1. Esperando a morte chegar
    Fernando Brito
    01/04/2021
    7:08 pm

    https://tijolaco.net/wp-content/uploads/2021/04/esperando.png.webp

    Tive de ir à rua por necessitar de compras básicas e, ao menos no meu bairro, não tem nem sombra de lockdown.

    Ruas com movimento pouco abaixo do normal, raras lojas completamente fechadas – muitas á meia-porta, apenas – e academias de ginástica a todo o vapor.

    Uma amiga, recém chegada de Portugal comenta que não se parece em nada o que vê aqui com o que houve lá e ajudou a romper a escalada de mortes no país.

    Parece que estamos, afinal, apenas esperando a morte chegar, seja no conhecido, no vizinho, no parente…

    A nós, claro, não virá, porque….porque…ora, porque não…

    Os dirigentes deste país, salvo exceções, estão aceitando este morticínio como uma fatalidade inevitável.

    E foi, hoje, de novo, para quase 4 mil pessoas. 3.769, exatamente, segundo as secretarias estaduais de Saúde.

    Tenho dito e repetido que, em um mês estamos tendo mortes em escala de bombas atômicas: em março, morreram os 70 mil de Nagasaki, em abril e em junho teremos os mais de 90 mil de Hiroshima.

    Aqui no Rio, tivemos hoje um recorde de mortes, 387, e a Prefeitura tenta reabrir as escolas na segunda-feira.

    Nada é pior, porém, que, nesta Semana Santa, ver invocada a fé religiosa para produzir mais mortes, com estas ações do Procurador Geral da República e da Advocacia Geral de Bolsonaro, digo, da União, tentando que os locais de culto religioso sejam abertos nesta Páscoa.

    O que é isso, quando a própria Confederação Nacional dos Bispos do Brasil, a CNBB, sugere, em documento, que “adotar normas e práticas de segurança sanitárias que buscassem garantir a defesa e a conservação da vida de nossos fiéis, pelo cuidado com a não disseminação do vírus em nossas celebrações litúrgicas”.

    Fazer isso, como dizem os jornais, para cabalar apoios por uma vaga no Supremo. Ou melhor, de produzir apoios que o façam ser o “terrivelmente evangélico” que Bolsonaro deseja nomear.

    Tudo se instrumentaliza neste país: Judiciário, Forças Armadas, religião, vidas humanas.

    Curtir

  2. Como se tornará o inferno dos pedintes? Já é e sempre foi. Quer ficar em casa por causa do vírus? Justo. Só que sem receber e se quiser auxílio pede p quem o pediu p ficar em casa. Nada mais justo.
    O Brasil está cheio de desalentos. Por isso o desemprego está elevadíssimo! Pesquisa da própria Folha de SP.

    O Brasil virou um antro de vagabundos!!! Aí agora querem viver de auxílio e bolsa. Não obstante boa parte ainda faz uns 10 filhos que em sua estarão largados ao relento. Provavelmente virarão desalentos ou partir p o crime. Fica p o Estado cuidar.
    O fracasso de um plano de Governo está na quantidade de pessoas que recebem auxílio e Bolsa e não saem mais, ou seja, só aumenta a quantidade.

    No Brasil sempre tem e terá essa parte da população que pensa que o Estado de dar tudo p ele, apenas por morar aqui. Isso me lembra o direito à propriedade. Quando a CF diz nesse direito, ela não quer dizer que o Estado tem a obrigação de te dar uma casa, ele não pode te deixar desamparado. Aí o povo com seus 10 filhos querem 10 casas… Incrível!!!
    Estudar? Sem comentários. Trabalhar? Só querem os q alegra é unha bem, mesmo sem estudo e quando o tem quer ganhar igual ou mais ao veterano que já está na empresa há anos.
    Agradeça tudo isso aos meios de comunicação totalmente parciais!! Tipo o portal nojento do UOL. Tudo é mulher, feminismo, pessoa negras e pretas, desigualdade, prostituição uma carreira a ser seguida, sexo, concurso público, resistência e etc. Uma bosta de site.

    Quando vc mostra A + B que esse povo está errado, aí eles pedem compaixão e empatia, que para mim viraram palavras de quem falta argumento plausível.

