QUEM É O CAPITÃO DERRITE, NUNCA OUVI FALAR ATÉ DIAS ATRÁS? 31

 

 

Nunca ouvi falar seja como policial militar seja como deputado?

De qualquer forma, se um General pode ser Secretário de Segurança , com melhor razão é preferível um rapaz sem muita vivência com a torpeza humana! Mas logo será Doutor…

E LULISTA DESDE O NASCIMENTO!

O ruim das câmeras é ver o Soldado dando ordens para o Capitão: confere aí, está faltando o seu meu comandante…kkk

Desminta-me quem for capaz! 

Futuro secretário da Segurança de SP é bolsonarista linha-dura

Alinhado à ala ideológica mais radical, ex-comandante de pelotão da Rota já declarou ser contrário às câmeras corporais da PM

 

  1. Se de fato escolher o capitão Derrite para o cargo de secretário de Segurança Pública, o governador estará escolhendo mal. E não por ser Derrite, mas sim por ser um capitão da PM.
    É bem verdade que agora ele está deputado; mas não é menos verdade que é um capitão da reserva remunerada da Polícia Militar de S~;ao Paulo.
    E mesmo que ele fosse um coronel essa escolha não seria boa.
    O secretário de Segurança Pública não deve sair dos quadros nem da PM nem da Polícia Civil. Também n~;ao deve ser oriundo Ministério Público. Aliás, durante muitos anos vivemos na “República do Ministério Público” no Estado de São Paulo, com promotores e procuradores de Justiça mandando e desmandando nas Polícias. E foi um membro do MP que, mandou, depois negou que mandou e os PMs do “Carandirú” até hoje vivem sob o risco de irem para a cadeia “puxar” muitos anos.
    Um advogado, bom jurista, sem jamais ter advogado para quadrilheiros, sensível à defesa dos direitos humanos, ficha limpa, bom articulador, sem preferëncias entre a PM e a PC, no meu sentir seria o “perfil” indicado para o cargo.
    Os sub-secretários, da PM e da Polícia Civil, estes sim devem ser das respectivas carreiras.
    O governador Tarcisío veio da carreira militar, mas do Exército, de modo que sobre segurança pública nada ou pouco entende.
    Precisa ele de um excelente secretário de Segurança Pública, mas também de dois excelentes sub-secretários (estilo coronel Camilo e delegado Nico), e a população paulista n~;ao irá se esquecer.
    E, por favor, como ex delegado de Polícia, ex promotor de Justiça, juiz de Direito aposentado e atual advogado militante e professor universitário, acho que tenho condiç~;ao de opinar: QUE SEJAM MANTIDAS AS CÄMERAS, INCLUSIVE PARA O BEM DO PRÓPRIO POLICIAL.

    Curtido por 2 pessoas

    • Contraditória sua opinião. Se um militar tem pouco conhecimento sobre Seg Publica, por que um “advogado, bom jurista” teria mais conhecimento, sendo que nunca abordou ninguem na rua? A única exceção seria um advogado ex- PC ou PM. ( por exemplo, o sr, que ja foi delegado)

      Então, vamos colocar um Investigador/escrivão de Policia para presidir a OAB, sem ficha suja, com bom conhecimento juridico etc.

      Bom, nao vamos muito longe. Para ser Ministro do STF ( ou seja, “mandar” em todos os juizes) nem juiz, tampouco ser formado em direito precisa. Apenas “notório saber jurídico”.

