MP investiga suposta fraude em concursos da Polícia Civil de SP….( Aquele que possuir vocação policial deve inscrever-se na PM, lá ninguém compra e ninguém vende vagas…Quando muito uma ajudazinha para as mais gostosinhas! 23

Por Patrícia Figueiredo e Léo Arcoverde, G1 SP e GloboNews

Exclusivo: MP investiga suposta fraude em concursos da Polícia Civil de SP
GloboNews em Ponto
Exclusivo: MP investiga suposta fraude em concursos da Polícia Civil de SP

Exclusivo: MP investiga suposta fraude em concursos da Polícia Civil de SP

O inquérito civil apura as alegações que constam de nove representações, oito com autores identificados e uma anônima. Segundo o promotor responsável pelo caso, José Carlos Blat, se forem comprovadas irregularidades, a Promotoria do Patrimônio Público e Social entrará na Justiça com uma Ação Civil Pública, que, pode resultar na anulação do concurso.

Além disso, as pessoas responsáveis pelos vazamentos podem responder por improbidade administrativa e até sofrer processos na esfera criminal, se for verificado o favorecimento de candidatos e a divulgação de informações sigilosas, como questões do exame.

Empresa de ônibus teria oferecido transporte na data da prova antes que a Polícia Civil divulgasse o dia do exame. — Foto: DivulgaçãoEmpresa de ônibus teria oferecido transporte na data da prova antes que a Polícia Civil divulgasse o dia do exame. — Foto: Divulgação

Empresa de ônibus teria oferecido transporte na data da prova antes que a Polícia Civil divulgasse o dia do exame. — Foto: Divulgação

Em nota, a Secretaria da Segurança Pública de São Paulo e a Polícia Civil informaram que não foram notificadas sobre a investigação.

G1 teve acesso a conversas de grupos de concurseiros no Whatsapp– parte dos prints acessados pela reportagem está no inquérito aberto pela promotoria. Os candidatos falam sobre o vazamento de informações pessoais dos inscritos e relatam suposto favorecimento a alguns candidatos durante a fase oral do concurso.

Ministério Público investiga concursos
Bom Dia SP
Ministério Público investiga concursos

Ministério Público investiga concursos

Para um candidato ao concurso de escrivão ouvido pelo G1, muitos concorrentes sabem de vazamentos de informações no andamento do concurso para escrivão, mas têm medo de denunciar as irregularidades. Ele conversou com a reportagem sob a condição de não ter a identidade revelada.

“Tem muito candidato que sabe dos vazamentos, mas que está com medo de falar porque tem medo da polícia, medo de ser perseguido depois”, relata.

Desse déficit de 8.821 policiais, 64% são investigadores ou escrivães.

As duas carreiras têm, de um total de oito, a maior quantidade de profissionais na Polícia Civil do estado. De acordo com o relatório do TCE, dos 25.899 policiais que constituíam o efetivo total da corporação em 2018, 59% (15.184) eram investigadores (9.058) ou escrivães (6.126). Os números se referem ao ano de 2018.

Promotor José Carlos Blat — Foto: Reprodução/GloboNewsPromotor José Carlos Blat — Foto: Reprodução/GloboNews

Promotor José Carlos Blat — Foto: Reprodução/GloboNews

Vazamentos

Em entrevista exclusiva, o promotor José Carlos Blat disse que o inquérito civil foi instaurado para apurar ilegalidades, irregularidades e até mesmo supostos vazamentos de questões dos dois concursos.

Segundo o promotor, a investigação está em fase inicial e todas as pessoas que fizeram denúncias e enviaram manifestações ao MP-SP serão ouvidas.

“Caso fique evidenciado, ao final da investigação, que ocorreu ilegalidade ou até mesmo vazamento, nós podemos ajuizar uma ação civil de improbidade para anular o concurso e também responsabilizar os agentes públicos que participaram deste concurso”, diz José Carlos Blat, promotor do MP-SP.

O prazo para que a Polícia Civil se manifeste é de 30 dias porque, segundo Blat, o caso é de alta complexidade e, portanto, um prazo menor não seria suficiente para a corporação.

Para o promotor, dentre as nove denúncias enviadas ao MP, a mais grave seria a representação anônima que relata o vazamento de questões em uma das fases. As provas escritas e o exame oral, da segunda e quarta fases dos concursos, são aplicadas por integrantes da Polícia Civil.