    Brasil é o País que mais tem gente com fome… Aí vc olha o faminto e ele está com sobrepeso quando não obeso.

    “Dívida histórica” que o País tem que pagar e não os senhores de engenho que foram beneficiados, dívida que os Portugueses não pagam, as próprias tribos africanas que também não pagam, os Países que literalmente estupraram o Brasil e não pagam, mas eu que vim com minha família para cá tem que pagar, mesmo perdendo meus Bisavós na segunda guerra.

    Aqui todos são vítima e querem algo. O Brasil não está dando certo.
    Obviamente não é o Bolsonaro o culpado disto.
    Tem que saber separar as coisas e não ficar botando a culpa de tudo nele.
    O cara não tem perfil de Presidente, cagou em relação a vacina e família envolvida com as milícias (aparentemente). Óbvio que ele não seria o salvador da pátria. Ainda mais em anos na política sem fazer nada relevante, mas p o ou p o mal, ainda não caiu nenhum grande “esquema de corrupção”. Só os dito crimes menores perto dos antecessores. Isto pelo menos vale o crédito. Era ele ou continuação da quadrilha. Agora vamos ver as opções de 2022.

    Já vão vendo… Lula, Bolsonaro e talvez Huck… Brasil não é para amadores. A saída é o aeroporto.

    Curtido por 1 pessoa

    • Vivemos na Era da Terceirizacao da Culpa. Tudo é culpa do outro. O camarada que faz dez filhos, o outro que nao faz um pe de meia porque sempre torra o salario com mulher, jogos e bebidas etc

      Sou contra o fechamento do comercio, mas todos nos devemos estar sempre preparado para o pior, ate porque isso aqui é Brasil.

      A boa noticia disso tudo é que os comerciantes se aliaram aos policiais, em sua maioria, e nao votam em PSDB de jeito nenhum.

      Afinal, qual comerciante votaria num cidadao que te deu prejuizo e faliu seu negocio?

      A proxima eleicao sera do Lula ou Bolso, haja vista que os votos do centro serao distribuidos Ciro, Doria, Huck, mandeta e moro.

      E quem vota em Lula e Bolso nao mudarao seus votos.

      É que todos ali querem poder, mandar nos outros.
      A unica saida para o centro, embora eu nao torca para isso, é toda essa galera se unir e definir um como o Cabeça.

      Mas nao vejo Ciro, doria , amoedo etc abdicando do poder para uma ” chapa unica do centrao”

      Curtir

  3. Tem família que tem 10 filhos e não dá o mesmo prejuízo aos cofres públicos que essa prole do bozo. Pense numa mamata! Continuar apoiando o bozo já é caso de psiquiatria. Nem Bolívia nos quer !!! Somos pária do mundo. Parabéns aos envolvidos !

    Curtido por 1 pessoa

  4. DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO
    Publicado em: 01/04/2021 | Edição: 61-E | Seção: 1 – Extra E | Página: 1

    Órgão: Atos do Poder Legislativo

    LEI Nº 14.132, DE 31 DE MARÇO DE 2021

    Acrescenta o art. 147-A ao Decreto-Lei nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940 (Código Penal), para prever o crime de perseguição; e revoga o art. 65 do Decreto-Lei nº 3.688, de 3 de outubro de 1941 (Lei das Contravenções Penais).

    O PRESIDENTE DA REPÚBLICA

    Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

    Art. 1º Esta Lei acrescenta o art. 147-A ao Decreto-Lei nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940 (Código Penal), para prever o crime de perseguição.

    Art. 2ºO Decreto-Lei nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940 (Código Penal), passa a vigorar acrescido do seguinte art. 147-A:

    “Perseguição

    Art. 147-A. Perseguir alguém, reiteradamente e por qualquer meio, ameaçando-lhe a integridade física ou psicológica, restringindo-lhe a capacidade de locomoção ou, de qualquer forma, invadindo ou perturbando sua esfera de liberdade ou privacidade.

    Pena – reclusão, de 6 (seis) meses a 2 (dois) anos, e multa.