      Curtir

      • Tanto os policiais civis quanto os policias conhecem conhecem muito bem o que seja “segurança pública”, não só por sua formação nas respectivas escolas como também e principalmente em razão do exercício profissional. Mas, me desculpe, não é de “segurança pública que estamos falando, muito menos de “abordagens” nas ruas, e sim de “política de segurança pública”, o que coisa muito diferente.
        A política de “segurança” quem traça é o Governado, assessorado diretamente pelo secretário de Segurança. Daí porque completei minhas colocações falando a respeito também dos sub-secretários, da PM e da PC.
        Lado outro, para ser indicado para o cargo de ministro do STF (que não manda nos demais juízes, nem sobre eles detém superioridade funcional) é, verdade, a Constituição Federal não exige formação em direito. Aliás, há muito tempo tivemos um médico nomeado para o Supremo. mas isso, na prática, n~;ao funciona. Se o indicado não tiver formação sólida em direito, com respeitado currículo, não será indicado para o cargo e se o for já terá o merecido respeito dos próprios colegas da Corte.
        O secretário de Segurança Pública não precisa saber “abordar” ninguém, muito menos empunhar uma arma e, menos ainda, saber como funcionam escalas, plantões, investigações etc. Ele precisa ser o grande gestor do orçamento e buscar mais, para que o homem da ponta, aquele que “aborda”, tenha segurança para fazë-lo.
        A parte executiva da Secretaria, os sub-secretários, estes sim com necessária experiëncia na área, serão os encarregados.
        Por fim, um investigador, ou escrivão, ou papiloscopista, ou qualquer outro policial civil ou militar, seria muito bem vindo para dirigir a OAB. No entanto, para isso, segundo as Leis, em particular o Estatuto da Advocacia, haverá de estar inscrito ativamente na OAB para a qual concorrerá. E se as Leis não lhe permitem, ao mesmo tempo, ser policial e inscrito ativo na OAB, não poderá ser dirigente da Entidade. Já no caso de secretário de Segurança Pública não há exigëncia de que seja ou tenha sido um policial e, portanto, esse requisito, para estabelecer a “política” da pasta, torna-se desprezado.
        De qualquer forma, agradeço suas respeitosas colocações sobre meu comentário anterior.

        Curtir

  2. Reinaldo: Lula acerta com militares, mas Brasil precisa repensar a questão ouuv
    a lera n’ipsoçom esa inoiperane em meu eclado e a lera que esa posicionada anes refer=ferida amvem

    Curtir

  3. Capitão, deputado ou secretário, tanto faz, ele é servidor público e está subordinado à Lei.
    Se é contra às câmeras, o problema é dele.
    O outro cara que foi secretário de segurança pública, hoje é o manda-chuva do STF.
    De acordo com o levantamento do Datafolha, 91% da população é a favor da tecnologia de filmagem.
    Apenas 7% da população disse ser contra a utilização do equipamento.
    Segundo o Governo de São Paulo, até o final de 2022, a PM terá mais de 10 mil câmeras que ‘gravam tudo’ presas a uniformes de seus policiais.
    Hoje 09-12-2022.
    Vamos acompanhar….(detalhe, não votei no Lula).

    Curtir

  4. Reinaldo: Tarcísio, o “não bolsonarista” e a ameaça à Segurança Pública ouub

    pesquise bo googke – a ketra ‘ipsolonm vwn como a que v~wn anes deka no teckadim estão inoperantes.

    Curtir

  5. NOTÍCIA 27/04/2022

    Segurança pública: qual o papel das câmeras nas fardas

    Câmera pode reduzir letalidade policial, mas controle da sociedade civil é fundamental para garantir bom uso de equipamentos

    Policiais com câmera acopladas à farda Foto: Governo do Estado de SP/Divulgação Policiais com câmera acopladas à farda Foto: Governo do Estado de SP/Divulgação

    Atualizado em 11 de outubro de 2022

    Tema de debate na campanha eleitoral do governo de São Paulo, o uso de câmeras acopladas à farda de policiais tornou-se uma demanda de setores da sociedade que atuam no enfrentamento à violência institucional no Brasil e em outros países. Isso porque, como demonstram alguns dados, o equipamento pode influenciar na redução de abusos cometidos por agentes de segurança pública durante a abordagem. Para mais, as câmeras podem ainda evitar mortes de civis e dos próprios agentes de segurança pública.

    A população, de um modo geral, também entende que os equipamentos podem ser importantes no campo da segurança pública: mais de 90% das pessoas com mais de 16 anos que vivem nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais aprovam o uso de câmeras nas fardas dos policiais. Os dados são de pesquisa do instituto Datafolha divulgada em julho deste ano, com margem de erro de três pontos percentuais.

    Apesar dos bons resultados e da aprovação da sociedade, o candidato a governador em São Paulo, o ex-ministro Tarcísio de Freitas, afirmou que irá retirar as câmeras corporais dos policiais. Na sua avaliação, a população não está se sentindo mais segura com o uso da tecnologia. Seu adversário no segundo turno, o também ex-ministro Fernando Haddad, por sua vez, afirmou que defende o uso das câmeras como um mecanismo para reduzir a letalidade policial.

    Queda na letalidade policial
    Em 2021, a Polícia Militar matou 423 pessoas em supostos confrontos no estado de São Paulo, segundo dados da Corregedoria da Polícia Militar. No ano anterior, 659. Um dos motivos da queda de 36%, ou 334 mortes em números absolutos, é o uso de aproximadamente três mil câmeras pela corporação, como mostra reportagem do jornal Folha de S.Paulo. No estado paulista, a primeira iniciativa deste tipo se deu em 2016.

