Minha cara Senhora , pede pra sair antes de “sambar” sem cerveja e música. Nenhum delegado tem dinheiro para torrar R$ 25.000,00 , em suposta doação eleitoral… Caro Deputado dos ternos do DIRD , digo amigo e fonte dos jornalistas , não subestime a inteligência da BANDA BOA da Polícia Civil, aquela por quem você nunca se interessou…Tem muita coisa demais nessa doação feita pela delegada…É dinheiro demais para quem vive exclusivamente dos vencimentos, será que ela faz doações tão vultosas para hospitais e instituições de caridade?…Eu dou o meu rabo se me provarem que ela doa para necessitados esse mesmo valor que a imprensa afirma ter doado para um BOLSONARISTA …Oxalá, a grande maioria dos meus ex-colegas – aqueles que estudaram de verdade , que não têm parentes importantes e vindos do interior – pudessem poupar R$ 25.000,00, por ano . Ela não tem mérito , ela não tem competência , para “ganhar” a segunda boca mais rica da Capital: a Seccional Sul , onde há um cassino nos fundos de cada cafeteria da Berrine. Afirmo e faço UM DESESPERADO APELO AO MINISTÉRIO PÚBLICO para que apure a venda de cadeiras na Capital. Pode ser que na Corregedoria esteja um outro NESTOR , né dona delegada seccional vitalícia…O meu nariz defeituoso pergunta será mesmo uma “nada demais doação de campanha para o amigo deputado ” ou a primeira mensalidade do financiamento da compra da cadeira em 48 parcelas? 27

Perdão pela expressão indignada, mas duvido que a doadora ajude hipossuficientes. Ela se ajuda comprando Hermès , usando joias em todos os dedos e ajudando necessitados de Armani e de Rolex.

Deputado, se Vossa Excelência fosse alguém conhecedor das amarguras da grande maioria dos delegados de nenhum deles aceitaria doação superior a R$ 500,00, pois esse seria o valor máximo que se poderia doar sem sofrer grande desfalque.

Aceitar R$ 25.000,00 de uma “delegada amiga” foi debochar de todos os que vivem com dificuldades.

O que nunca foi o seu caso!

Doadora, o dinheiro é seu, mas salvo tenha outras fontes de rendimentos como gorda pensão de ex-marido, seja proprietária de empresa ou tenha recebido herança vultosa, jamais poderia torrar tal quantia fazendo doação para quem nem sequer precisa de dinheiro de pessoas físicas.

Na sua idade, 65 anos, deveria pedir para ir embora.

Já mostrou suas competências.

Deixe a oportunidade para outrem.

Gosta de trabalhar?

Pede para ser plantonista, nada impede a Sra. de oficiar em equipe de flagrantes.

Mas esse negócio de se não for Seccional ou Diretora, pedir afastamento para ser comissionada em prefeitura ou trabalhar na Assembleia faz muito mal para a carreira.

  1. Meu Caro Dr. Guerra, o Ministério Público sabe exatamente de tudo o que acontece na engrenagem da Polícia Civil de SP. Isso vem de longe, muito longe mesmo. No entanto, não toma providëncias porque – não se iluda! – é também uma Instituição corrompida, se não necessariamente por dinheiro, com certeza por outras “oferendas” que a seduz.
    A venda e compra de “promoções por merecimento” nas carreiras da Polícia Civil de SP, tal como a venda e compra de “cadeiras importantes”, é coisa antiga e não vejo para isso nenhuma solução a curto prazo.
    No primeiro concurso que fiz para delegado de Polícia (e meu sonho, na época, era ser delegado de Polícia, nada mais), eu tinha 23 anos de idade e as provas eram escrita (em uma única fase) e oral. Somadas a nota de uma e de outra, e divididas por 2, se a média desse 50,00 (de 100,00) ou mais, o candidato estaria “aprovado”. A “classificação”, em seguida, era outra coisa.
    Na prova escrita minha nota foi 91,75 (de 100,00). Saiu a lista e nela as notas dos candidatos em ordem alfabética. Tive o cuidado de conferir nota por nota e fui o primeiro colocado na prova escrita, com 1 empate. Fui para a prova oral, apesar de já estar correndo conversas de que a “lista dos classificados dentro do número de vagas” já estava “fechada”. Não acreditei naquilo e, no prédio da Brigadeiro Tobias, enfrentei a inquirição de 5 ou 6 delegados-examinadores, cada um deles fazendo 4 ou 5 perguntas sobre matérias divididas entre eles. Devo ter errado todas as respostas, porque apesar de ter tirado 91,75 na escrita não fui sequer “aprovado” (não estou falando de “classificado”; estou falando de “aprovado”, ou seja, nota da escrita + mais nota da oral, divididas por 2), pois não consegui a média 50,00. Tornei-me delegado depois, mas daquela “reprovação” por não ter tirado 50,00 de média me deu uma boa visão da alta cúpula da PC, que me parece não mudou muito de lá para cá…