“As demais representações, onde os candidatos se identificam, revelam questões de interesse individual, como o conteúdo da prova, o grau de dificuldade e a ausência de recurso para os reprovados. Mas tudo isso será objeto de uma investigação bastante serena e responsável afim de verificar se esses fatos são verídicos ou não”, afirma Blat.

Grupos de candidatos

Candidatos ao concurso para escrivão dizem que, na fase oral do exame, que é feita em auditório aberto aos outros concorrentes, os entrevistadores chegavam a perguntar quais temas a pessoa havia estudado.

“Para alguns candidatos, quando a pessoa errava, eles perguntavam até se ela não queria tentar de novo. Para outros era pergunta direto, era ‘não, sim, próximo’. Até o tom de voz mudava. Com algumas mulheres eles faziam brincadeiras, davam dicas, perguntavam até se a pessoa conhecia tal tema e, se dissesse que não estudou, mudavam o tema”, relata uma candidato ouvida pelo G1.

Em um dos grupos de WhatsApp uma candidata teria admitido que, durante seu exame oral, foi questionada pelo entrevistador se havia estudado determinado tema. Diante da negativa o examinador teria mudado o assunto da questão, pedindo para que a candidata falasse sobre o tema que ela dizia ter estudado.

Em grupo de concurseiros, candidato revela que foi perguntado pelo entrevistador se havia estudado determinado tema.  — Foto: ReproduçãoEm grupo de concurseiros, candidato revela que foi perguntado pelo entrevistador se havia estudado determinado tema.  — Foto: Reprodução

Em grupo de concurseiros, candidato revela que foi perguntado pelo entrevistador se havia estudado determinado tema. — Foto: Reprodução

Também nos grupos de WhatsApp circulou um flyer de uma empresa de ônibus que oferecia transporte e hospedagem em São Paulo para a 2ª fase do concurso. No entanto, a propaganda teria sido veiculada entre o dia 30 de julho e 1º de agosto do ano passado, antes da publicação do edital de convocação para a 2ª fase, que ocorreu dia 4 de agosto.

“Tinha um pessoal de São José do Rio Preto entregando flyer com uma promoção de hotel e ônibus pra São Paulo, onde acontece a prova. Essa fase da prova ia ser dia 26 de agosto, mas ainda não tinha saído nada no Diário Oficial. Eu recebi o flyer antes da divulgação da data da segunda fase”, diz um candidato ouvido pelo G1.

Concurso da Polícia Civil

As irregularidades teriam ocorrido nos concursos para investigador de polícia e escrivão de polícia. O salário inicial para essas carreiras é de R$ 3.743,98, mas pode chegar a R$ 5.051,50 no último nível da profissão.

Os concursos têm cinco fases:

  1. Prova objetiva (múltipla escolha)
  2. Prova escrita
  3. Investigação social (comprovação de idoneidade e conduta escorreita)
  4. Exame oral
  5. Prova de títulos

A seleção para escrivão teve 27 mil inscritos e 800 vagas. A homologação deste concurso está em fase de finalização. No último sábado (20) foram publicadas as notas dos selecionados, que agora aguardam a homologação para serem, mais tarde, nomeados pela Polícia Civil.

Uma carreira totalmente desprestigiada   que, atualmente, nem sequer dá direito a aposentadoria com vencimentos integrais e paridade com os membros ativos…
Em órgão que massacra os mais capazes e compromissados com a coletividade.
Ademais, para que tantas exigências dos candidatos se , na prática, o que mais se vê são ineptos prestando péssimos atendimento e serviço ao público!
Jovem,  se quer ser policial busque a PM; se quer uma carreira digna , concurso honesto ,  sem falsas exigências , busque o Poder Judiciário.
 
Policial civil de raiz, aposente-se o quanto antes!

  1. Eu ia dizer que descobriram a roda, mas o fogo veio antes.

    Quem nunca conheceu um policial que pagou para entrar ou pq tinha pedigree? Eu cansei de ver.

    Carreira desprestigiada pq fizeram por merecer para ficar desta maneira. Aliado de Delegados que ajudaram a “entrar pela porta da frente”.

    Bem feito. Fizeram por merecer. Vai vá o desvio de função e pau no toba de quem não gosta.

    Carreira única? Advinha quem são os primeiros a chiarem com exceção dos Delegados…

    Muito corrupto, ladrãozinho e vagabundo nessa PC.