    Outros estados, como Pernambuco, Minas Gerais, Bahia, Santa Catarina e Amapá, também já anunciaram que estão iniciando ou planejando projetos-pilotos com câmeras nos uniformes de seus agentes.

    Controle da atuação das polícias
    Na avaliação do advogado Gabriel Sampaio, coordenador do Programa de Enfrentamento à Violência Institucional da Conectas, o uso da tecnologia para reduzir os abusos e a letalidade policial é bem-vindo, sendo que a medida teve impacto positivo, inclusive, na redução da morte de policiais.

    “O uso das câmeras é uma das principais medidas para enfrentamento da violência policial. Dados [também da Corregedoria da Polícia Militar] demonstram sua importância, como a redução da letalidade em batalhões de SP. A medida também contribuiu para a redução de mortes de policiais, 78%”, diz Sampaio. “Além disso, para que continue dando bons resultados é importante que a medida seja acompanhada da garantia da transparência e exercício do efetivo controle social, por meio da participação das organizações da sociedade civil, e externo, pelo MP, em relação ao uso das imagens.”

    Curtido por 1 pessoa

  6. Segurança Pública está muito além de entender sobre uma simples abordagem policial “tipo PM”.
    Ou trocar tiros de fuzil em locais onde o crime organizado domina.
    Ou ficar insuflando o ódio, pelas redes sociais de milhares de servidores públicos ligados à Segurança Pública, fazendo o povo acreditar que Segurança Pública é atirar e matar.
    A regra, não pode ser esta, “descer a porrada, mata que resolve o problema”.

    Segurança Pública passa por projetos complexos, onde nem de longe alguém da caserna do baixo clero poderá resolver.
    O cerne da questão é POLÍTICA de Segurança Pública.
    Tem muito “BBB famoso” das redes sociais, que só entram para atrapalhar, ganhar mais e perpetuar os incompetentes no poder.

    Segurança Pública é muito mais complexo que isso.
    Seria o mesmo que dizer que um ministro da Defesa “está” bem preparado para o cargo, só porque já pilotou um tanque de guerra.
    Oh! governador!
    O senhor está de brincadeira?
    Escolha errado seu assessor na SSP e seu governo passará mais 4 anos ausente da realidade do mundo do crime organizado.

    Indicar um capitão “de” PM passa a impressão que o governador não tem mais ninguém nos seus quadros de Técnicos.
    Ou pior, não está nem um pouco preocupado com a Segurança Pública, e sim querer agradar seus fãs nas redes sociais.

    Outra coisa muito importante:

    O futuro ministro da Defesa afirma que manifestações políticas de militares nas redes sociais não serão toleradas.

    Polícia militar já virou sinônimo de “revoltadinhos violentos das redes sociais”.

    Via de regra, militares são preparados para mostrar força bruta quando necessário, deixem os juristas, cientistas, sociólogos, advogados, delegados, promotores e até juízes cuidarem da SAÚDE da Segurança Pública.

    Quem manda prender e prende é o Delegado e Juiz de Direito.
    Subir numa viatura da ROTA com a boina cobrindo uma orelha e metade da cabeça, só assustava noia dos anos 70, 80 e 90.
    Eh! acorda PM o mundo mudou, século XXI…!… pare de ser ridículo, pior tem até GCM imitando esse estereótipo ultrapassado da profissão de PM.

    Crime organizado tem pavor (medo) de delegados, promotores e juízes…. (Inteligência)… investigações, provas, processos, etc, etc.
    Marchar, bater continência, fuzil e porrada?
    Seremos sempre uma republiqueta vizinha da Bolívia, Colômbia e Venezuela.
    Motivo de piadas pelo resto do mundo.

    Outro detalhe muito importante, não votei no Lula.
    O aumento do crime organizado passa pelas incompetências dos políticos do PSDB e PT.
    Vamos torcer para o Lula e o Alckmin executarem um milagre, algo que nunca fizeram….essa dupla ajudou a piorar a Segurança Pública.
    Milhares de PMs na reserva remunerada ganhando muito mais que o Teto do INSS.
    Centenas de oficiais inúteis, tomando a vaga ($$$) de mais delegados e investigadores.
    Onerando os custos e impedindo o Estado de contratar e pagar melhor, um setor INTELIGENTE e tecnológico contra o crime organizado.
    O Bolsonaro só piorou o cenário de violência das PMs.
    Resumindo, o JB conseguiu piorar tudo.
    Os efetivos das polícias estão invertidos.
    A Sociedade Moderna precisa de atenção dobrada, mais investigadores (inteligência) e menos tiros, chutes e tapas no rosto de cidadãos (violência).
    Quer realmente começar a melhorar a SSP?
    Investimento maciço sem gastar mais dinheiro.
    ISSO MESMO, não precisa gastar mais.
    É só não desperdiçar recursos, jogar dinheiro fora.
    Inverta o orçamento das polícias.
    Dobrem o número de delegacias, delegados, investigadores, viaturas, equipamentos de última geração, etc.