    § 1º A pena é aumentada de metade se o crime é cometido:

    I – contra criança, adolescente ou idoso;

    II – contra mulher por razões da condição de sexo feminino, nos termos do § 2º-A do art. 121 deste Código;

    III – mediante concurso de 2 (duas) ou mais pessoas ou com o emprego de arma.

    § 2º As penas deste artigo são aplicáveis sem prejuízo das correspondentes à violência.

    § 3º Somente se procede mediante representação.”

    Art. 3º Revoga-se o art. 65 do Decreto-Lei nº 3.688, de 3 de outubro de 1941 (Lei das Contravenções Penais).

    Art. 4º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

    Brasília, 31 de março de 2021; 200º da Independência e 133º da República.

    JAIR MESSIAS BOLSONARO

    Anderson Gustavo Torres

    Damares Regina Alves

    C.A.

    Curtir

  5. (É apenas uma reflexão, a mais respeitosa possível, porém ácida para fielmente reproduzir o contexto)
    Vá entender…
    O Hater, que vive encostado mamando na polícia e querendo que o Estado lhe pague mais e mais (sempre trabalhando a cada dia menos, em débito com o Erário) criticando o papel assistencial do Estado, descendo lenha nas políticas feministas e de inclusão e/ou diversidadede racial.
    Um “patriota” à moda “Pra Frente Brasil” que só pensa em aeroporto. Mas o destino à “terrinha” está a exigir cacife de R$ 7,00 x 1,00 Euro… Ame-o ou Deixe-o.
    Mais abaixo, o “Pra Frente Brasil raiz”, C.A, soltando fogos para uma lei que é integralmete contrária à “doutrina” bolsonarista (seria uma lei do “mimimi”?), e que é convergente com o pensamento do “Pra Frente Brasil nutella”: Hater.
    Coincidem em uma só coisa: a teta do Estado é só pra ELES!

    Curtido por 1 pessoa

    • Só o fato de vc mencionar “mamando” já não condiz com a realidade, pois eu trabalho.
      Agora professor… Tá de home office também? Política de inclusão? Sério? Tem q ser p todos e não determinada “raça” ou cor, sexo ou orientação sexual.
      Eu e todos q pagam a conta né teacher?
      Te amo. 😘😘😘

      OBS: para reflexão também…

      Curtir

    • Outra coisa… Quem dera meu “País de origem” me aceitasse… Sou apenas um Brasileiro. Aqui é a terra do quem pode mais chora menos. Então Eduardo pode chorar à vontade.
      Caso pagássemos passagem a todos os injustiçados a seu país de origem a dívida histórica estaria paga? Pq eu voltaria p o meu (q não é meu). Reflete aí.

      Curtir

  6. Nada inocentes, mas muito úteis
    Fernando Brito
    02/04/2021
    10:48 am

    https://tijolaco.net/wp-content/uploads/2021/04/chantecler.png.webp

    Os “punhos de renda” deste país não tomam jeito, embora a muitos deles as coisas estejam tão claras que andem na muda, sem piar, de tão lambrecados que ficaram pela desventura Bolsonaro.

    Mas não Merval Pereira, um verdadeiro Chantecler, aquele galo imaginado pelo dramaturgo Edmond Rostand, que acreditava que o sol nascia por causa de seu canto.

    Ele diz, com a mesma fé do bichinho, que o “Caminho para a terceira via em 2022 está abertíssimo“. E que a solução é inventar um candidato antipetista que não seja (ou não tenha sido) bolsonarista.

    https://tijolaco.net/wp-content/uploads/2021/04/poderdata.png.webp

    Como, dos “Seis do Centro”, Ciro Gomes é o único que, embora tendo ido para Paris, “nesse caminho, ele está confortável”.

    Ora, qualquer raciocínio meramente aritmético sabe que a volta de Lula à disputa eleitoral piora muito – e não torna mais confortável – a situação do grupo de presidenciáveis fora da polarização entre ele e Bolsonaro.

    Não há pesquisa – como esta ao lado, do Poderdata – que não o mostre. E que Ciro Gomes é quem, proporcionalmente, mais sente o “baque”.