    Curtir

  2. eu não acredito que va dar em alguma coisa…….então pra que perderem tempo com isto ?

    Curtir

  3. na PC existe uma lenda………………dizem que qualquer bó se tiver um carteira vermelha envolvido na fita, o resultado sera zero…. ou seja não dara em nada………..se tiver só pião ? ai o baguio vai pra frente………………e varios serão punidos………………………………

    Curtir

  4. Realmente!
    Há um professor de curso para concursos criticando esse tipo de pergunta na fase oral… Bastabuscar no youtube!
    Há até os que acreditam, inocentemente, em “endireitamento” da PC em razão dos aspetos ideológicos abordados…
    Aí, eis que um autodenominado policial ingressou nos comentários explicou a “real” de exarcebado subjetivismo…

    Curtir

  5. Este Promotor e um fanfarrão, conclui antes de investigar. Para mim e o mesmo de sempre ,ou seja querendo aparecer na mídia,generaliza deixando a suspeita de desonestida sobre todos. Chama a mídia para se promover e dizer quer arauto da Boa Nova, diz supostamente, depois se nao der em nada não vai vir a público se retratar.

    Curtir

  6. Exame oral na Civil e na P.M.Exame psicologico:Os motivos da inaptidão poderão ser conhecidos pelo próprio candidato, mediante comparecimento à Diretoria de Pessoal, conforme regramento estabelecido em edital. Já o acesso à interpretação acerca dos motivos da inaptidão será facultado exclusivamente ao candidato, pessoalmente, mediante agendamento de entrevista devolutiva, após a divulgação oficial do resultado desta etapa, nos termos estipulados em edital. Em ambos os casos, tanto para conhecer o motivo de inaptidão bem como para ter acesso à interpretação desse motivo, não há a necessidade de interposição de recurso administrativo. No caso de Devolutiva de Psicológico poderá dirigir-se pessoalmente, na Diretoria de Pessoal – Segunda Geração tem nas duas Policias, Aqui não tem virgens.Respeito as instituições, mas estou velho para ler que é só na Civil que tem seleção por Q.I.Isto nom existe.

    Curtir

  7. Não posso provar, mas não coloco minha mão no fogo por ninguém.

    Principalmente aqueles que mal sabem conjugar um verbo.

    Antigamente era mamão com açucar: prova oral reservada numa sala fechada, às vezes com indicação política etc. Por isso o nível da PC é tão ruim. (com raríssimas exceções)

    Hoje, embora esteja longe do ideal, há um pouco mais de transparência: prova oral filmada, pública e infinitamente mais difícil que 30 anos atrás…

    Curtir

  8. Faze oral realmente é subjetiva pra caramba.
    Agora, cancelar um concurso que envolveu milhares de pessoas porque alguém sabia da data da segunda faze uma semana antes da publicação no DO. Aí já é de mais né….

    Curtir

  9. Bem que suspeitei da Inteligência, Educação e Cultura de alguns Investigadores e Escrivães. Kkkkkkkkkk

    Curtir

  10. Todo mundo que já fez academia de polícia pôde identidicar aquela uma dúzia de analfabetos funcionaos super-chegados de algum cardeal, que entraram com um empurrãozinho. Desses, já vi ator pornô, dono de puteiro, pé-de-pato, amante de delegado, playboy maconheiro filho de empresário cupincha e bastardos filhotes de chefes corruptos (o que não falta na repartição-puteiro, a conhecida PC) enfim, só a nata

    Curtir

    • Conheci um da minha turma q pronunciava “pRaca do carro” ao invés de pLaca, era um tipo de Cebolinha ao contrário kkk

      Curtir

  11. E tudo mentira. Não existe filha de cardeal que errou 80% das questões na prova oral e hoje está dentro da pc, sobrinha de delegado que mal sabe escrever que acertou milagrosamente 90 % da prova escrita, que também está dentro, assim como não existem pessoas que entregaram a.prova em branco, fizeram uma péssima oral e estão na pc.
    Algumas dessas pessoas com escalas de fazer inveja aos que trabalham 8 dias no mês.

    Curtir

  12. Doutor Guerra posta a verdade aí em vez de ocultar.

    Fraude em concurso da Polícia Civil acontece desde quando nasci nas décadas de 80, 90 e até hoje.
    Isto pode ser constatado na Inteligência, Educação e Cultura de alguns Investigadores e Escrivães.

