Delegados denunciados no ABC: um por trabalhar demais outro por se manter em permanente isolamento funcional 26

Policiais civis denunciam dois delegados do Grande ABC 

 

Reclamações são sobre faltas em plantões e incentivo a descumprir normas sanitárias

Bia Moço
Do Diário do Grande ABC

16/02/2021 | 07:00

Policiais civis denunciaram a conduta profissional de dois delegados do Grande ABC, sendo o plantonista do 2º DP (Camilópolis) de Santo André, Fabiano Gagliato, que estaria deixando seu posto de trabalho para realizar atividades pessoais, e o titular da delegacia sede de Ribeirão Pires, Wagner Milhardo, que teria incentivado os profissionais a contrariarem as medidas sanitárias contra a Covid. Os denunciantes procuraram o Diário na condição de anonimato, pois temem represália.

No caso do Gagliato, a denúncia é a de que o profissional estaria deixando os plantões, em seu horário de expediente para participar de programa de rádio, além de usar o cargo para realizar serviços particulares. “Ele pede para investigar coisa de amigos. Faz reunião, almoço e café com políticos e, além disso, se preocupa tanto em fazer favores que esquece de oficializar flagrantes e até registra ocorrência errada”, afirmou um dos policiais.

O outro denunciante conta que a delegacia, nos plantões de Gagliato, fica “a ver navios”, e reclama da conduta agressiva do delegado. “Temos de fazer tudo, mas há certas funções que competem somente ao delegado e ele nunca está na delegacia disponível em pleno plantão”, reclamou o profissional. “Ainda acha ruim se a gente cobra ele de algum serviço”, complementou.

Já no caso de Ribeirão Pires, a denúncia é relacionada à falta de cumprimento das medidas sanitárias para evitar contágio da Covid. Segundo os policiais, o delegado incentiva os funcionários a não usar máscaras e publica fotos de ações com todos os profissionais envolvidos nas operações sem a devida proteção. Além disso, os denunciantes afirmam que Milhardo diz que a pandemia seria “conspiração”. “Ele impõe que os policiais tomem atitudes contrárias dos cuidados sanitários. As pessoas têm medo dele, e fazem”, afirmou um dos denunciantes.

“No dia 22 de janeiro ele convocou policiais de serviço e outros que estavam de folga para fazer operação bloqueio sem objetivos claros. Durante essa ação, que foi realizada ao meio-dia, nenhum dos policiais usava máscaras, porque o líder deles, o delegado Wagner Milhardo, não acredita na existência dessa doença”, afirmou outro policial.

“Como resultado já tem dois policiais civis infectados na cidade. Os policiais não concordam com essas operações midiáticas dele, mas ele é vingativo e persegue quem discorda dele”, reclama o denunciante.

O caso de Milhardo foi levado até mesmo para a ouvidoria da polícia. Em nota, a entidade afirma que “todas as denúncias de infrações disciplinares são encaminhadas aos órgãos responsáveis pelas apurações e que, diante da reclamação da delegacia de Ribeirão Pires, as denúncias recebidas foram encaminhadas à Corregedoria da Polícia Civil”.

Questionada, a SSP (Secretaria da Segurança Pública) informou que as reclamações de ambos os casos serão analisadas disciplinarmente. Os delegados foram ainda intimados a prestar esclarecimentos quanto às denúncias. Em relação a Milhardo, a SSP informou, por meio de nota, que a Delegacia Seccional de Santo André, responsável por Ribeirão Pires, conforme determinações do governo do Estado, orienta a todos os seus subordinados para a adoção dos cuidados necessários contra o coronavírus. “Não houve afastamento por infecção da Covid-19 na Delegacia de Ribeirão Pires”, pontuou a pasta

  1. Como alguém pode ter medo do Wagner perninha?

    Kkk

    Acabou tudo. Apaga a luz e passa a chave por baixo da porta!

    Curtir

  2. Esse é o padrão médio dos delegados de polícia do estado de São Paulo, um só usando o cargo para fazer os seus “corre” nenhuma novidade, nesta escola são professores Olimpark e Nico pizzaiolo, tendo o dono de empresa de blindagem veicular como outro exemplo entre tantos outros maus exemplos!
    Mas, fica aqui um alerta para o delegado radialista outro delegado André que passou pelo DIPOL também fazia das suas, nunca trabalhou para a polícia, vivia em almoço com empresário….resumo da ópera tomou no c…., bem gostoso, a pica foi tão grande que até a parte, que ele em tese teria direito no apartamento da mãe foi bloqueado para ressarcir o erário.
    Já o para o titular de Ribeirão Pires idiota e mato em todo lugar se encontra, em especial na cadeira de delegado!

