Próxima PPP(Participação Público Privada) no Estado: Tropa Rosa Choque X Gaviões da Fiel. Objetivo: Aprimorar protocolos de desobstrução de rodovias no Estado. 25

Meu grande amigo, vc mais do que ninguém sabe o porquê da letargia da tropa rosa choque da PM de São Paulo, muito mais bolsonarista do que as FFAA.

São os inúmeros interesses corporativos, entre os quais a Lei Orgânica Nacional das Polícias Militares, com poderes de policiamento preventivo e repressivo, ou seja, de investigação das ocorrências que atender.

Fim das câmeras nos uniformes o que vai possibilitar a disparada das duvidosas mortes decorrentes das intervenções policiais as quais despencaram no Estado a partir da obrigatoriedade do uso desse equipamento.

Ademais, o próximo governador é o carioca pau mandado do bolsoNero, idolatrado pelos bota comando.

Simples assim.

Entende?

  1. Vivi p ler q organizada é o exemplo de democracia. Tamo perdido mesmo. Ódio se combate com mais ódio. Boa. Aliás… tinha até projeto p acabar com as organizadas… Agora vira partido. Lixo combatendo lixo. Q lindo.

    Curtir

  2. Em falar em Lei Orgânica Nacional da Polícia Militar, alguém sabe sobre a Lei Orgânica Nacional da Polícia Civil?

    Curtir

  3. Esse “lider” atual é muito engraçado. A COP25 (cúpula climática) era pra ser no Brasil e o governo não aceitou. Na COP26 Brasil não participou. E agora na COP27 no Egito, Lula é convidado de honra e o bozo o chama de usurpador! O cara é confuso e invejoso ainda por cima! Quinferno! Falta muito pra 1° de Janeiro? 🤮

    Curtir

    • Pra mim já é 01/01/23…
      O sujeito nem se dá ao trabalho de fingir que… trabalha.
      Tão borocoxô que até o velotrol guardou…

      Curtir

  4. Moraes está certo: “tem de dar m…”

    Fernando Brito
    08/11/2022
    11:31 am

    No primeiro governo Lula, Chico Buarque recomendou a criação de um “ministério do vai dar merda”, como forma de exercer um controle sobre decisões dos integrantes do governo fadadas a gerar crise e perda de credibilidade à administração nascente e que tinha mídia e partidos sempre pontos a transformar erros em desgraças.

    Penso que, com o sinal inverso, é preciso que corra, agora pelo Judiciário, uma autoridade do “tem que dar merda” para quem abusa da selvageria como política, da violência (verbal ou física) e até mesmo de atos de insurreição, sobretudo com o convite a organizações armadas (polícias e Exército, à violação do processo eleitoral e da Constituição.

    Não é porque eles venham sendo e provavelmente continuarão a ser mal-sucedidos que o país pode conviver com a arruaça ou com pedidos de estabelecer-se uma ditadura.

    Até porque não é preciso discorrer sobre o que estaria acontecendo se, em lugar da extrema direita, fosse a esquerda ou os movimentos sociais que estivessem bloqueando rodovias ou cercando os quartéis para pedir um golpe.

    É evidente que não é espontânea e tem coordenação e financiamento empresarial a mobilização que, sem a ação firme do TSE, o país estaria vendo um caos de gravíssimas consequências.

    E mesmo com aquelas ações, ainda estamos diante de situações impensáveis: saudações nazistas, casas de eleitores de Lula sendo marcadas com uma estrela, como nos guetos judeus da Alemanha, uma juíza auxiliar do STF sendo afrontada por ser nordestina pelo diretor de uma multinacional, para ficarmos em poucos e reduzidos episódios.

    Nem se fale dos episódios de racismo, que explodiram por toda a parte.

    O que se buscou com a eleição de um governo diferente daquele que insuflou este processo é a recuperação de níveis de convívio civilizado que, em ultima análise, são representados pela lei.

