Corregedoria do TJ-SP decide que apenas delegados e juízes podem lavrar TCO 19

ATRIBUIÇÃO EXCLUSIVA

Corregedoria do TJ-SP decide que apenas delegados e juízes podem lavrar TCO

Por Rafa Santos  – CONJUR 

Apenas delegados e juízes de Direito podem lavrar Termo Circunstanciado de Ocorrência, decide corregedor do TJ-SP
Reprodução 

O corregedor-geral da Justiça do Tribunal de Justiça de São Paulo, Ricardo Anafe, decidiu, no último dia 14 de agosto, que a lavratura do Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) é uma atribuição do delegado de Polícia Civil que pode, excepcionalmente, ser feita por um juiz de direito.

Também determinou que a requisição de exames e perícias no caso de flagrante de uso ou posse de entorpecentes para consumo próprio, condutas descritas no artigo 28, da Lei nº 11.343/2006, são atribuições do delegado, podendo este ser substituído, em situações excepcionais, por juiz de Direito.

A decisão foi celebrada pela presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo (Sindpesp), Raquel Kobashi Gallinati Lombardi. “A Constituição determina, no parágrafo 4º, do artigo 144, o delegado de Polícia como autoridade competente para o registro da ocorrência, garantindo o correto andamento do inquérito, protegendo os interesses da sociedade e do próprio autor do delito”, afirma.

Clique aqui para ler a decisão
2020/70452

  1. O escrivão e o Restopol , que são aqueles que realmente ‘lavram’, PODE ???

    Curtir

    • Digitamos né!!!
      Continua não só podendo como DEVENDO kkkkkkkk

      Vamos ver a Dona PM doravante.

      Curtir

    • Tanto o T.C. quanto o IPe e qualquer outro ato da PC, à excessão das sindicâncias e PA, todo o mais é atribuição exclusiva do Escriba.

      Curtir

  2. Sempre tive bom relacionamento com a PM, a grande maioria e composta por homens de bem, meia dúzia de oficiais idiotas tem a tese de que chamando para si atribuições alheias vão conseguir o ciclo completo de policia. Cono diria o poeta “há uma pedra no caminho”, consiste no simples fato de que a polícia militar não quer deixar de ser militar e que os políticos em geral temem perder o pouco controle que tem sobre a corporação no caso de ser deanilitarizar, um dos requisitos básicos para o ciclo completo. Nem sob a ótica da esquerda adjetivando a polícia como arbitrária e nem pela tese de direita da necessidade de uma policia forte teremos num dado momento que discutir a questão de forma séria tendo como luz que policia tem que ser agente equilibrador na sociedade cumprindo a lei da forma menosctraumatica possível tendo como operador um agente comprometido com a pública sendo requisitos mínimos o bom treinamento, salario digno e prestígio social

    Curtir

  3. Via de regra, sempre tive um bom relacionamento com PMs. É óbvio que, de vez em quando tive alguns estresses com um ou outro folgado.

    O que eu quero registrar aqui é que nos tempos recentes, durante o plantão, os caras mais folgados que apareceram não foram oficiais, nem sargentos, nem coronéis. Foram sim os soldados recrutinhas calça branca.

    Gente que entrou ontem na polícia e já quer dar pitaco, quer fazer cara feia pra esperar ser atendido, quer debater decisão de delegado, quer reclamar dos tiras. Depois tomam uma invertida da gente, e nós é que somos os fdps.

    Essa geração mimada dos anos 2000 está um lixo. Desculpem o desabafo.

    Curtir

  4. Só atrasos nesse país. Ao invés dos delegados brigarem por reestruturação e salários dignos para eles e as demais carreiras da polícia civil, briga por “isso”. O ciclo completo de polícia mais cedo ou mais tarde virão. É um total atraso essa decisão nos dias atuais. Não desmerecendo as carreiras de delegado.

    Curtir

  5. Se você brigar por coisas pequenas e insignificantes, mostrará o quão pequeno e insignificante você é. A grande expertise da Polícia Civil é (ou deveria ser) a investigação. Enquanto não se especializar cada vez mais nisto, dando a oportunidade de cada agente poder mostrar a sua aptidão, estaremos fadados a cada vez mais mostrar nossa insignificância. Termo circunstanciado é tão insignificante que deveria logo deixar nas mãos da PM, que pode atender com maior rapidez e eficiência este tipo de tarefa.

    Curtir

  6. Pra mim não muda nada, de fato nunca entendi o tesão de alguns Oficiais quererem fazer essa merda, que todos sabem que não presta pra nada, ao invés de brigar por recomposição salarial de fato, que é o que a polícia precisa.
    Ademais também não entendo porque os Delegados se importam tanto com isso, tendo em vista que é menos trabalho para eles, e na maioria das vezes tudo que os delegados odeiam é trabalho, só chegar com uma ocorrencia que via de regra enrolam o que pode para passar para a proxima, e agora que tem a chance de se livrar de um monte de ocorrencia inutil perdem a oportunidade.

    Vai entender aonde querem chegar os dirigentes da PM e PC.

    Curtir

    • Cibardino

      Meu caro , os que mais se importam em manter o monopólio desse “boletim melhor elaborado” ( na teoria, pois na prática nem melhor circunstanciado é! ), são aqueles que nunca atenderam plantão na vida. E dos que atenderam são do tipo que apenas emprestam nome e assinatura aos documentos. Ah, quando assinam! Eu tive colega de trabalho que o escrivão tinha que fazer um rabisco qualquer , pois até para assinar eram preguiçosos . De qualquer forma, faz 25 anos que essa porcaria foi instituída e até hoje o Poder Judiciário se nega a instalar os plantões para que a polícia apresente as partes logo após o fato.

      Curtir

      • Doutor, lixo e baboseira de ‘meaça’, briguinha de ‘cumpanheiro e cumpanheira’, motoqueiro no chão, o puder judiciário não quer ver por lá. E rabiscar documentos continua até hoje.

        Curtir

    • Briga de egos, status e puder. Ambos querem, porém obrigam os Restopol a ‘lavrarem’. Sempre com a espada da punição, é claro.

      Curtir

  7. Então eu(escrivão) lavrei um monte de TC à toa! Hoje, a gente pede pro DELTA assinar eletronicamente depois que tudo está concluído. Na lei tudo é muito lindo, na prática…O escrivão não recebe nem chiclete em troca do “merecido” GAT(O).

    Curtir

  8. Parabéns agora vão fazer TC com 19 meses de período congelado para aquisição de benefícios temporais.

    Curtir

Os comentários estão desativados.