    Até o Felipe Neto supera Chantecler na análise política quando diz, no Twitter, que fez “coro ao cobrar que o PT tivesse a inteligência de não lançar candidato para fortalecer frente ampla” e que quer ver quantos “terão a coragem de fazer aquilo que exigiam do PT”, deixando de ser candidatos em nome de unidade para deter Bolsonaro. Se houver um, Felipe, será muito.

    No caso de Merval, porem, seria melhor ele inspirar-se em outro raciocínio, o da dramaturga Becky Korich, na Folha. Assumiu seu voto em Bolsonaro: “Faço aqui a minha confissão e a torno pública: tenho a minha parcela de culpa!”. Como reconhece que Bolsonaro “nunca mentiu sobre suas intenções autoritárias”, assume que ingenuidade não lhe pode ser atenuante da culpa. E pede, a quem puder, que a perdoe, pois ela mesma não consegue fazê-lo”.

    Falta a ele, e a quase todos os “Seis” a capacidade de, ao menos, fazer o que esta moça fez. E mais falta ainda porque jornalistas e políticos devem contas de suas opiniões muito mais, imensamente mais, que qualquer pessoa.

    O nosso galinho de Rostand, do alto de sua empáfia, continua crendo que o sol nasce por seu canto. Os “Seis” também acreditam.

    O sol não lhes dá a menor bola.

    Curtir

  7. Nada inocentes, mas muito úteis
    Fernando Brito
    02/04/2021
    10:48 am

    https://tijolaco.net/wp-content/uploads/2021/04/chantecler.png.webp

    Os “punhos de renda” deste país não tomam jeito, embora a muitos deles as coisas estejam tão claras que andem na muda, sem piar, de tão lambrecados que ficaram pela desventura Bolsonaro.

    Mas não Merval Pereira, um verdadeiro Chantecler, aquele galo imaginado pelo dramaturgo Edmond Rostand, que acreditava que o sol nascia por causa de seu canto.

    Ele diz, com a mesma fé do bichinho, que o “Caminho para a terceira via em 2022 está abertíssimo“. E que a solução é inventar um candidato antipetista que não seja (ou não tenha sido) bolsonarista.

    https://tijolaco.net/wp-content/uploads/2021/04/poderdata.png.webp

    Como, dos “Seis do Centro”, Ciro Gomes é o único que, embora tendo ido para Paris, “nesse caminho, ele está confortável”.

    Ora, qualquer raciocínio meramente aritmético sabe que a volta de Lula à disputa eleitoral piora muito – e não torna mais confortável – a situação do grupo de presidenciáveis fora da polarização entre ele e Bolsonaro.

    Não há pesquisa – como esta ao lado, do Poderdata – que não o mostre. E que Ciro Gomes é quem, proporcionalmente, mais sente o “baque”.

    Até o Felipe Neto supera Chantecler na análise política quando diz, no Twitter, que fez “coro ao cobrar que o PT tivesse a inteligência de não lançar candidato para fortalecer frente ampla” e que quer ver quantos “terão a coragem de fazer aquilo que exigiam do PT”, deixando de ser candidatos em nome de unidade para deter Bolsonaro. Se houver um, Felipe, será muito.

    No caso de Merval, porem, seria melhor ele inspirar-se em outro raciocínio, o da dramaturga Becky Korich, na Folha. Assumiu seu voto em Bolsonaro: “Faço aqui a minha confissão e a torno pública: tenho a minha parcela de culpa!”. Como reconhece que Bolsonaro “nunca mentiu sobre suas intenções autoritárias”, assume que ingenuidade não lhe pode ser atenuante da culpa. E pede, a quem puder, que a perdoe, pois ela mesma não consegue fazê-lo”.

    Falta a ele, e a quase todos os “Seis” a capacidade de, ao menos, fazer o que esta moça fez. E mais falta ainda porque jornalistas e políticos devem contas de suas opiniões muito mais, imensamente mais, que qualquer pessoa.

    O nosso galinho de Rostand, do alto de sua empáfia, continua crendo que o sol nasce por seu canto. Os “Seis” também acreditam.

    O sol não lhes dá a menor bola.

