1. Dias melhores sim!

    Mas deixa eu dar um recado para o ten cel Semensati que atualmente comanda a 12 biqueira de Botucatu.

    Na entrevista abaixo, vc Semenssati colocou que nós a população de Botucatu merecemos respeito?

    Tá bom, então venha a público e nos diga como está as apurações para responsabilizar os seu subordinados traficantes que não nos repeitaram e guardaram um carregamento de maconha no btl que deve nos servir.

    Durante as apurações vc é o cmd e então cabe a vc nos respeitar e dar uma resposta; ou não pode?

    A sua colocação nesta entrevista soa como um deboche viu meu.
    Como vc age dessa maneira, da ao entender que o carregamenro de maconha foi deixado dentro da 12 biqueira propositalmente para alguém alcançar um objetivo e está dando na cara isso.

    Hoje, 31 de dezembro, nos de um feliz ano novo apresentando os seus subordinados traficantes. Afinal foi vc quem disse que merecemos respeito.

    https://acontecebotucatu.com.br/policia/forcas-de-seguranca-apresentam-numeros-de-operacao-realizada-durante-o-mes-de-dezembro-em-botucatu/

    Curtir

  2. Em tempo!
    E não adianta Semenssati vc ir correndo reclamar para os seus amigos poderosos pq eu não estou preocupado com o seu “status”, e por favor vc ou o seu cão de guarda não usem o anonimato.
    Vai reclamar pq vc com o seu silêncio vai fazer o papel de palhaço mais uma vez.

    Curtir

  3. Obrigado. Para o senhor também. Uma excelente passagem de ano para e sua família.
    Uma excelente passagem de ano a todos que aqui frequentam ou apenas estão de passagem.

    Em tempo: muita saúde e sabedoria, pois a valorização ainda ficará um tanto difícil. Kkkk

    Curtir

  4. 2020 foi um ano difícil, de muita luta e perdas. Que 2021 seja abençoado, que nos traga a tão esperada vacina, que tenhamos saúde, alegria e disposição para desempenharmos nossas funções em uma instituição que nos desmotiva cada dia mais!! Grande abraço a todos!

    Curtir

  5. Analistas políticos, sociais e econômicos alertam para um 2021 de muita turbulência no Brasil. Lembremos que a paciência da população mais afoita dependia do auxílio emergencial. Acabou!!!

    Equilíbrio – como destaca o administrador deste democrático espaço – pode ser o diferencial!

    Feliz 2021… apesar das dificuldades que nos aguardam!

    Curtir

  6. Obrigado Dr. Guerra.
    Um feliz ano novo ao senhor, extensivo aos familiares, e aos amigos que aqui frequentam.

    Curtir

  7. Ao grande amigo, um ano novo melhor, com saúde e sabedoria. A verdadeira riqueza são os grandes amigos como vc. Fé em Deus e pé na estrada pq a caminhada continua.

    Curtir

  8. Feliz ano novo a família Polícia Civil de São Paulo e que todas as carreiras virem uma só unidas para nos reerguer.

    Curtir

  9. Feliz Ano Novo para todos! Que em 2021 o pessoal que atingiu os 30 anos se aposente e vá curtir a vida para não ficar na delegacia falando que não faz plantão porque está esperando aposentar, que não assume cartório, etc. Teremos mais um ano sem reposição de vencimentos ou efetivo concursado. Na Bíblia(Gênesis 6-3) Deus limitou a vida do homem a 120 anos; se a regra valer para a Polícia Civil, o final será em 07/11/2025.

    Curtir

  10. Feliz Ano Novo de 2021 para todos os leitores deste Blog, ao Dr. Guerra e a todos os policiais e profissionais da Segurança Pública.

    Curtir

  11. A última do bozo: “o Brasil está quebrado e eu não posso fazer nada”. Qual líder, de qual país faz isso? Espantou ainda mais os investidores, que já não eram muitos. Parabéns aos envolvidos!