    No litoral de SP, Lewandowski fala em reduzir o número de presos para combater o crime organizado.
    A violência policial e as prisões sem assistência jurídica estão transformando os presídios em universidades do crime.
    Precisamos da força policial militar somente para ajudar a combater o crime, vamos dispensar o ódio e a falta de preparo acadêmico.

    Eu moro bem próximo de Santos, Guarujá, São Vicente, Praia Grande, etc.

    E posso garantir que a PM não resolve o problema, a PM consegue fazer parte desse problema.

    Vou repetir (ou desenhar) para ver se esse governador entende.

    A Polícia Militar (ostensiva) é paga e preparada para “ir pegar”, “ir buscar”, “força bruta quando necessário”, “marchar, usar armas e receber ordens”.
    Hoje, boa parte dos aposentados da PM tem um PISO salarial maior que o TETO do INSS…e.o TETO da PM já virou aberração econômica.
    Parem de militâncias nas redes, atentem ao trabalho que escolheram.
    PM, bora trabalhar naquilo que você escolheu e foi preparado.
    Não força que a corda vai quebrar.

    Curtir

    • What? Me desculpa! Você confunde as coisas! Em primeiro lugar no Brasil polícia nunca foi para combater crime ou fazer segurança pública, neste país as polícias servem de controle social! É só ver imensa quantidade de polícias, da PM e PC, em desvio de função servido de guarda costas ou segurança de familiares de “poderosos” de plantão! Quanto ao crime organizando ter delegado, promotor e juiz, fala sério! Essas carreiras não prendem ninguém, quando muito manda 1(um) para a cadeia para fazer uma lousa! Se você puder me indique 1(um), um só, corrupto de colarinho branco que um delegado, promotor ou juiz colocou pra dentro em todos os anos de gestão do PSDBOSTA aqui SP em cana, onde está a “inteligência” desta galera, olha que fatos tipificados como crime não falta. Só a título de exemplo o ROUBOANEL, nem as pirâmide do Egito demorou tanto e saiu tão caro, o monotrilho da zona sul, a garagem do GARRA, etc,etc,etc…como você pode constar essas carreiras que você citou não prende ninguém de alto coturno só os 3(três) Ps, preto, pobre e puta, e só prender depois que a PM apresenta, isso é fato! Só a título de curiosidade qual foi a última cama monstro do DENARC? Quando é que foi que o DPPC fechou alguma empresa de fachada que frauda licitações? E por aí vai! Vc acerto quando fala que alguns esteriótipos tem que acabar, tipo boina, cara de mau, tapa na cara, mas também tem que para de ficar implorando para o QSA arrumar a VTR, pintar a delegacia, etc,etc,etc…vtr quebrou para essa mer…manda o delegado se virar para arrumar, a delegacia está caindo aos pedaços aciona o IC os Banheiros e interditada o prédio, você falou que é da baixada, já começou a reforma do prédio do palácio da polícia de Santos que estava caindo de podre? Se não quero ver um delegado macho fechar o prédio em nome da segurança dos policiais e pessoas que por lá passam! Agora quanto ao salário dos policiais vamos discutir os dos promotores, magistrados, fiscais de renda, etc,etc,etc … sugiro que você use argumentos, com a membro da PGR, que ainda está semana reclamou de ter que chato Uber para ir trabalhar, já o “seu” motorista, funcionário da PGR, estava de férias! Segurança pública é assunto muito sério e delicado para ficar nas mãos de quem não sabe absolutamente nada do assunto! Sociólogo, Juiz, Promotor, Advogado, etc,etc,etc são sapo de fora! Vou te dar um exemplo para finalizar quando você está doente você procura o que? Imagino que uma médico! Quando você está com dor de dente? Um dentista! Quer acalmar a sua alma! Procura um religioso da sua fé! E assim sucessivamente porque quando a m….bate no ventilador nenhum destes profissionais são acionados? Porque isso é atribuição da polícia! Por que cargas d’água a direção da secretaria da segurança pública tem que ficar a cargo de sapo de fora?