    Curtido por 1 pessoa

    • Mais do mesmo:”esquemas que, além do carro chefe que são as jogatinas, envolve também combustível adulterado, prostíbulos, desmanches, biqueiras, etc.”
      Pois é, rapaz, aqui no Campo Limpo se vê um puteiro e um ponto de jogo de bicho por quarteirão.
      Quanto ao Trovani:”Na prova escrita minha nota foi 91,75 (de 100,00). Saiu a lista e nela as notas dos candidatos em ordem alfabética. Tive o cuidado de conferir nota por nota e fui o primeiro colocado na prova escrita, com 1 empate. Fui para a prova oral, apesar de já estar correndo conversas de que a “lista dos classificados dentro do número de vagas” já estava “fechada…”
      Dizem que tem Investigadores que sequer fizeram prova escrita nas décadas de 80 e 90…
      Em pensar que tem muitos agentes mais capacitados do que esses Investigadores que ganharam ou compraram as provas. Amigo do amigo e etc…

      Curtir

      • Pior é prostituta de luxo – essas que vendem serviços sexuais , não por necessidade e falta de opções- para ganhar dinheirinho pela lei do menor esforço, ser aprovada em concurso como delegada .

        Curtir

  2. O General Júlio Cesar Arruda dançou…

    EXTRA! LULA DEMITE GENERAL COMTE DO EXÉRCITO! CONTRA GOLPISTAS: TOLERÂNCIA ZERO! DEMOCRACIA É ISSO!

    Curtir

  3. Lula demite general Júlio Cesar de Arruda, comandante do Exército

    Decisão se dá um dia após encontro do chefe do Executivo com os representantes das Forças Armadas
    Tempo Avatar
    Por O Tempo Brasília
    Publicado em 21 de janeiro de 2023 | 14h34 – Atualizado em 21 de janeiro de 2023 | 20h09

    Júlio Cesar de Arruda foi demitido do comando do Exército por Lula neste sábado – Foto: Comando Militar do Leste
    Júlio Cesar de Arruda foi demitido do comando do Exército por Lula neste sábado — Foto: Comando Militar do Leste

    O presidente Luiz Inácio Lula da Silva demitiu neste sábado (21) o comandante do Exército, general Júlio Cesar de Arruda. A decisão se deu um dia após a reunião do chefe do Executivo com o ministro José Múcio Monteiro, da Defesa, e com os comandantes das tropas. O novo comandante será o general Tomás Ribeiro Paiva que, na última quarta-feira (18) fez um forte discurso em que afirma que o Exército é uma instituição de Estado e que o resultado das urnas deve ser respeitado independentemente das posições pessoais de um outro militar.

    Nos últimos dias, acumularam-se insatisfações do Palácio do Planalto com integrantes do Exército, sobretudo com a maneira como os militares lidaram com os acampamentos em frente aos quartéis pelo país e com as ações tomadas durante e após os atos de invasão e depredação de prédios no Palácio do Planalto. Além disso, integrantes do governo também afirmou que pesou o fato de que Arruda não aceitava retirar a indicação do nome do tenente-coronel Mauro Cid para comandar um batalhão em Goiânia. Cid, que era ajudante de ordens do ex-presidente Jair Bolsonaro e viajou com ele para os Estados Unidos, voltou a ter seu nome colocado em evidência por suspeitas de uso irregular de cartões de crédito corporativos da Presidência da República.

    Ao deixar a reunião de sexta-feira com os comandantes, José Múcio negou que os atos radicais do dia 8 tenham entrado na pauta, apesar das diversas declarações de Lula mostrando irritação com as atuações dos militares no episódio.