    Curtir

  12. Deus te ouça. As notícias iniciais desta nova década não reproduzem seu otimismo. Acabou o período eleitoral e a covid-19 disparou em números de contaminados e de mortos. Durante o período eleitoral parecia que tinha acabado, os governantes nem tocavam no assunto. O litisconsórcio entre o governador e o prefeito reeleito do mesmo partido redundou no fim do bilhete único para maiores de 60 e menores de 65 anos. Deixaram de ser idosos e no juízo de valor deles, podem ser considerados jovens. O prefeito se deu um aumento de 45% extensivo aos seus secretários. O funcionalismo estadual e municipal não sabe o que é recomposição salarial há anos. O ano de 2020 foi o da maior inflação nos alimentos de que se tem notícia. Nunca houve tanta violência contra a mulher como agora. O número de feminicídios explodiu. Milhões de fraudadores receberam o auxílio emergencial sem necessitarem ou terem direito e outros milhões na mais completa miséria deixaram de receber
    Um desequilibrado na condução política dos negócios públicos da nação. Só Deus na causa.

    Curtir

  13. Guardadas as devidas proporções, a invasão do capitólio americano se assemelha à chuva de fogos de artifício que cobriram a mais alta corte da nação no ano passado. O mito, através das suas milícias digitais, capitaneadas pelo gabinete do ódio, incitou as hostes do mal a se insurgirem contra as instituições que consolidam o estado democrático de direito. Isso não é coisa de extrema direita ou esquerda, mas sim de extrema loucura, total falta de lucidez e insensibilidade de seu protagonista principal.
    Por conta disso, lá, como aqui, despontam como os campeões de mortes por covid-19 em todo o mundo. O mito da cloroquina e do ministro astronauta da ciência e tecnologia que, pelo que fez até agora, continua em órbita com seu vermífugo curativo. Tudo ao custo de mais de 200.000 brasileiros mortos.
    Jamais poderíamos imaginar que a nação paradigma das democracias ocidentais seria cenário de acontecimentos tão lamentáveis que redundaram na morte de pelo menos cinco cidadãos e, tratando-se da maior potência econômica e militar do planeta, deixaram o mundo em alerta como no caso das torres gêmeas.
    Acorda Brasil enquanto é tempo.

    Curtir

  14. Bolsonaro pega 100% das Coronavac e agora controla toda a vacina no Brasil
    Fernando Brito
    09/01/2021
    7:40 pm

    https://tijolaco.net/wp-content/uploads/2021/01/100bolsonaro.png.webp

    Quem duvidava que estava em curso o “Plano Mão Grande” de vacinação deve ler o anúncio, hoje, de que o Governo Federal passou a ser o dono de todas as vacinas Coronavac do Instituto Butantã, sejam as que vieram prontas ou as que estão sendo processadas em sua planta industrial em São Paulo.

    Tradução, para os que ainda não entenderam, as secretarias estadual e municipais de São Paulo não podem receber diretamente, como previsto, o imunizante, mas só quando (e quanto) o General Eduardo Pazuello autorizar. Nada. Nem uma só dose.

    Claro que, num mundo ideal, seria adequado que o governo federal fosse o único distribuidor de vacina, garantindo a partilha e a mobilização adequadas.

    Mas o Brasil não só não é o “mundo ideal” quanto tem um Ministério da Saúde que não tem o menor empenho em vacinar, que não tem mais os comandos em mãos de técnicos capazes , que obedece cegamente a um presidente antivacina,, que não tem escrúpulos em mandar receitar remédios prescritos por charlatães e que foge – sim, é um detalhe, mas revelador – de publicar em seu site que os feijões curativos do tal Waldomiro Santiago são simples picaretagem.

    Agora, são a Anvisa chefiada por um almirante e o Ministério ocupado por um general incompetente – até Jair Bolsonaro diz a seus auxiliares, segundo a Veja, que “não dá conta de mais nada” que decidirão, em caráter absoluto, quem e quando tomará as vacinas. Vacinas que não fizeram nada para obter, a não ser deixar a Fiocruz sozinha, diante de uma gigante como a Astrazêneca, lutando para obter os insumos – que não chegaram até agora – para produzi-las aqui, quem sabe para fevereiro, quem sabe para março e de recursos para reequipar-se, que saem a conta-gotas.