    Curtir

      • Inveja não só constatando um fato! Se vc acha que pelo fato de alguém por passou num concurso se da o direito de ser um péssimo profissional, segundo a sua visão, ok ! Você já está apresentando, ou seja, você deve fazer igual presta um péssimo serviço pelo que você recebe, simples assim!

        Curtir

        • Esse tonto deve ser PM. Quando uma pessoa diz: passe no concurso invejado ou sou “habilitado para” da até vergonha alheia. Como se passar em concurso faz da pessoa ser melhor, mais inteligente ou com caráter.

          Curtir

    • esse titular de Ribeirão Pires é o maior vagabundo. Chegas as 14:00 horas, faz uma hora de operação bloqueio para postar nas redes sociais e depois vai pra Santos fazendo uso de viatura particular. É um monarca absoluto e representa a decadência da instituição.

      Curtir

  3. Alguns conseguem respeito pelo que são.
    Outros conseguem respeito forçadamente ou por meio ditatorial.
    A diferença da PM e da PC é que o comandante da PM dá exemplo e não deixa cagarem na cabeça de seus subordinados…

    Curtir

  4. Caro “Polícia Final”

    Se tem uma coisa que esse governo do PSDB não respeita há décadas é a nossa Polícia Civil. Delegados de Polícia com o perfis descritos neste comentário são excelentes para o Estado que, embora sendo o mais rico da federação, paga os piores salários para delegados de polícia de carreira do Brasil.

    Hoje em dia, delegado de polícia, não vai para a delegacia para servir ao público, mas sim para se viabilizar economicamente. Pelo comentário, esses vão para se viabilizar legalmente, abandonam a delegacia para fazerem média com lideranças comunitárias, empresários e políticos locais, com vistas a descolarem algum “bico” na área de segurança privada ou se candidatarem a algum cargo eletivo. Nem todo delegado de polícia é empresário na área de blindagem de carros, estacionamentos, restaurantes, pizzarias, etc. e pode contar com a amizade e enorme promoção pública viabilizada pelo amigo Datena.

    Dê-se por feliz, vez que existem os delegados de polícia que vão para a delegacia, com o firme propósito de se viabilizarem economicamente, mesmo que de forma ilegal. Aí, literalmente, o “bicho” pega. Ou melhor, pega do bicheiro, do maquineiro, do puteiro, da biqueira, do desmanche, do combustível adulterado, etc. Afinal, pra que serve “chefia”.

    Por essas e outras, grande parte das delegacias estão fechadas a noite e aos finais de semana. O serviço quintuplicou para as equipes policiais das delegacias que permanecem abertas. O delegado vai voar e o escrivão vai ser massacrado, redundando num péssimo atendimento nas delegacias de polícia, que foi objeto de uma extensa reportagem no SPTV pelo Cezar Tralli. Nos poucos segundos de interação entre telespectadores e programa, choveu mensagens pessoais de mau atendimento nas unidades policiais.

    Antigamente quem carregava a Polícia Civil nas costas eram as equipes de plantão das delegacias de bairro. Hoje, quem continua carregando, ainda são as equipes de plantão das delegacias que ainda abrem, com todo o serviço das que fecham, algumas das quais sem o delegado, o qual está voando.

    Simples assim!
    Caminho do fim!

    Curtir

  5. No Decap nem tanto, mas no Demacro, isso é rotina, passa nas delegacias de Guarulhos sexta após meio dia, delegados titulares ausentes, os policiais que ficam no dp tomando uma,nos fundos, chega ocorrência após as 16 horas, resultado…atendimento feito por policiais alterados que ligam para a “autoridade” a qual encontra-se “daquele jeito”. Lógico todos gostam de tomar uma, e vão defender!, mas… não pode ser após expediente? e outra.. nos dias de hoje, com essa maldita arrecadação… policia com “medo” de delegado, de chefe? os cara com o telhado e você com a pedra , tá fácil de resolver isso, sobre a denuncia, já disseram que não houve afastamento por covid, inicio da pizza.

    Curtir

  6. Não é só lá que tem delegado se aproveitando do cargo para fazer politica, deveria haver uma apuração pelo Órgão de controle da atividade policial do MP.

    Curtir

  7. A Polícia, para muitos, é o Bico.

    Infelizmente, poucos querem fazer algo de bem para a Sociedade, essa é minha conclusão após 3 quinquênios.

    Reclamar não adianta, junte-se a eles.

