O comportamento criminoso de Jair Bolsonaro 26

Cesar Benjamin

t3n ieShponsoregd  · Tivemos boas notícias recentemente sobre as vacinas da Pfeizer e de Oxford contra o coronavírus, que já matou mais de 160 mil brasileiros. Torcemos por elas.Aqui no Brasil, o Instituto Butantan, uma joia da ciência brasileira, está testando 10 mil voluntários com uma terceira vacina, a Coronavac. Um deles cometeu suicídio.O presidente da República tuitou: “Mais uma vitória de Jair Bolsonaro contra João Doria.”Bolsonaro adentra, claramente, o terreno do comportamento criminoso, que, aliás, ele conhece tão bem.Impedimento é pouco.

Cesar Benjamin

  1. A pressão deve ser feita em cima do Maia. A conivência dele é de dar nojo!

    Curtir

  2. Cara, sinceramente não sei como defendem essa ameba.

    Investidores caindo fora com as loucuras dele, sem contar a ida para trás com alianças que tanto condenava.

    Pior; suas insanidades são aplaudidas por alguns, da até inveja do animal que come lavagem.

    Vamos ver daqui alguns anos a posição do pais; certeza que vai cair muitas casas, dívida pública la no céu.

    Fora coconaro!!!

    Curtir

  3. Gente, o Biden tá ferrado, hein ? O Bozo chamou ele pro pau……. huashuashushua huashua huashushuash huashuashhhh.
    o cara foge até de debate e desafia a maior potência bélica do planeta pra guerra…. huashuasssshassshuaaaaa

    Curtir

    • A menos que se queira entregar metade do Brasil para estrangeiros era preciso dizer que vai haver reação armada. Qualquer pessoa bem informada ou que já esteve na região amazônica sabe bem que o ambiente do local anula qualquer vantagem tecnológica, Sao áreas úmidas e vastas de sorte que vc pode ter o maior aparato do mundo mas se tiver oposição armadas vai sofrer muito em qualquer operação . Acredito que o Biden prestou um grande serviço ao Brasil falando as claras permitindo que nos prepararmos com antecedência. Menos que a justiça Americana dê a Vitória a Trump a senha dos acontecimentos futuros está dada, ou seja, temos,que estar prontos para qualquer coisa e mostrar disposição para nós defendermos. Fosse o Bolsonaro ou qualquer outro não há alternativa senão se defender ,Falo em defesa visto que não atacamos ninguém. Apenas para conhecimento a região Amazônica e o lar de 30 milhões de Brasileiros

      Curtir

      • ô irmao…mas vc acha mesmo que os caras numa guerra vao se meter na AMazonia pra derrotar o Brasil? claro q nao, basta dominar Brasilia, SP e Rio, e acabou, o governo federal capitula. Posso estar enganado tb mas o grosso do exercito esta no rio grande do sul, estado q com aqueles planos imensos torna facil facinho ataques aéreos, ja imaginou o estrago da força aerea americana atacando ali no sul?

        Curtir

      • Oi? Que vantagem tecnológica é suplantada pelo ambiente? Eles têm armas nucleares, já ouviu falar de Hiroshima, Nagasaki, destruicão total de metrópoles? Nem precisa chegar a tanto, é simplesmente um exército acostumado a qualquer cenário de guerra e com as melhores armas.
        E já que é assim, que você e os policiais que votaram nele com entusiasmo estejam prontos para liderar os batalhões, com a jaca exposta, contra os marines.

        Curtir

        • Mas para qualquer combate o Bolsonaro tem a Rota que vive aprontando, o Gate que devolveu a Nayara para o sequestrador da Eloá, e o Coe que procurou aquela garotinha do patins na mata de Araçariguama, só que quem encontrou o corpo da menina nas margens de uma estrada de terra onde os cães farejadores da pm estiveram antes foi um catador de latinhas com uma cadela vira lata e por acaso.
          Imagine o exército do Bolsonaro enfrentando o dos USA que tem até golfinhos treinados.
          Kkkkkkkkkkkkkkkk, é melhor o Bolsonaro calar a boca para não arrumar problemas, ou que mande os seus filhos enfrentarem os caras de lá.