    Foi pressão do anúncio da vacinação em São Paulo no dia 25 que levou o Ministério da Saúde aceitar apressar sua previsão original de vacinar apenas em março. Foi isso que empurrou o arranjo de tentar importar, às pressas, 2 milhões de doses fabricadas na Índia.

    Não foram a pressa do Ministério em vacinar a população nem a pressão das mortes de brasileiros aos milhares.

    Não se sabe o que fez João Doria e o Butantã entregarem, sem sequer a reserva de quantidades para a vacinação em São Paulo tudo o que tinham obtido sozinhos. Deixo que os crédulos e a velhinha de Taubaté acharem que não houve pressões usando a própria aprovação da vacina pela Anvisa. Conhecendo Bolsonaro e seu preposto na Saúde, acreditem se quiserem que o processo é “puramente técnico”.

    O comando do “Plano Mão Grande” não é de Pazuello, é de Jair Bolsonaro . E, agora, comando absoluto, porque é o único que tem a arma para essa guerra: a vacina.

    E os bobos confiando “nas instituições”, num tempo de métodos milicianos.

    Curtir

  15. Doria faz ‘jogo de cena’ ao pedir urgência para Coronavac à Anvisa
    Fernando Brito
    10/01/2021
    6:08 pm

    https://tijolaco.net/wp-content/uploads/2021/01/jaera.jpg.webp

    Não tenho dúvidas de que a reação do governador de São Paulo pedindo “senso de urgência” à Agência Nacional de Vigilância Sanitária para a liberação da Coronavac seja um simples “jogo de cena”.

    E não é difícil entender o porquê.

    Creio que o distinto leitor e a cara leitora compartilham comigo que espírito público e preocupação social, tanto em João Doria quanto em Jair Bolsonaro, não são premissas que se possa considerar.

    Muito menos é plausível achar que o governador, depois de ser chamado de “calcinha apertada” pelo Presidente, possa achar que este pudesse iniciar a vacinação nacional com “a vachina do Doria”.

    Tanto é assim que o governo federal, tirou da cartola a importação das vacinas indianas no desespero de ter ao menos uma quantidade – quase simbólica – de vacinas que não fossem a “chinesa”.

    Portanto, só há outra maneira de entender uma entrega incondicional de todas as vacinas – prontas e em envase – do Butantan ao Ministério da Saúde.

    O Governo de São Paulo e o Butantan levaram uma “prensa”: ou entregariam todas as vacinas ou teriam a licença da Anvisa longamente retardada (portanto, sem chance de ser usada numa imunização estadual) ou até mesmo negada, o que implicaria num discurso de que a vacina poderia ser de má qualidade.

    Doria, o “mais malandro”, achou que poderia manter seu plano de vacinação para o dia 25, usando as “cotas” paulistas da Coronavac – como vinham anunciando seus auxiliares – e assustou-se com o primeiro sinal do óbvio retardo que a liberação da Coronavac terá.

    A Coronavac, agora, é toda de Bolsonaro.

    Se fosse carioca, entenderia tudo com as expressões “mão grande” e “perdeu, playboy”, que a turma bolsonarista conhece muito bem.

    Curtir

  16. Quem confia no governador, seja o primeiro na fila da vacina…

    .cnnbrasil.com.br/saude/2021/01/12/eficacia-geral-da-coronavac-e-de-50-38-anuncia-governo-paulista

    C.A.

    Curtir

    • Velocidade de transmissão da Covid cresce e bolsonaristas atacam Coronavac
      Fernando Brito
      12/01/2021
      5:47 pm

      https://tijolaco.net/wp-content/uploads/2021/01/imperial.png.webp

      O Boletim do Imperial College de Londres, assinalando um crescimento de mais de 35% no nível de transmissão da Covid-19 no Brasil deveria estar de deixando de cabelo em pé as nossas autoridades sanitárias para que o “Dia D e Hora H” da vacinação aconteçam logo.