    Curtir

  8. Bolsonaro é incompetente.
    Basta ele mandar a casa da moeda imprimir dinheiro.
    Um milhão de reais para cada brasileiro e o Brasil não será mais pobre. Cada brasileiro terá seu milhãozinho para poder viver na pandemia sem precisar se arriscar a pegar a doença.
    Outra coisa que ele precisa fazer, é usar mascara . Ele usando máscara as pessoas vão parar de morrer.

    Curtir

    • Verdade colega… Mas nem precisava imprimir moedas. O Brasil tem reservas cambiais deixadas pelo gov anterior. Mas o bozo nem sabe… O Paulo Guedes enrola ele. Se o Gov federal distribuisse um pouco dessa grana, ele ajudava bastante e ainda o bozo subiria nas pesquisas… mas é retardado. Fazer o que, né! Antes de me xingarem, por favor pesquisem no Google: reservas cambiais do brasil !

      Curtir

  9. Colega; ai a inflacao ia explodir….governos que sobem subitamente o salário mínimo, a inflação vau pras alturas.vide Venezuela.. .pra comprar quilo de arroz e uma tonelada de notas sem fim

    Curtir

  10. É CADA UMA!!!!!

    RETARDADO É O SER QUE NÃO SABE E NEM IMAGINA PARA QUE SERVEM AS RESERVAS (INTERNACIONAIS) CAMBIAIS DO PAÍS, ELAS SÃO O SEGURO DA NAÇÃO, POIS SEM ELAS SERIAMOS TOTALMENTE DESACREDITADOS MUNDO AFORA.

    AGORA QUEM REALMENTE TERIA QUE SER “DEPOSTO” EM PRIMEIRO LUGAR, É ESSA “ESQUERDALHA” INÚTIL E PARASITA (INCLUINDO O DONO DESTE) POIS PARA NADA SERVEM.

    EM SEGUIDA A GRANDE MAIORIA DAS MASSAS DE MANOBRAS QUE SE INTITULAM COMO JORNALISTAS, PORÉM NÃO SERVEM NEM PARA SEREM JORNALEIROS, JÁ QUE ESSA CLASSE É MUITO DIGNA, TRABALHADORA E NÃO QUEREM APENAS MAMAR NAS TETAS DO GOVERNO.

    E POR ÚLTIMO OS DEFENSORES DA ESQUERDA (QUE COM CERTEZA SÃO BENEFICIADOS DE ALGUMA FORMA) POIS MINHA BANDEIRA NUNCA SERÁ VERMELHA, SERÁ SEMPRE VERDE E AMARELA, TENTANDO ENGRANDECER ESSE PAÍS MARAVILHOSO QUE OS PETRALHAS QUEREM DESTRUIR.

    NÃO SEI PORQUE ESSES VERMES QUE AMAM E DEFENDEM ESSES COMUNAS NÃO SE MUDAM PARA A VENEZUELA OU CUBA E FICAM POR LÁ.

    BRASIL ACIMA DE TUDO.
    DEUS ME LIVRE.

    Curtir

  11. Ao Escriba: Em primeiro lugar, escrever em caixa alta é uma baita falta de educação, pois dá a impressão de estar GRITANDO com o interlocutor, mas por vc apoiar o bozo, já dou um desconto na falta de finesse. Em segundo lugar, agradeço o seu conselho de mudança de país e o faria se pudesse, mas atualmente não podemos morar em nenhum outro país, por que nos tornamos “pária mundial”. Nem Cuba, nem Venezuela, nem Bolívia quer brasileiro. Justamente por que o asno-mor foi tão incompetente em tratar da covid e agora o brasileiro é tratado como leproso em qualquer país do mundo!
    Os próprios cientistas já estão afirmando que talvez as vacinas atuais não darão conta das novas cepas brasileiras do corona.
    Quanto ás reservas cambiais, realmente, elas são usadas para controlar a liquidez no mercado de câmbio e o Brasil ficaria vulnerável no caso de fuga de capitais e aumentaria a desconfiança em relação ao Brasil, se as mesmas diminuíssem.
    Se for considerar esses argumentos, não se preocupe por que o Bozo mesmo já está providenciando isso. Perdemos nossa credibilidade, e já há desconfiança geral de nossos principais parceiros comerciais, pois temos um asno no poder, que não está dando conta de nenhum setor, haja vista: crise sanitária, econômica, ecológica, educacional. Além de seus asseclas e sua prole insistirem em irritar nossos principais parceiros (China, países da Europa…)
    O Brasil atual não oferece mais segurança jurídica para qualquer lugar do mundo (necessária para negociações mercantis). Enfim… ninguém quer negociar com louco. O Guido Palomba (psiquiatra forense) já o classificou como psicopata e na minha opinião quem apoia ele atualmente tem o mesmo perfil! E fui!