          Curtir

        • Essa teoria da Amazônia úmida é a mesma que o bozo usa pra negar os incêndios, dizendo que região úmida não pega fogo. Os marines vão acampar na base de Alcântara e mandar um míssil bem no rabo do bozo… kkkk

          Curtir

          • Kkkkkkkkkkkkkk. Quem precisa combater na selva ?
            É só mandar a CIA aprontar uma para os filhotes do Bozo como umas contas em paraísos fiscais ou envolvimento com o narcotráfico internacional.

            Curtir

          • Antes que falem em Vietnã, que derrotaram os EUA, em um ambiente como o nosso, havia a China e a URSS, já nuclearizadas, por trás dele, e mesmo assim foi devastado pelo napalm.
            Nós temos os milicianos, os FAL da década de 70, os Sherman da Guerra da Coreia, muita tinta branca e os 6 Gripen suecos. Ah sim, e os valorosos superpoliciais que manjam tudo de armas e certamente serão os primeiros a sr alistar e lutar pela pátria.

            Curtir

  4. De costas para a onda
    Fernando Brito
    11/11/2020
    9:29 am

    https://tijolaco.net/wp-content/uploads/2020/11/segunda.png.webp

    Já com certo enfado, os “pitis” de Donald Trump ainda seguram as manchetes do dia no mundo e, aqui, a criminosa atitude da Anvisa em suspende o teste da vacina chinesa e a ameaça de Bolsonaro de fazer Joe Binden sentir “o cheiro de pólvora” garantem igual teor de nonsense aos nossos jornais.

    Mas o que vem por aí é pior, muito pior, do que o teatro dos adoradores da morte, prontos para nos acusar de sermos “um país de maricas”

    Hoje, muito provavelmente, teremos um recorde de perdas de vidas para a Covid-19 no mundo e não vai levar muito tempo para que os números, que vêm sendo sonegados com a desculpa de “problemas nos computadores” do Ministério da Saúde mostrem que, no Brasil, já se registra um preocupante crescimento no número de casos da doença.

    O número de casos novos diários na Europa, segundo a Reuters, chegou a 280 mil , alta de 10% em relação à semana anterior e as mortes já somam 300 mil. Nos EUA, número de infecções diárias ficou em 202 mil e também o número de hospitalizações de contaminados aumentou para 61.694 internados, a maior marca já registrada.

    Até agora, tem sido possível “fazer de conta” que a vida voltou ao normal e as notícias sobre o sucesso das pesquisas sobre vacinas fazem da Covid-19 um problema que se dissolve.

    É o contrário disso e é simplesmente impossível que, além das perdas humanas, a economia mundial não sinta o impacto de uma segunda onda da pandemia, mais grave que a primeira.

    Curtir

  5. Anvisa autoriza retomada dos testes da vacina Coronavac
    Agência afirma que recebeu novos documentos que permitem concluir que é segura a continuidade dos estudos
    Fabiana Cambricoli
    11 NOV 2020 11h44atualizado às 11h53
    separator16COMENTÁRIOSseparator
    A Agência Nacional de Vigilância Sanitária autorizou na manhã desta quarta, 11, a retomada dos testes clínicos da Coronavac, vacina contra a covid-19 desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantã.

    SAIBA MAIS
    ‘Tenho confiança nas instituições do estudo’, diz voluntário

    ‘Maricas’, ‘histeria’: relembre frases de Bolsonaro

    Vacina Sputnik V tem 92% de eficácia, diz Rússia após testes

    Anvisa, Butantan e Bolsonaro erraram na suspensão dos testes da CoronaVac, diz epidemiologista

    O estudo havia sido suspenso na segunda-feira, 9, por causa da ocorrência de um evento adverso grave em um dos voluntários da pesquisa. Segundo fontes do estudo, o evento adverso foi a morte de um homem de 32 anos, com suicídio como causa provável.