      O índice de transmissão, identificado pela sigla Rt saltou de 1,04 para 1,41, o que quer dizer que, antes, se 100 pessoas infectadas transmitiam para 104 agora, nas mesmas circunstâncias, repassam o vírus para 140.

      Em tese, isso significaria um aumento semelhante no número de infecções, internações e mortes em poucos dias.

      Na prática, vai significar exatamente isso. O renomado instituto inglês estima 7.640 mortes na semana começada ontem, o mesmo número que a pior semana já registrada até agora, a de 19 a 25 de julho.

      Embora seja suficiente para interromper esta avalanche de mortes e de internações hospitalares, a vacina do Butantã, pelo perfil de testes ultra-severos aplicados em sua fase 3 (apenas pessoas de serviço hospitalar, expostas fortemente ao Sars-Cov2) e pelas inúmeras chicanas antes de apresentar-se o número modesto numa “guerra de eficácia” que tem inconfessáveis objetivos comerciais. sofreu hoje um baque de confiança que vai ajudar o Governo Federal a postergar o início da vacinação, se é que não vão voltar atrás na compra dos imunizantes do Butantan.

      A campanha dos bolsonaristas antivacina está exultante e criando a crença de que a vacina é inútil. O chefe deve estar se coçando para dizer o mesmo e talvez o faça.

      Estamos cada ver mais num mato sem cachorro, ou sem vacina, porque os dois milhões que viriam da Índia, é claro, vão demorar e, mesmo assim, não se funcionam para uma campanha de vacinação massiva e em todo o nosso território.

      Curtir

    • Os negacionistas estão peovando do veneno da ignorância ao longo dos meses.
      Faz uns 11 meses o senhor estava aqui perguntando se os leitores (e o Dr. Guerra) conhecia(m) alguém acometido e/ou morto em decorrência da Covid. FSP ontem noticiou a grande quantidade de PMs afastadod por causa da COVID.
      Vai brincando…
      P.S: Aliás, e a “Xepa da PM” que o Bolsonaro quer criar no CEAGESP?
      Em vez de coxinha (carboidratos e gordura), agora pé de alface…

      Curtir

      • Já que o senhor faz tal afirmação, por favor, encontre o post e nos diga onde está, agradecemos, Nossa memoria com o passar dos anos anda em decadência. Boa noite! (o que eu sempre afirmei é que “para pessoas jóvens e sem comorbidades, a chance de falecimento é bem proximo a “zero”. Cabe o ônus da prova a quem mesmo?

        C.A.

        Curtir

    • “Bolsonaro só tem uma chance de dar uma rasteira em Doria: ‘roubando’ para si a vacina ‘do Doria’ e ‘da China’.”
      Eliane Cantanhede, OESP, Pg. A5.
      ***Cuidado. Vai tomar Coronavac com rótulo de Bolsovac.

      Curtir

  17. Ate que enfim entendi! Bolsodoria queria dizer Seubolsodoria. O Doria esta aumentando imposto de tudo! Talvez ate o final do ano ele consiga descontar 50,38% do nosso miserith.

    Curtir

  18. O “Plano Nacional de Esculhambação”
    Fernando Brito
    14/01/2021
    8:28 am

    https://tijolaco.net/wp-content/uploads/2021/01/pazudoria.jpg.webp

    A “corrida maluca” da vacinação contra a Covid-19, depois que o governo federal saiu de seu longo período de “para que a angústia?” prossegue com lances dignos de uma mórbida comédia pastelão.

    O pedidos de licença emergencial, tanto da Coronavac/Butantan quando da Astrazêneca/Fiocruz poderiam ter sido apresentado bem antes e não o foram porque as duas instituições científicas se meteram em um jogo de gato e rato.

