Outro empresário pestilento: WALTER PARREIRA, de São Vicente, lambedor de milico por fabricar e vender fetiches bélicos vagabundos (a China faz melhor vendendo por menos; sendo que tu paga salários irrisórios para os trabalhadores que te enriquecem ) …Espero que no próximo assalto o ladrão enfie uma espada no teu rabo…Empresário de bosta, não se equipare aos judeus vitimados por Hitler…Pois você executou ação NAZISTA…Vou deixar teu endereço aqui e a imagem da IBÉRIA, fornecedora de fetiches, quem sabe até superfaturados, para as F.F.A.A. e PMs…Talvez se o Fisco e MP investigarem descubram a verdadeira razão desse seu “patriotismo” …Espero que você não tenha filhos, pois além do semblante , asqueroso, repugnante, é um covarde…E flagrantemente criminoso ! 1

Veja quem é o empresário de Santos, dono de loja de espadas, investigado por financiar ato golpista em Brasília

Walter Parreira é proprietário de uma empresa de fabricação de espadas e fundador do grupo Trincheira Patriótica de Santos.

Por g1 Santos

16/01/2023 09h00 Atualizado há 5 horas


Exclusivo: a investigação de um dos principais suspeitos de financiar os atos terroristas

Exclusivo: a investigação de um dos principais suspeitos de financiar os atos terroristas

Parreira é sócio-administrador da empresa Ibéria Espadas Militares, uma loja especializada tanto na fabricação de espadas militares, quanto de artigos maçônicos, medievais e orientais. Nos últimos anos, a empresa produziu de réplicas para minisséries e novelas. Entre os clientes é possível citar a Polícia Militar do Estado de São Paulo, Forças Armadas, Ordem Rosa Cruz e o Projeto Brasil 500 Anos.

Ele é formado em História e Publicidade e fundador do grupo Trincheira Patriótica de Santos, que esteve a frente das grandes mobilizações na Baixada Santista.

Parreira está na mira da Polícia Federal. Ele aparece como contratante de um ônibus que saiu de São Vicente, no litoral paulista, rumo ao centro de Brasília no dia 7 de janeiro. Em vídeos, ele não esconde a participação em atos democráticos.

“Sou fundador de um grupo de patriotas aqui da Baixada, estive à frente das grandes mobilizações, estamos na trincheira patriótica lutando pelas pautas do nosso presidente. (…) Recebemos um chamamento nacional. Só vai avançar quem tem sangue nos olhos”, disse ele antes da viagem a Brasília.

Ibéria Comércio Espadas Militares

Ao g1, Parreira afirmou ter ido à capital para um congresso Seicho-No-Ie [religião de origem japonesa]. Em nota, a instituição informou que não houve reunião na data citada.

Bolsonarista que revelou alto custo de excursão do litoral de SP a Brasília diz ter ido para congresso de instituição religiosa — Foto: Reprodução

Bolsonarista que revelou alto custo de excursão do litoral de SP a Brasília diz ter ido para congresso de instituição religiosa — Foto: Reprodução

Excursões

As promessas na convocação de golpistas incluíam “ônibus novos, superbons, sem custo. O passageiro só vai pagar o que consumir na estrada. Para quem tem disponibilidade para viajar, tudo pago. Tem que ficar acampado. E se tiver mais pessoas, conseguiremos mais ônibus.”

Já dentro do ônibus, a caminho da capital da República para participar dos atos terroristas, Parreira fez um apelo: “Está sobrando ônibus e faltando patriota”.

“Estamos indo em direção ao nosso objetivo. Aqui de Santos, saindo em torno de 50 ônibus. O senhor, empresário, não pode ir, mas tem condição de financiar um ônibus. Agora, vamos para a frente de combate”, disse o golpista.

Em outro vídeo, que repercutiu na internet, ele revelou o alto valor da excursão. Ele falou sobre a viagem e o objetivo dos atos terroristas, além de pedir a ajuda de empresários para contribuírem com outras caravanas (veja o vídeo abaixo).

“‘Empresário que não pode ir, mas tem condição de financiar um ônibus, em Santos, nós temos a Poney Turismo. O ônibus que nós estamos pegando ficou R$ 17 mil e estamos em 50 pessoas”, narrou ele.

Aluguel de coletivo para caravana de bolsonaristas a Brasília custou R$ 17 mil

https://imasdk.googleapis.com/js/core/bridge3.551.0_pt_br.html#goog_903608561Reproduzir vídeo

Reproduzir

Aluguel de coletivo para caravana de bolsonaristas a Brasília custou R$ 17 mil

Marcos Rocha é o dono da Poney Turismo, empresa de fretamento de ônibus que foi citada no vídeo. Ele afirmou ao g1, que não compactua com os atos e que não financiou a viagem. Segundo ele, a excursão foi paga pelo contratante.

Endereço: Av. Galeão Coutinho, 724 – Parque Sao Vicente, São Vicente – SP, 11365-000

Horas


Telefone(13) 3464-6966

https://g1.globo.com/sp/santos-regiao/noticia/2023/01/16/veja-quem-e-o-empresario-de-santos-dono-de-loja-de-espadas-investigado-por-financiar-ato-golpista-em-brasilia.ghtml

Entre os investigados por organizar o transporte de grupos golpistas a Brasília – que no dia 8 de janeiro participaram da depredação das sedes dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário —, está Walter Parreira. Em vídeo gravado dentro de um coletivo, ele próprio anunciou ter organizado uma caravana com 50 ônibus que saíram de Santos. O objetivo, explicou, era “ocupar Brasília e ficar lá até a hora do nosso desfecho, da nossa vitória”, e anunciou: “Vamos para a frente de combate, vamos para o front”. Parreira aparece no vídeo feito no dia da invasão em meio aos agressores de um policial que estava a cavalo tentando conter os golpistas. Após a depredação e a chegada do reforço … – Veja mais em https://noticias.uol.com.br/colunas/chico-alves/2023/01/16/organizador-de-golpistas-diz-que-major-ajudou-para-que-nao-fosse-preso.htm?cmpid=copiaecola

Na gravação, onde alega estar retornando de um “congresso Seicho-No-Ie”, ele propaga a mentira de que a destruição dos prédios do Executivo, do Legislativo e do Judiciário foi feita por “infiltrados” e compara a prisão dos golpistas ao martírio dos judeus na Alemanha nazista.

“Essa passagem me faz lembrar os judeus sendo levados naqueles vagões de gado para Treblinka, Sobibor, Dachau e os demais campos de concentração nazistas. A cena foi a mesma”, exagera.

Trata os militares das Forças Armadas e Polícia Militar como “irmãos em armas e almas” e termina dizendo que “não podemos permitir que nosso Brasil caia nas mãos da esquerda” e que, “como em 64”, tem obrigação de salvar a pátria.

Walter Parreira se apresenta nas redes sociais como sócio-proprietário da empresa Ibéria – Espadas Militares, localizada em São Vicente (SP),

Um Comentário

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do comentarista que venha a ofender, perturbar a tranquilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros.O autor do comentário deve ter um comentário aprovado anteriormente. Em caso de abuso o IP do comentarista poderá ser fornecido ao ofendido!...Comentários impertinentes ou FORA DO CONTEXTO SERÃO EXCLUÍDOS.. Contato: dipolflitparalisante@gmail.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s