    Curtido por 2 pessoas

    • Se me permitir um aparte.
      Você erra, e muito, quando diz que somos párias na comunidade internacional, no ponto de vista de quem?
      Vamos aos fatos você afirma que não sai do país porque somos visto com párias, alto lá, você não sai porque não tem como se garantir financeiramente, isso é fato, pois muitos brasileiros endinheirados então saindo e fixando residência em países o primeiro mundo com certa facilidade justamente pelo fato deste terem dinheiro.
      Quanto a segurança jurídica para negócios, você mais uma vez erra, quem proporciona insegurança jurídica neste pais não é o executivo, mas sim o judiciário, em especial o STF, poderia dar milhões de exemplos da m….perpetradas pelo STF, a mais nova foi a anulação das sentença do Lulladrão, passados anos e anos idas e vindas dos processos só agora é que o Fachin viu o vício de origem?
      No mínimo muito estranho!
      Como é também estranho o figura do juiz/delegado/promotor que o Alexandre de Moraes está fazendo, você já viu na sua vida inquérito presidido por magistrado?
      Pois é eu também não!
      E como comprovei a insegurança jurídica se dá pela judiciário!

      Em outro ponto você afirma; “Os próprios cientistas já estão afirmando que talvez as vacinas atuais não darão conta das novas cepas brasileiras do corona”.
      Porque as vacinas já estão dando conta do vírus originário da China e todas as variantes daquele país?
      Bem como a cepa da Inglaterra ou da variante Africana, que dizer que a mutação que ocorreu no Brasil é muito, mas muito mais letal, assim!
      Você está baseado em que estudos, ou só na sua crença, se for em crença minha crença é que todas as outras nações processar o governo Chinês pela surgimento da pandemia!
      Mas essa é minha crença, mas até isso ser uma fato há uma diferença enorme!
      Agora quanto as questões ambientais quando é que foi que o Brasil disse ao mundo em especial a Europa que veículos movidos diesel são mais poluentes?
      Ou a própria China que queimar carvão para gerar energia polui?
      Isso mesmo nunca!
      Não sei se você sabe na Europa vários modelos de carros, há muitos anos, movidos a Diesel, muito mais poluentes que os nossos movidos a etanol, mas eles nunca quiseram adquirir esta nossa tecnologia,
      Você pode notar há um componente econômico nesta questão!
      Outro fato histórico veja como andam as antigas colônias africanas dos países europeus e você poderá constatar que os que nos julgam párias, segundo a sua visão, agiram e aturam como nuvens de gafanhotos nas suas colônias!
      E agora apontam o dedo acusador com que moral?
      Você não precisa e nem deve mudar de pais, se você quiser te uma pálida ideia do que é ser Venezuelano hoje em dia de um pulo em Roraima e veja quem foi que vacinou os venezuelanos não de COVID mas de sarampo!
      Ou de uma passada pela região do Brás e converse com alguns dos milhares de bolivianos que ali estão instalados e pergunte a eles se querem voltar para a Bolívia, que mais uma vez na sua ótica, nos vê como párias!
      Quanto a Cuba vou ficar no básico!
      Aqui no país “pária” como você afirma, sob uma “ditadura” segundo alguns outros, você pode fazer o que quiser, mudar, nadar, casar, dar, falar, teclear, reclamar……………………….e mais milhares e milhares de “ar”, mas de Cuba você só pode sair FUGIDO ou FUGINDO se sobreviver aos tiros dos militares das fronteiras e ao tubarões no mar entre “democrática” Cuba e o inferno capitalista de Miami, onde endinheiro do João Doria não teve nenhuma dificuldade para entrar, mesmo que vindo do Brasil!
      Fica esse toque para você pensar!