    https://p2.trrsf.com/image/fget/cf/940/0/images.terra.com/2020/11/11/1604968967169.jpg

    Vacina Coronavac é uma parceria do Instituto Butantã com a chinesa Sinovac e está em fase de testes em humanos no Brasil
    Vacina Coronavac é uma parceria do Instituto Butantã com a chinesa Sinovac e está em fase de testes em humanos no Brasil
    Foto: Divulgação / Governo do Estado de SP / Estadão Conteúdo
    A Anvisa afirmou que decidiu autorizar a continuidade dos testes após receber relatório de comitê independente internacional de especialistas sobre o caso e o boletim de ocorrência sobre o evento adverso.

    “Após avaliar os novos dados apresentados pelo patrocinador depois da suspensão do estudo, a ANVISA entende que tem subsídios suficientes para permitir a retomada da vacinação e segue acompanhando a investigação do desfecho do caso para que seja definida a possível relação de causalidade entre o EAG inesperado e a vacina”, afirmou a agência, em nota.

    Curtir

  6. Os vietnamitas puseram os americanos pra correr com arco e flecha, além de uma “ajudinha” da U.R.S.S. Arco e flecha tem de sobra na Amazônia, mas o Bozo estaria disposto a pedir ajuda ao Putin?

    Curtir

  7. Seu irmão filha da puta disse:
    Será que precisa “desenhar.” Meu amigo não precisa dizer mais nada, é que os comedores de mortadela, são adestrados, somente enxergam pelas costas. Valeu grande abraço. você disse tudo e mais um pouco.

    Curtir

    • Falar em comedor de mortadela, em São Paulo a juventude em peso votando em Boulos e Erundina.
      Sabe que não é ruim, não!
      Tudo bem, depois que a pessoa fica mais madura prefere Andrea Matarazzo (se tiver um pouco educação, cultura, apreço pelas coisas boas da vida, aglum refinamento…) ou se for tosco, ignorante, etc e tal vai preferir o Bozo, a prole e alguns fardados de todas as matizes…

      Curtir

  8. Não vai dar em nada, precisamos dos Estados Unidos e eles do Brasil, estamos situado numa posição estratégica na América , no máximo vai ficar no banho Maria até a próxima eleição aqui no Brasil e pelo que vejo vai acontecer com o Bolsonaro oque aconteceu com o Tramp, a maioria que votaram no Bolsonaro não tem partido..

    Curtir

  9. “Pólvora” de Bolsonaro vira deboche aos militares brasileiros
    Fernando Brito
    11/11/2020
    7:47 pm

    https://tijolaco.net/wp-content/uploads/2020/11/critomarine.png.webp

    Poucas vezes os militares brasileiros foram tão humilhados quanto com a publicação “casual” do embaixador norte-americano, Todd Chapman, de fotografias de fuzileiros navais dos Estados Unidos em pontos característicos do Brasil: nem o Cristo Redentor, o Congresso e a Esplanada dos Ministérios escaparam dos marines, depois de Jair Bolsonaro sugerir que o novo presidente dos EUA poderia sentir “o cheiro de pólvora” se Biden fizer pressões pela preservação da Amazônia.

    Viraram piada nas redes e, pior, até nos próprios quartéis, em piadinhas sussurradas entre praças e oficiais. Das que eu soube, falava-se numa “força deslocamento rápida” formada pelos generais do Planalto, armados de bengalas, e a praticidade que os gringos poderiam ter para invadir o Brasil já que, graças a Bolsonaro, nem de visto precisam para entrar no nosso país.

    Pareceria incrível que o militar que o generalato usou para alcançar – ou achar que alcançava – o poder esteja fazendo tudo o que pode para torná-los motivo de chacota pública.

    Pareceria, mas não é, porque era o que se podia esperar de um mau militar, que já se meteu em complôs para explodir latrinas de quartéis para arrumar confusão e pedir aumento no soldo.

    Infelizmente, nas Forças Armadas brasileiras, ter equilíbrio, preocupação com a instituição e com o país, respeito pelos homens que deram a vida pelo país na Itália para combater o fascismo que se volta a adorar aqui tornaram-se coisas raras.