    É inacreditável que parte da imprensa passe a alegar o direito à “liberdade de expressão” para justificar que isso deva ser tolerado e que se consume o quadro que o jurista Lênio Streck aponta em artigo: o Brasil “foi tomado por grupos de WhatsApp” e que a vida nacional se transforme num Coliseu, onde as decisões são tomadas pelo número de polegares para cima ou para baixo.

    Os norte-americanos, mesmo levando centenas de capitolistas a julgamento, impondo-lhes multas ou meses de prisão, não conseguiram apagar os rastros que a selvageria deixou na política, em parte porque a Suprema Corte foi capturada pelo trumpismo.

    Aqui, temos a sorte de que ela esteja gozando de independência, embora com a desvantagem de que as instituições policiais e o Ministério Público sigam vergonhosamente aparelhados, paralíticos ou cúmplices dos abusos.

    Não é ao governo, cuja função é mover o país para a rota da reconstrução e deixar para trás a demolição bolsonaristas, que compete desmontar a máquina fascista que prosperou no país e arrastou para a incivilidade gente normalmente pacata e razoável.

    É a Justiça e só quem for falso e dissimulado não reconhece que têm estado em suas costas, e apenas nelas, a defesa do Estado de Direito, ao qual Ministério Público e instituições policiais deixaram escandalosamente órfã ao se tornarem linhas auxiliares de Jair Bolsonaro.

    Curtir

  5. Bolsonaro usa ‘foto enigmática’ para mandar mensagem golpista

    Fernando Brito
    08/11/2022
    4:43 pm

    Desaparecido as redes sociais desde que perdeu as eleições, Jair Bolsonaro repareceu hoje com mais uma das “cartas enigmáticas” formuladas por seu filho Carluxo: uma foto, sem legenda ou identificação.

    É óbvio que o “enigma” é primário, ainda mais nestes tempos de Google. É apenas uma maneira de, sem dizer, sugerir que se encontre na ocasião da foto a fala golpista que não tem coragem de fazer hoje.

    Trata-se da convenção do PL no Maracanãzinho, no Rio de Janeiro, no dia 24 de junho, onde disse:

    “Nós, militares, juramos dar a vida pela pátria. Todos vocês aqui juraram dar a vida pela sua liberdade. Esse é o nosso Exército, Braga Netto, o povo. Um Exército que não admite corrupção, não admite fraude, quer respeito e vai ter. É um exército com 210 milhões de pessoas. Não ousem tocar na liberdade do meu povo” (…) “Nós não vamos sair do Brasil. Nós somos a maioria, nós temos disposição para luta. Convoco todos vocês agora para que todo mundo, no 7 de setembro, vá as ruas para a última vez. Vamos às ruas pela última vez. Estes poucos surdos de capa preta têm que entender o que é a voz do povo. Tem que entender que quem faz as leis são o Poder Executivo e o Legislativo.”

    É evidente que se trata de um covarde estratagema para incentivar a arruaça que, embora minguante, ainda está presente por todo o país.

    E é claro também que não tem condições de levar adiante qualquer ameaça de golpe.

    O objetivo é dar sobrevida ao movimento de insubordinação aos resultados eleitorais.

    Curtir

  6. O vídeo de bolsonaristas cantando hino nacional em volta de 1 pneu tá correndo o mundo! Mais um motivo de chacota. Socorro! Falta muito pra dia 1° de Janeiro? 🤪

    Curtir

  7. Brasil ficou monótono de novo. A nova equipe do governo deu uma entrevista na calmaria, não xingou nenhuma jornalista. Ninguém mandou nenhum repórter calar a boca… Ninguém ofendeu o judiciário. O assunto foi fome, vacina e desenvolvimento… que chato…Voltamos à civilização… grazadeus! 🤭

    Curtir

  8. Lula mostra que não venceu para tudo ser igual

    Fernando Brito
    10/11/2022
    5:25 pm

    É curiosa a reação do “mercado financeiro” às declarações de Lula de que a austeridade fiscal não pode ser obtida à custa de que os brasileiros passem fome.