    No melhor estilo espetaculoso, a Anvisa vai transformar o que deveria ser uma reunião técnica num espetáculo televisionado, pestes para animar a torcida: “vai, Oxford; Cuidado, Sinovac, não descuida da defesa, etc” com todos se movimentando para conseguir o “gol” e se cuidando para não receber “cartão amarelo” (adiamento) ou “vermelho” (recusa de registro).

    Enquanto isso, a “torcida bolsonarista” e a antibolsonarista agitam suas bandeiras nas arquibancadas das redes sociais…

    Os dois “cartolas” – Eduardo Pazuello e João Doria – correm atrás da bola: o paulista tem a vantagem de ter oito milhões delas em seu depósito, mas o general manda um avião a jato buscar correndo a pelota indiana, para ver quem chuta primeiro quando o juiz apitar.

    Ah, sim, mas as bolas do depósito paulista agora são do outro time. Então, além do apito inicial poder ser dado só para um lado, o time federal pode dizer que as bolas Coronavac são suas e não podem ser tocadas.

    Francamente, quem pensasse num espetáculo deprimente não conseguiria chegar a imaginar o absurdo que estamos vivendo.

    Só tem mesmo paralelo com um jogo de moleques.

    Curtir

  19. O que está em colapso é a farsa oficial
    Fernando Brito
    15/01/2021
    7:40 am

    https://tijolaco.net/wp-content/uploads/2021/01/espera.png.webp

    Mesmo neste Brasil dos absurdos, de morte e de dor, a tragédia que estamos assistindo em Manaus, deixa o país chocado.

    É por ver que, depois de 10 meses de pandemia, ainda temos governantes nem terem mais o cinismo de dizerem-se preocupados com a maré de morte e doença que avança sobre as pessoas.

    Tudo é ridículo e de uma improvisação chocante, incompatível com quem se pretende coordenador do que a toda hora dizem ser “o maior plano de imunização do planeta”.

    O avião que vai buscar os dois milhões de doses indianas da vacina, indispensáveis para que não se inicie a vacinação com a “vachina” teve de parar em Recife porque, simplesmente, a Índia resolveu dizer ao Brasil o que Pazuello disse ao Brasil: “para que essa pressa, para que esta angústia”.

    O avião ainda está aqui e Pazuello, a cinco dias do que seria o lançamento de uma campanha de vacinação continental, segue garantindo que ela começa na quarta-feira.

    Nessa importação improvisada, o papel da Fiocruz reduziu-se, tristemente, ao de “laranja” de um governo inepto, porque vai, apenas, colar à pressas um adesivo com seu rótulo, sem efetuar nenhum controle de conformidade do que chegar por aqui – se e quando chegar.

    Nenhuma notícia sobre a chegada dos insumos que permitirão a ela fazer o que de fato interessa: produzir as doses em dezenas de milhões necessárias para que o Brasil se vacine.

    Tudo se resume agora em espetáculo e em espetáculo mórbido, sem que a imprensa e a inteligência brasileiras sejam capazes de dizer que temos genocidas no comando do país.

    Curtir

  20. O fundo do poço é raso demais para representar a caótica situação em que nos encontramos .A que ponto chegamos, segundo o maior jornal argentino, “O Clarin”, a Venezuela está disponibilizando oxigênio para salvar os brasileiros do Amazonas que estão morrendo asfixiados nos hospitais graças a imprevidência do governo brasileiro. O mito, para ocultar o vexame, mandou buscar o recurso com seu amigo, o doido do norte.

    Curtir

    • Venezuela não está mandando só oxigênio. Hoje resolveram mandar médicos tbem. É um tapa na cara do bozo que queria ajudar o Trump invadir o país vizinho ano passado e hj o Maduro tá ajudando o Brasi! Ficou chato, hein!!!

      Curtir

  21. A última do Bozo: tirou um barato da coronavac que só tinha 50% e agora (após o fiasco da vacina da Índia), quer confiscar a CORONAVAC do doriana! Hipocrisia manda lembrança!

    Curtir

Os comentários estão desativados.