      Curtir

      • Primeiramente acho que Tired e Escriba são a mesma pessoa, pois ambos tem os mesmos argumentos e mesmos “vícios de escrita”. Isso me lembra muito da época da eleição quando tínhamos aqui duas figuras hilárias que se autodenominavam JARARACA e CASCAVEL! Então nem vou me dar o trabalho de listar cada item descrito, para rebater!
        Continuo pensando igual: Jair Bolsonaro tem sérios distúrbios psiquiátricos e quem o apóia atualmente, não deve ser muito diferente. Apenas acho que não é feio admitir que errou. Acho que alguns já acordaram desse erro, haja vista que antes tínhamos grandes pitbulls do bozo aqui e agora somente alguns gatos pingados, heróis da resistência. Até os militares já estão apeando dessa aventura maldita, graças á Deus! Entendo que todos queriam mudança, mas a mudança que foi feita está nos levando ao buraco. Brasil está descendo ladeira abaixo e espero que o fundo do poço chegue logo, para podermos emergir novamente! E vou parando por aqui, por que já percebi que há muito amor envolvido em relação a esse bozo, e estou gastando meu teclado inutilmente! Desisto!!!

        Curtido por 2 pessoas

        • Não, não tenho dupla personalidade escrevo o penso por mim, só rebati o seu argumentos com fatos, penso que fiz isso com educação!
          Como não tinha como contrapor foi para o pessoal.
          E mais uma vez fazem ilações sem prova, repito escrevo somente com esse Nick há anos!

          O Dr. Guerra pode confirmar!

          Posso dizer exatamente o mesmo você realmente acha que se fosse o poste do Lulla na presidência estaríamos em melhor situação?

          Muitos dos eleitores do PT votaram numa esperança, esperança essa que se foi nos vários é vários escândalos de corrupção!
          Alias eu também não sou tolo em achar que algum político ou partido deste país presta!
          Votei n Bolsonaro porque não queria o poste do Lulla na presidência!
          Simples assim.
          No melhor estilo; “O inimigo do meu inimigo é meu amigo!”

          E como já disse um procurador federal “O Lulla é um encantador de burros!”

          E quanto aos vícios de linguagem, você já fez a sua conclusão, e o Dr. Guerra vai poder confirmar você mais uma vez estará errado!

          E se confirmando é só vir aqui e admitir!

          Eu também dou por encerrado qualquer qualquer argumentação com você.

          Curtir

    • Kkkkk, pegou pesado hein irmão.

      Mas fica aqui os meus sinceros parabéns pela sua sincera e real colocação.

      Ah, daqui poucos anos, Orlando aqui vou eu!

      Curtir

  12. Dr. Kássio, o senhor acredita no “não matarás”?
    Fernando Brito
    04/04/2021
    8:14 am

    https://tijolaco.net/wp-content/uploads/2021/04/kassioculto.jpg.webp

    Não precisa haver intenção de matar quando se pratica um homicídio. Certamente, os pastores que, sob a cobertura de uma certa “Associação de Juristas Evangélicos”, criada entre outros pela ministra Damares Alves, não desejam assassinar seus fiéis ao pedirem e obterem do ministro Kássio Nunes Marques a liberação dos cultos presenciais na Páscoa.

    Nem aquele sujeito que dispara na estrada, a 180 km por hora pretende matar a sua família que está no carro ou muito menos os outros que terão suas vidas expostas num acidente provocado pelo excesso de velocidade.

    É o mesmo que ir a um culto pascal, aglomerar e voltar para casa pronto a distribuir o vírus a pais, irmãos, filhos e amigos.

    Objetivamente, estão assumindo conscientemente o risco de matar e, assim, violar a lei humana e a divina, exposta no mandamento “não matarás”.

    Proibir isso é tirar a liberdade religiosa ou de culto?

    Eu não posso alegar que o fechamento para o lazer do Aterro do Flamengo aos domingos é um atentado ao meu direito de ir e vir, ou de respeitar o limite de 90K numa via é uma constrição absurda, porque é evidente que minha liberdade de locomoção está preservada,

    Qualquer estudante de Direito, em duas ou três horas de estudo, terá argumentos para derrubar a decisão de Kássio Nunes.