    Siga O Tempo no Google News
    SEGUIR
    “Se vocês me perguntarem se tratamos sobre o dia 8, não tratamos. Isso está com a Justiça. Nós tratamos sobre a capacidade da geração de emprego que o Brasil tem na indústria de Defesa”, disse o ministro depois da reunião. Ele admitiu, porém, o desejo de abandonar o clima de tensão. “Nós não tivemos um problema? Precisávamos ter uma conversa que não tratasse disso. Eu queria era virar a página, só isso”, frisou José Múcio.

    O TEMPO agora está em Brasília. Acesse a capa especial da capital federal para acompanhar as notícias dos Três Poderes.

    Curtir

  4. Cadê o povo pró-vida e anti aborto pra se pronunciar sobre crianças ianomamis morrendo de fome e desnutrição? 570 crianças morreram de mortes evitáveis (desnutrição, malária, pneumonia e verminose) nos 4 anos de bozo. Hipocrisia mandou lembrança!

    Curtir

  5. Caro amigo, após mais de três décadas de governo com “tucanalhas” de toda espécie, inclusive os de rapina, travestidos de honrados homens da lei, que povoaram departamentos e delegacias deste Estado, os “inguinhos”, os “estrinhos”, os “churrascos”, etc, a mudança de agremiação política se traduz na conhecida frase: “só mudaram as moscas, a …… continua a mesma”.

    Conhecidos ladravazes da velha guarda, ex DEIC’s da vida, ex proprietários de “batedeiras”, etc, foram alçados novamente para as “coletorias” mais rentáveis da polícia. Parafraseando o estimado Dr Tovani, com quem tive a honra de atuar e aprender em algumas audiências, o Ministério Público está cansado de saber desses mega esquemas de recolha de propinas advindas de jogatinas pulverizadas nas áreas de todas as delegacias da capital, grande São Paulo, em várias sede de departamentos do interior, etc. Por que faz olho de vidro? Não me parece que participe da arrecadação. Qual é a contraprestação por essa inanição?

    Desconheço que tenha, em face das reiteradas denúncias de corrupção, improbidade administrativa de dirigentes, etc, em algum momento, destacado alguma força tarefa dos GAECO,s para apuração específica e detalhada desses esquemas que, além do carro chefe que são as jogatinas, envolve também combustível adulterado, prostíbulos, desmanches, biqueiras, etc.

    É bem simples, tendo por base o quarto pior salário pago no Brasil para os integrantes da carreira, basta contextualizar com a evolução patrimonial desses investigados durante a carreira policial. O enriquecimento ilícito é flagrante.

    Surreal é saber que delegado de polícia doou R$25.000,00 para campanha eleitoral de quem quer que seja. É evidente que se trata de um “sinal” ou antecipação pela compra de alguma coletoria da instituição.

    A única coisa que nos alenta e nos faz acreditar no verdadeiro milagre de mudança desse estado de coisas, são as novas safras de delegados dos quais esperamos que não se deixem contaminar por esse resto de ladrão que ainda ocupa um ou outro órgão de direção da nossa polícia.

    Acorda Governador, Secretário de Segurança Pública, Ministério Público. A carreira é de delegado de polícia e NÃO de Delegado Seccional de Polícia, Delegado Diretor de Polícia, etc. Transfere pro plantão pra ver se fica algum. Como dizia Bezerra da Silva, “Se gritar pega ladrão, não fica um meu irmão”

