

    Curtir

  40. Vem cá usar o nome da policia civil para prestar serviço para a Febraban pode? Na realidade a portaria quer e eliminar a concorrência e mais nada.

    Curtir

  41. DELEGADO APOSENTADO UTILIZANDO O NOME DE “DELEGADO FULANO” PARA CONCORRER A PREFEITURA DE UMA OU OUTRA CIDADE TAMBÉM PODE?

    Curtir

  42. Mais um caso de agressão “isolado” por parte de policiais militares … tem que dar um premio para esses caras, o que será que anda acontecendo nesse curso de formação da PM ? ta demais isso kkk.. eu não sei se é despreparo ou falta dele, ou medo ou burrice mesmo, pra que diabos os caras se coloca em uma situação dessas ? o cara passa a fazer parte da ocorrência sem motivação nenhuma !! é tipo ver um bolo de merda no chão e ao invés de recolher ele prefere passar na cara, difícil entender esse tipo de atitude. Agora vão ter uma bela dor de cabeça!! agressão, falsa imputação de crime e fraude processual. https://ponte.org/agente-penitenciario-denuncia-agressao-e-ameaca-de-pm-na-periferia/

    Curtir

  43. O problema é um só: o “militarismo” que traveste o autoritarismo na PM.
    O sistema policila militar implica em obedecer irrestritamente as ordens dos deuses oficiais como também as agruras e qqer outra forma de humilhação e cerceamento de direito. Aliado a essa doutrina autoritária vem a outra doutrina que versa sobre serem os PMs combatentes, guerreiros forjados para combater, tudo e a todos que não aceitam suas afrimações ou ordens ou que não seguem ou simpatizam com suas doutrinas. Serão assim inimigos e devem ser subjugados, humilhados e cerceados em seus direitos. Da mesma forma que os PMs são diante dos deuses acéfalos denominados oficiais.
    Quanto vontade de ser submisso ao sistema e burros ao acreditarem nessas teorias os praças são.

    Curtir

Os comentários estão desativados.