    Exército, Marinha e Aeronáutica, amanhã, não poderão reclamar de serem tratados por governos democráticos como instituições doentes, avassaladas por uma mediocridade que a si próprias impuseram e que, infelizmente, apodrece o respeito que por elas tem o povo brasileiro.

    Curtir

  10. A coisa aqui tem ficada esquisita no decorrer dos anos palavrões e linguagem inapropriada se constituíram na partitura básica sobre qualquer assunto, apresentar argumentos e análises não faz parte do pacote. Basta que não concordem com vc e aí está formado o universo da baixaria. E claro que o dono do espaço não precisa de frequentadores e nem ganha nada com isto mas há uma coisa boa a se fazer qd vc não é bem vindo ou está descontente com os fatos, sair. Vou desistir de frequentar o presente espaço mas não vou me permitir fazer baixaria apenas quero agradecer e desejar boa sorte a todos.

    Curtir

  11. Enquanto as atenções estavam voltadas para a pandemia e a catastrófica administração federal, não que não devêssemos nos ater ao que ocorre no nosso país e no resto do mundo, o governo do estado de São Paulo estava preparando um duro golpe nos aposentados. Será que nenhuma associação ou sindicato se deu conta de que esta maracutaia estava sendo tramada pelo governo em conluio com a Alesp?

    Curtir

  12. Alepsp é um puxadinho do Palácio dos Bandeirantes faz tempo, o governo da entrevista e fala que a P.C. está trabalhando normalmente e produzindo, os nossos comandantes estão assinando em baixo, só vejo Delegacia fechando por falta de funcionários, quando abrirem os olhos vai ser tarde demais, se já não é….

    Curtir

  13. Fim do auxílio e arrogância empurram Bolsonaro de volta à rejeição
    Fernando Brito
    12/11/2020
    7:04 pm

    https://tijolaco.net/wp-content/uploads/2020/11/datarejeita.png.webp

    O minguar progressivo do auxílio emergencial, a partir do final de setembro, o recrudescimento da inflação aos consumidores e a volta ao estilo “quem manda aqui sou eu” do presidente são, à primeira vista, os fatores centrais da erosão do oásis de popularidade que Jair Bolsonaro desfrutou a partir de abril/maio deste ano.

    Os números da reprovação ao ocupante do Planalto são para lá de expressivos: índice de ruim/péssimo de 50% em São Paulo, 45% no Recife; 42% no Rio de Janeiro.

    Nestas capitais e em quase todas as outras, onde só muito raramente algum de seus candidatos preferidos irá ao segundo turno, a partir de domingo tudo tende a piorar e Bolsonaro será, mesmo para os de talhe conservador, um carrapicho do qual tentarão se livrar.

    Note que a pesquisa não captou ainda as últimas trapalhadas do presidente, como a hipótese de que o “país de maricas” faça os poderosos EUA sentirem o cheiro “da pólvora” e o abraço de afogado que o une a Donald Trump.

    Um detalhe triste e constrangedor: a corrosão de Bolsonaro contamina, também, as instituições militares com as humilhações quase diárias, sucessivas, de seus generais, levados a pedir desculpas por terem sido apenas razoáveis. Primeiro Eduardo Pazuello, com a vacina chinesa; hoje o próprio vice Hamilton Mourão, levado a se penitenciar por um esboço de proposta de expropriações de terras onde se cometam crimes ambientais graves e, quem sabe, o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, por ter publicado uma prosaica ordem de vacinação compulsória das tropas brasileiras.

    O estilo presidencial bravateiro, talvez, deva ser encarado como uma causa do desgaste.

    Esvaziado, ele tem de recuperar o aguerrimento de sua base de fanáticos, à medida em que diminui o seu apoio por razões econômicas.

    Muito cuidado ao analisar estes movimentos do mundo do dinheiro. Todos se dão sobre a areia movediça das condições sanitárias do planeta, que de forma alguma permite dizer que algum tipo de reação sólida na economia.

    Curtir

Os comentários estão desativados.