    Curtido por 1 pessoa

    • Meu amigo , mas quem com boas intenções quer ser delegado se nem sequer terá o direito de se aposentar com a garantia de integralidade e paridade dos proventos ? E daquele que morrer em serviço, tendo mulher e filhos, como se calculará a pensão. Eu trabalhei em Sete Barras , um delegado durante o estágio probatório foi morto a facadas por um bêbado, já na época a viúva teve que ingressar na justiça pelo fato de o estado ter alegado que o crime se deu fora do horário do expediente, mas , ao final, recebeu a pensão equivalente aos vencimentos da 4a. classe . Se fosse hoje , um delegado com menos de dois anos de exercício, deixaria quanto de pensão? O cargo de delegado, mais do que nunca , só compensa pra filho de papai. E do tipo de papai que dentro de bar diz: meus filhos não gostam de trabalhar , nem de estudar . Paguei faculdade e coloquei eles na Civil como investigadores. Agora o mais velho eu ajeitei como delegado…Adivinha quem? Eu com educação lhe disse que era delegado em Diadema e que em breve faria prova oral da Magistratura pelo fato de trabalhar muito e ganhar menos que o ajudante do entregador da Souza Cruz…Que se os filhos dele nunca gostaram de trabalho e de estudo ele deveria ter enfiado eles noutro local. Falei no bar e todos os PMs e policiais civis que la estavam me agradeceram, pois todos ficaram ofendidos. Como todo bandido , o milionário dono de transportadora e empresa de segurança , fica se gabando dos malfeitos . E , obviamente, as compras não pararam em 1990.

      Curtir

  6. Será que fez doação também para o pessoal bem tratado com churrasco de picanha na beira das estradas? A essas horas, devem estar passando por maus bocados com aqueles “bandecos” da Papuda. Devem estar fazendo um recortado pra conseguirem engolir aquela lavagem. Será que o mito esta passando por isso também?

    Curtido por 1 pessoa

  7. Comando do Exército vai ficar com a legalidade

    Fernando Brito 21/01/2023 4:14 pm

    Está chegando a Brasília o general Tomás Miguel Miné Ribeiro Paiva, nomeado comandante do Exército.

    Está chegando a Brasília, de volta de Roraima, o presidente Lula, para uma reunião com o Ministro da Defesa, José Múcio, e da Casa Civil, Rui Costa.

    Alguma atitude muito hostil ao governo foi tomada pelo comandante exonerado, porque Lula não é do tipo de precipitar qualquer exoneração de sua equipe sem preparar essa mudança.

    Aliás, melhor dizendo, uma nova atitude de hostilidade ao governo legítimo, porque hostilidades intoleráveis já tinham ocorrido antes, com a recusa de desmantelar os acamamentos golpistas e o “peitaço” nas forças policiais que foram cumprir ali a ordem de prisão expedida pelo ministro Alexandre de Moraes.

    Diz-se que foi uma recusa a retirar o ex-faz-tudo de Jair Bolsonaro, tenente-coronel Mauro Cid, do comando do 1° BAC, o Batalhão de Comandos, próximo a Brasília, para o qual foi indicado nos últimos dias do governo passado e ainda não assumiu.

    Não acredito.

    A fala legalista divulgada pelo general Tomás – quarta feira, muito antes de sua indicação – indica que a manutenção do general Júlio Cesar Botelho no comando da Arma já era algo questionado dentro do Alto Comando do Exército, que ambos integram.

    Lula cedeu em todo o “amortecimento” que José Múcio vinha tratando o assunto e só não abriu mão da necessidade de que sejam punidos todos os que foram cúmplices do golpe tentado no dia 8 de janeiro.

    Deu todas as oportunidades para que os comandantes militares se ajustassem ao leito da normalidade, do qual jamais deveriam ter saído.

    Se agiu em pleno sábado, em meio a uma viagem humanitária que o afastou da capital, é porque algo de muito grave aconteceu e não podia esperar a volta de sua viagem, já amanhã, à Argentina e ao Uruguai.

    É sinal de que via a casa em algum perigo se a deixasse vazia por três dias.

    Depois do dia 8, não dá para dormir no ponto. E quem não defende a sua autoridade, já a perdeu.

    Curtir

  8. Comando do Exército vai ficar com a legalidade
    Fernando Brito
    21/01/2023
    4:14 pm

    Está chegando a Brasília o general Tomás Miguel Miné Ribeiro Paiva, nomeado comandante do Exército.

    Está chegando a Brasília, de volta de Roraima, o presidente Lula, para uma reunião com o Ministro da Defesa, José Múcio, e da Casa Civil, Rui Costa.

    Alguma atitude muito hostil ao governo foi tomada pelo comandante exonerado, porque Lula não é do tipo de precipitar qualquer exoneração de sua equipe sem preparar essa mudança.