    Curtir

  13. Isso acontece porque até hoje o governo não criou vergonha na cara de acabar com esse tal de exame oral, que não serve para outra coisa senão alimentar ou reacender a maldita corrupção que nos persegue, vez que ainda somos dirigidos por velhos vermes com seus velhos vícios os quais lideram os núcleos de poder que se assenhoraram da Polícia Civil. Enquanto não renovarmos os cargos de direção, seccionais, titularidade de delegacias na instituição, retirando esses velhos vermes de cabeça branca, travestidos de profissionais vocacionados que se utilizam do cargo para se locupletarem das mais diversificadas formas, estamos fadados a acabar.
    Em síntese, o mais do mesmo.
    Ne$$a empresa não entra o mais qualificado, entra quem eu quero ou o que pagar mais. Entende?

    Curtir

  14. Senhor Governador,

    Exame oral na PC é pra encher o bolso dos avaliadores de dinheiro. Basta participar da banca e você passa a receber por participar de reunião da banca. Cada hora de participação de reunião ou na banca de avaliação é uma hora aula no valor de quase R$200,00. Basta consultar as bancas dos concursos dos últimos 5 anos para confirmar que muitos avaliadores são sempre os mesmos. Por conta disso brigam para que o exame oral não termine. Serve para encher os bolsos e para atender a pedidos não muito republicanos.Entende?

    Procura saber Senhor Governador, Senhor Promotor, o que foi o caso do “cadeirudo”. Aquele que oferecia o cargo em troca de favores sexuais.

    Se já tem casos escabrosos a respeito, por que a Administração Pública não acabou até hoje com essa indecência que é o exame oral?

    Tem que ser como na PM. Só VUNESP na fase preambular e na escrita e ponto final.

    Curtir

  15. Vamos por partes:
    Quando prestei a PC pela primeira vez em 2002, era prova oral em sala fechada na Acadepol. Não vejo nada demais nas perguntas que me fizeram, mas estava claro que se quisessem facilitar para alguém seria fácil, pois era só dirigir as questões e fazer as perguntas certas. Obs: Não Passei.
    Já na segunda vez me que prestei, não teve prova oral, o que no meu ver, torna o favorecimento mais complicado. E nessa eu passei.
    Agora o que me intriga é: Com tanto cargo de mais prestígio e que paga infinitamente melhor sem precisar ser babá de bandido, aturar gente estúpida em plantões ou trabalhar horas e mais horas de graça, por que diabos alguém vai fraudar concurso pra entrar nessa pocilga? Se o Zé povinho soubesse a real de como é trabalhar na Polícia Civil iam ter de procurar candidato no tapa, pois ninguém ia querer.
    Concurso filé pra magistratura, Fiscal de rendas, MP eu quase não vejo ninguém tentar fraudar. Agora tranqueiras como PC todo mundo quer. Vai entender.

    Curtir

  16. Espero que o Ministério Público não aproveite a investigação para vilipendiar nossa instituição em decorrência de, caso fique comprovada a fraude, eventual falta de moralidade administrativa com o fato. Fraude em concurso público, infelizmente, é frequente nas mais variadas instituições da administração pública, inclusive no Ministério Público. Sou testemunha disso. Prestei concurso para o Ministério Público, salvo engano, em 1998, fui aprovado na 1ª fase e, após fazer a 2ª fase, o concurso foi anulado, vez que um procurador de justiça que tinha um cursinho no interior havia passado questões para alguns de seus alunos. Ainda recentemente, em concurso do mesmo Ministério Público deste Estado, candidatos questionaram os critérios utilizados na entrevista para reprovação na prova oral. O fato foi objeto de postagem neste blog.
    Inicialmente o Ministério Público tem que olhar o próprio rabo antes de falar do rabo dos outros.
    Exame oral deve ser eliminado em todos os concursos públicos.Só existe para servir aos amigos e, por vezes, ao próprio bolso.

    Curtir

  17. Chororô de reprovados!!

    Concurso na PC é da maior seriedade e lisura existente!

    Instituições com PRF, PF, RECEITA…deveriam se espelhar na PC de SP.

    Curtir

    • Eh o primeiro concurso que vc presta meu amigo? Desejo sorte e iluminação na sua jornada de concursos.

      Curtir

Os comentários estão desativados.