      Curtido por 1 pessoa

    • Bom, ate hoje, os SSP foram promotores, procuradores, general etc. Qual a situação atual da segurança pública? Estamos numa Suíça, ne?

      E mais, nao tem nada de complexo cargo de SSP. Complexo é entrar numa favela para cumprir mandado e ser recebido a tiro.

      Vou passar dicas “complexas”, de acordo com minha experiência prática:

      Salário digno

      Concursos públicos com maior frequência ( contratação de pessoal). Ah, concurso regionalizado. Nao tem sentido o polícia da capital atuar na fronteira com outro estado, a menos que seja do interesse so mesmo.

      Estrutura decente ( armamento, colete, viatura, impressora etc)

      Cursos úteis para o cotidiano a todos os policiais com maior frequencia ( armamento e tiro, abordagem, sistemas e tecnologia etc)

      Segurança jurídica aos policiais

      Carreira ( estimular o policial a se atualizar para ter sua promoção de forma MERECIDA, nao por “qi” ou somente antiguidade. conheço classe especial que nao sabe fazer um bo de extravio de documento nem fazer a manutenção basica da propria arma).

      Isso q eu disse acima é devido a competência limitada estadual. Mas, se for para o federal, sugiro mudança urgente na lei penal.

      Precisa ser PHD em gestão para saber isso?

      Curtir

  7. Delegado gaúcho pede ao STF para ser excluído de investigação sobre atos antidemocráticos

    Heliomar Franco, ex-candidato a deputado federal, admite que apoiou manifestações, mas sem incitação a desordens ou pedidos de intervenção militar
    10/12/2022 – 12h18min
    COMPARTILHE:
    Humberto Trezzi
    HUMBERTO TREZZI

    Ver Perfil
    Enviar E-mail
    Jonathan Heckler / Agencia RBS
    Protestos contra o resultado das eleições (foto) se espalharam pelo Brasil desde 31 de outubro
    Jonathan Heckler / Agencia RBS
    O delegado Heliomar Franco está inconformado com sua inclusão como instigador de manifestações antidemocráticas, num documento enviado pela Polícia Civil gaúcha ao Supremo Tribunal Federal (STF). Candidato a deputado federal pelo União Brasil no último pleito (não-eleito), ele admite que frequentou atos que colocam em dúvida o resultado da eleição de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para a Presidência, mas “tudo dentro do que prevê a legislação brasileira de livre manifestação e sem violência”.

    Publicidade
    LEIA MAIS
    A linha de frente e a rede de apoio por trás dos atos que contestam o resultado da eleição presidencialA linha de frente e a rede de apoio por trás dos atos que contestam o resultado da eleição presidencial
    Como se organizam os grupos que impulsionam protestos contra o resultado das urnasComo se organizam os grupos que impulsionam protestos contra o resultado das urnas
    Polícia Civil gaúcha identifica pessoas que estariam estimulando protestos contra as eleições e encaminha lista ao STFPolícia Civil gaúcha identifica pessoas que estariam estimulando protestos contra as eleições e encaminha lista ao STF
    Na sexta-feira (9), GZH publicou reportagem sobre impulsionadores de protestos contra o resultado das eleições. Um dos mencionados é o delegado Heliomar.

    Na investigação da Polícia Civil, enviada ao STF, um dos casos relatados é a presença de Heliomar numa manifestação ocorrida em São Leopoldo em 2 de novembro, em frente ao 16 º GAC (quartel local do Exército). Manifestantes pediam ali que as Forças Armadas interviessem contra o resultado do pleito presidencial. O delegado reconhece ter estado lá a convite de populares, já que foi candidato a prefeito daquela cidade em 2020, mas nega ter incitado qualquer tipo de bloqueio de vias ou pedido intervenção militar, atitudes que motivam a investigação policial determinada pelo STF.

    O nome de Heliomar consta de uma lista de pessoas que estariam estimulando protestos contra as eleições, enviada pela Polícia Civil gaúcha ao STF dia 11 de novembro. Ali estão identificadas 21 pessoas com suposto envolvimento nas manifestações, consideradas antidemocráticas pelo Supremo.

    O advogado de Heliomar, Paulo Gall, enviou ao STF e à Corregedoria da Polícia Civil pedido para que o delegado seja excluído de qualquer investigação sobre atos antidemocráticos. Ele diz que exerceu apenas seu direito de cidadania, sem cometer ou sequer cogitar de qualquer delito.