    Afinal de contas, é algo tão óbvio que milhões de pessoas todos os dias o fazem, sacrificando tudo e mais um pouco para dar de comer aos seus filhos e duvido que qualquer um dos bem-educados senhores que administram fortunas, se precisassem, fariam em suas próprias casas.

    Tudo, aliás, é investimento quando se trata de cuidar dos seus: a escola cara, o carro luxuoso, o apartamento espaçoso, a roupa de grife…

    O que de absurdo disse Lula, para estarem agitados como formigas? Veja só:

    “Não é possível que se tenha cortado dinheiro da Farmácia Popular em nome que temos de cumprir a meta fiscal, cumprir a regra de ouro. Sabe qual é a regra de ouro nesse país? É garantir que nenhuma criança vá dormir sem tomar um copo de leite e acorde sem ter um pão com manteiga para comer todo dia.”

    O que há de diferente nisso do que faríamos em nossas próprias casas?

    Porque escandalizar-se com isso, vindo de quem governou oito anos produzindo superávits primários e criando reservas cambiais como jamais o país teve, exceto, talvez, nos anos da 2ª Guerra, quando os fluxos comerciais e financeiros murcharam e pudemos “acumular gorduras”, logo dissipadas em negócio ruinosos para o Brasil?

    Lula não poderia estar dando mais demonstrações de que pretende fazer um governo amplo, com todas as forças que, de boa vontade, estiverem dispostas a apostar na retomada do desenvolvimento nacional. Mas o resultado das eleições e sua vitória, que ninguém duvide, vieram do povo mais pobre e não dos senhores do “teto acima de tudo”.

    Há lugar para todos no “ônibus” deste governo, mas o volante está nas mãos de quem o povo brasileiro escolheu para dirigi-lo.

    E que deu, hoje, uma “freada de arrumação”. Cabe todo mundo que quiser, mas o itinerário é o da justiça social.

    https://tijolaco.net/wp-content/uploads/2022/11/lulaesua-missao.mp4?_=1

    Curtir

  9. Na TVT, o ‘apagão’ do Planalto e a turma do “não ganhei, mas vou levar”

    Fernando Brito
    11/11/2022
    2:48 pm

    Daqui a pouco, no programa Bom Para Todos, da TVT, debato a notícia do dia: o Palácio do Planalto mandou formatar os computadores funcionais, sob a alegação de que “um vírus” estaria ameaçando seus sistemas operacionais.

    É piada pronta, além de inútil. Desde os tempos do computador de manivela, apagar seus discos rígidos não é mais dizer adeus ao que estava gravado por lá e isso, na prática, é o mesmo que mandar destruir documentos públicos.

    Aproveitarei o programa, também, para tocar numa questão que vou analisar mais detidamente hoje, no blog, que é a escolha – não tenham a menor dúvida que não por descuido – o presidente eleito fez ontem por abrir polêmica com as “pressões de mercado” sobre a condução econômica de seu governo, que deixou muita gente achando que haveria um “mar de rosas” com apoio generalizado às suas ações.

    Lula sinaliza que pode abrir mão de cargos e posições na administração, mas não da direção política do Governo. Tem mesmo de fazer isso agora, antes de repartir o governo. Tudo está aberto, menos o controle da direção do país por quem sabe e tem a legitimidade do voto para conduzila.

    Acompanhe o programa, abaixo.

    Curtir

  10. Em regra polícia não defende chefe de quadrilha condenado em três instâncias, que levou o país a maís de 60 mil homicídios por ano; ataques e assassinatos de policiais; uso e tráfico de drogas dissiminados em todo o país; corrupção em tudo; 14 milhões de desempregados; Copa do Mundo e Olimpíadas no lugar de hospitais; …

    Curtir

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do comentarista que venha a ofender, perturbar a tranquilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros.O autor do comentário deve ter um comentário aprovado anteriormente. Em caso de abuso o IP do comentarista poderá ser fornecido ao ofendido!...Comentários impertinentes ou FORA DO CONTEXTO SERÃO EXCLUÍDOS.. Contato: dipolflitparalisante@gmail.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s