    Curtir

  8. Na Polícia Civil já é cultural trabalhador bater pedra enquanto vagabundos parasitas amapados pelo sistema cosam o saco com nas escalas, viaturas e bons lugares pra trabalhar.
    Trabalhador é mal visto e vagabundo puxa saco é bem visto.

    Curtir

  9. Apesar de todas as criticas que na sua maioria concerne a realidade, so aponta para as consequencias e em nenhum momento se ve referencia as causas! Investigação, o maior exemplo é a Policia federal! quando entrei na policia há 30 anos, os federais tinham salarios inferiores ao nosso. delegados eram convocados dente os delegados da Policia civil. e de lá pra cá, o que acarretou uma mudança abrupta na instituição? primeiro, sem nenhuma duvida, os salarios! Acho que foi no governo fernando henrique que ja deu aquela subida de nivel superior aos operacionais, e consequentemente os subsidios dos delegados galgaram patamares melhores. Mas foi só o salário? claro que não. Acabou com aquele embrolio de correria por numeros estatisticos de apresentar serviço; iniciou um profissionalismo investigativo, com ferramentas disponiveis e acima de tudo, criou-se uma propria conduta de serviços para a policia federal! e hoje, mesmo com o MPF fazendo cagadas nas investigaçõpes, a policia federal, alcançou pelos seus serviços, que nao é estourar biqueiras nem ficar dando canas em cd pirata e cigarro para dar enfase ao percentual de produtividade ao gestor executivo, e sim primorizar seus serviços, elogios pela sociedade. Lição que a policia civil bandeirante deveria aprender e repetir em seu cotidiano.mas aqui, alem de voce ter que atender parte no plantao, sair em diligencia para realizar intimações cartorarias, diligenciar em quase 60 BOs diarios, efetivar rondas noturnas, transporte de presos ao forum, ronda de operações segura cadeira, levar delegado para reuniões, e muitos outros serviços, somado ao fato que seu salario é o pior do brasil e inferior a muitos cargos de nivel fundamental, e por isso voce se ve obrigado a fazer um bico ou entrar no sistema, como pode haver uma investigação mediana por tais motivos? quando voce pega um fio que vai dar uma bela cana, seu titular e chefe ficam em cima acelerando, precionando para que a cana seja dada de qualquer jeito, para poderem sair no jornal e ficar bem com os dirigentes da instituição, e voce seja tira, agente, escrivao ou mesmo delegado, vai nadar contra tudo isso em prol do ensejo de fazer o de melhor para sua instituição? Fora que para quem trabalha corre risco de ter que ir pra casinha, isso se nao for direto pra cadeia e ser perseguido pelo sistema. E QUEREM O QUE? POLICIA DE PRIMEIRO MUNDO COM SALARIO E CONDIÇÕES DE PAIS ABAIXO DO NIVEL DA POBREZA! Não tem mais trouxa ou teleguiado na policia.

    Curtir

    • Vai falar isso p a população. A resposta é sempre uníssona… “Vc sabia quanto ia receber, não está feliz? Pula fora que tem gente querendo entrar.”
      Logo modo braço de Horácio e “zoio de vidro” ON.

      Curtir

  10. Não é somente la que isso acontece….. Mais do mesmo. Infelizmente. Também concordo que deveria haver uma apuração pelo Órgão de controle da atividade policial do MP.

    Curtir

  11. Aqui na região do ABC todos conhecem a má índole desse delegado de Ribeirão Pires, famoso por humilhar e perseguir seus subordinados, ansioso por ser bajulado. Ele chega as 14:00 horas, faz operação para as redes sociais e vai pra casa as 18:00 horas fazendo uso de viatura particular. De trabalhador não tem nada..

    Curtir

    • Ja conheceu o titular do 3DP de Santo Andre? Esse de Ribeirão Pires é fichinha perto daquilo

      Curtir

  12. Na verdade esse titular de Ribeirão Pires só chega depois do almoço, massageia os bos, faz número 2 e vai embora as 18:00 horas. Essa operação bloqueio que ele faz é só para postar no Instagram para segurar a cadeira dele vez que a investigação dele é fraca.

    Curtir

  13. Mas quando entrei meu salario era maior que da policia federal! ganhava mais que agente da federal! hoje se fosse acompanhar o deles deveria estar ganhando perto dos 17 mil. Nem delegado titular está ganhando isso, quiça algum operacional! essa seria minha resposta a população: Em nenhum momento estava no conclave das regras do concurso ou constava no edital que Policial deveria passar fome, se submeter a trabalhar escravo e não ter condições mínimas de prestação do serviço, contrariando direitos mínimos trabalhistas! Ou alguém aqui fez concurso com tais ressalvas???

    Curtir

Os comentários estão desativados.