    Aliás, melhor dizendo, uma nova atitude de hostilidade ao governo legítimo, porque hostilidades intoleráveis já tinham ocorrido antes, com a recusa de desmantelar os acamamentos golpistas e o “peitaço” nas forças policiais que foram cumprir ali a ordem de prisão expedida pelo ministro Alexandre de Moraes.

    Diz-se que foi uma recusa a retirar o ex-faz-tudo de Jair Bolsonaro, tenente-coronel Mauro Cid, do comando do 1° BAC, o Batalhão de Comandos, próximo a Brasília, para o qual foi indicado nos últimos dias do governo passado e ainda não assumiu.

    Não acredito.

    A fala legalista divulgada pelo general Tomás – quarta feira, muito antes de sua indicação – indica que a manutenção do general Júlio Cesar Botelho no comando da Arma já era algo questionado dentro do Alto Comando do Exército, que ambos integram.

    Lula cedeu em todo o “amortecimento” que José Múcio vinha tratando o assunto e só não abriu mão da necessidade de que sejam punidos todos os que foram cúmplices do golpe tentado no dia 8 de janeiro.

    Deu todas as oportunidades para que os comandantes militares se ajustassem ao leito da normalidade, do qual jamais deveriam ter saído.

    Se agiu em pleno sábado, em meio a uma viagem humanitária que o afastou da capital, é porque algo de muito grave aconteceu e não podia esperar a volta de sua viagem, já amanhã, à Argentina e ao Uruguai.

    É sinal de que via a casa em algum perigo se a deixasse vazia por três dias.

    Depois do dia 8, não dá para dormir no ponto. E quem não defende a sua autoridade, já a perdeu.

    Curtir

  9. Descobriram isso somente agora ? O OLINGUA vendeu a polícia toda , em troca de gordas mesadas . A segunda seccional foi a mais baratinha . OLINGUA vendeu a terceira seccional ( aí sim foi pancada ) . Vendeu divisões do DEIC , vendeu DPPC . Tudo na cara dura . Quem não pagou o OLINGUA foi pra NASA , como por exemplo o Dr Roberto da 1a seccional , que fez um excelente trabalho e mesmo assim foi jogado num canto por não se sujeitar a essa podridão. Mas eu vou fazer um favor para o OLINGUA: já estou remetendo ao GAECO e CORREGEPOL a relação de todos os bingos e cassinos , especialmente na área da 2a e 3a Seccionais e mandarei o nome de todos os recolhes . Quiseram ceder ao OLINGUA ? Mas vou até recomendar para que o gaeco se apresente como policial de outra área . Os recolhes vão aparecer para advogar e CANA NELES . E tome delação premiada . Se preparem . O BICHO VAI PEGAR ! Eu já estou avisando a imprensa

    Curtir

  10. Tudo pelo vil metal travestido de incondicional amor institucional. Manda pro plantão pra ver quem fica. disse:

    Toda mudança de governo na Polícia Civil se assemelha as putas brigando pelo melhor ponto do quarteirão.

    Curtir

  11. Fico imaginando a quantia que OLIM arrecadou . Vendeu TODAS as seccionais para amigos , em troca de mesadas . Vendeu tudo junto com o da pizza . A segunda seccional custa exatamente 20 K por mês . Essa doação foi só a primeira parcela . Mas estou ajudando o GAECO e vou encaminhar a relação de todos os pontos de arrecadação. Não só desta seccional , como de todas . Olim , vc vendeu . Mas não vai receber , pode acreditar . Estou mandando cópia de tudo para a globo , SBT , RECORD e alguns repórteres investigativos. Temos um secretário que não serve para nada e um DG que serve menos ainda . O DG na verdade é o OLIM e o SSP é o da pizza . Começou bem Tarcísio . Seria melhor ter feito o L !

    Curtir

  12. Conheço a chefe dos tiras, a famosa Tania, pensem em uma mulher educada, inteligente e bonita……

    meu ovo………….essa tania é maleducada, burra e nao há nada de bonito nela

    vai tarde querida

    Curtir

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do comentarista que venha a ofender, perturbar a tranquilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros.O autor do comentário deve ter um comentário aprovado anteriormente. Em caso de abuso o IP do comentarista poderá ser fornecido ao ofendido!...Comentários impertinentes ou FORA DO CONTEXTO SERÃO EXCLUÍDOS.. Contato: dipolflitparalisante@gmail.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s