    “A partir do momento em que o limite da liberdade de expressão legalmente exigido é ultrapassado, adequando-se a conduta a um tipo penal, haverá delito de opinião a ser punido, nos termos da legislação em vigor. Todo delito de opinião deve possuir a finalidade criminosa, ou seja, de descumprir a lei de modo que se adeque a uma norma penal incriminadora que a puna, como os crimes contra a honra. A simples crítica, debate de ideias, insatisfação com alguma coisa, intenção de corrigir ou de se defender, não são condutas típicas penalmente”, ressalta a petição de Gall, enviada ao STF e à Polícia Civil.

    Gall ainda pede que sejam identificados, pela Polícia Civil, os autores do relatório enviado ao STF, para que respondam por suas responsabilidades legais.

    Curtir

  8. De tudo que foi falado acima só quero saber uma coisa?
    O que o Capitão Derrite fará pelas policiais, em especial a Judiciária civil?

    Curtir

    • Se me permitir um aparte! Não fará phorra nenhuma, visto como já explicado, o cargo é de confiança e para acomodar políticos! A história demostra que todos que passam pelo cargo só tinham como atribuição de levar boas notícias para o governador! Esses secretários são “especialistas” em falar m…. tipo; nossos policiais estão motivados, vamos fazer mais com menos, frase do José Erra, bordão do PSDBOSTA, e blá, blá,bla….e agora vai vamos inventar a roda e depois o fogo! Estão lá só para falar abobrinha! E vamos combinar se você fosse governador e visse um cara do naipe do Nico, como o melhor que a PC tem a oferecer, você faria o que? Eu mandaria fechar essa m….o mais rápido possível! Não tem que cobrar nada do secretário! Ele é e será,quando muito, um pau mandado como todos os seus antecessores! A pressão tem que ser em cima do governador, mas chegar até ele já e outra história e quando chegam ficam felizes em tirar fotos! Tem uma delegada, que dizem ser phodona, que foi presidente da associação dos cabeças pensantes, ele tem uma coleção interminável de fotos junto ao ex-governador agora vice presidente, essa cabeça pensante phodona tirou um montão de fotos para dizer que estava “buscando” melhorias para a carreira dela, não lembro de nada de relevante….dizem que conseguiram a carreira jurídica no papel, mas sem a contra partida em papel moeda, igualzinho aos escrivães e investigadores com o nível superior! Mas com salários de funcionários inferior, ou seja, mudam as moscas a m… será a mesma! Eu votei no Tarcísio porque não queria e quero um petralha como governador e pior seria a continuação do PSDBOSTA! Simples assim!

      Curtir

  9. Parabéns! Viu os hermanos comendo a bola na final? Enquanto os brasileiros comiam bife de ouro, eles se preparavam pra levar o tri. É isso ai! Vamos de Argentina pra sentir um pouco do patriotismo que nos falta.

    Curtir

  10. essa foto do início do post me vem amebte un dizebdi pro outro: quero dar pra vcm nas não conte a ninguém, quero manter minha imagem da hetero

    Curtir

  11. Uma das maiores afrontas as carreiras jurídicas do Estado de São Paulo….. inaceitável…… ACEITAÇÃO VERGONHOSA…DESDE QUANDO A POLICIA MILITAR TEM FORMAÇÃO JURIDICA NO CURSO DE CIENCIAS JURIDICAS …..quem será o próximo Presidente do TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÂO PAULO ? vergonhoso. A POLICIA CIVIL NÃO MERECE

    Curtir

  12. UM ADENDO…VAMOS REVERTER….O DOUTOR NICO , SECRETARIO DA SEGURANÇA PÚBLICA E O CAPITÃO DERRITE COMO ADJUNTO….NADA MAIS JUSTO

    Curtido por 1 pessoa

  13. Derrite, Silva Rosa, Telhada e Telhadinha… TD a mesma MERD*…

    PULIÇA de YouTube, sensacionalista…

    Serão mais quatro anos de trapalhadas… Meu Deus, que CAGADA! KKKKKKK.

    Que Deus tenha piedade da nossa sanidade mental, o último que sair, apague a luz!

    Curtir

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do comentarista que venha a ofender, perturbar a tranquilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros.O autor do comentário deve ter um comentário aprovado anteriormente. Em caso de abuso o IP do comentarista poderá ser fornecido ao ofendido!...Comentários impertinentes ou FORA DO CONTEXTO SERÃO EXCLUÍDOS.. Contato: dipolflitparalisante@gmail.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s