    A Constituição Brasileira, ao definir a liberdade de culto diz que “ ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei”( art. 5°.: inciso VIII ).

    Se não bastasse, o Pacto de São José da Costa Rica, tratado internacional recepcionado pela lei brasileira com alcance constitucional afirma que “A liberdade de manifestar a própria religião e as próprias crenças está sujeita apenas às limitações previstas em lei e que se façam necessárias para proteger a segurança, a ordem, a saúde ou a moral públicas ou os direitos e as liberdades das demais pessoas (art. 12, item 3).

    O Dr. Kassio, pelo primarismo militante de suas decisões, já está a se tornar chacota dentro do STF.

    Virou o representante de uma novíssima e apavorante corrente jurídica: o jusbolsonarism

    Curtir

  13. Bolsonaro chama a polícia para sua aventura
    Fernando Brito
    04/04/2021
    10:19 am

    https://tijolaco.net/wp-content/uploads/2021/04/aroeirabumba.png.webp

    Neste domingo de Páscoa, o que é servido em todos os jornais são os ovos da serpente, os alertas da ação de Jair Bolsonaro e seus asseclas sobre as polícias estaduais, visando desestabilizar governadores e, quem sabe, ter nelas “um exército para chamar de seu”.

    No Estadão, “Bolsonarismo usa covid-19 para desestabilizar PMs e governos estaduais” conta como correm solta pelo país os incitamentos à indisciplina nas forças policiais; em O Globo, conta-se como Lideranças de baixa patente das PMs tentam incitar tropa contra governadores adversários do Palácio do Planalto descrevendo como, sobretudo no Nordeste, parlamentares vindos da tropa na onda de 2018 agem para subverter os comandos e confrontar as ” medidas de combate à Covid-19 determinadas por governadores que fazem oposição ao governo federal”.

    Na Folha, o ombudsman Flávia Lima, depois de excelente reflexão sobre o quanto haveria de fato de resistência à politização das Forças Armadas, alerta para que deve ser “ponto máximo de atenção se as polícias estaduais estariam propensas” a cruzar os limites que Exército, Marinha e Aeronáutica não se disporiam a atravessar na intervenção sobre poderes estaduais.

    O fato é que, com tantas fumaças surgindo, em tantos lugares, há focos de fogo a levantá-las.

    Não são poucos, também, os que se lembram que, na vizinha Bolívia, foram as polícias que serviram de “abre-alas” ao golpismo militar.

    E as Forças Armadas, que faz tempo acham que são as PMs que devem fazer o jaguncismo, não parecem ter desgosto em deixar que elas corram para este rumo.

    A subnotificação de mortes desta Semana Santa vai, a partir de terça feira, levar os números macabros da pandemia para bem perto de cinco mil mortes dias, obrigando governos estaduais e municipais, já sofrendo a perda de credibilidade com sua política de “abre-fecha-abre de novo” a tomarem medidas mais fortes de restrição às atividades econômicas. Medidas duras, mesmo, não as “me engana que eu gosto” de até agora.

    Palco armado para o “vem pra rua” presidencial prestar-se à agitação política e, sabe-se lá, policial.

    Depois de levarem um capitão desclassificado a comandá-las, o que impediria as Forças Armadas de terem polícias e milícias como suas “tropas de elite”?

    Ou, mais propriamente, tropas DA elite.

    Curtir

  14. Bolsonaro chama a polícia para sua aventura
    Fernando Brito
    04/04/2021
    10:19 am

    https://tijolaco.net/wp-content/uploads/2021/04/aroeirabumba.png.webp

    Neste domingo de Páscoa, o que é servido em todos os jornais são os ovos da serpente, os alertas da ação de Jair Bolsonaro e seus asseclas sobre as polícias estaduais, visando desestabilizar governadores e, quem sabe, ter nelas “um exército para chamar de seu”.

    No Estadão, “Bolsonarismo usa covid-19 para desestabilizar PMs e governos estaduais” conta como correm solta pelo país os incitamentos à indisciplina nas forças policiais; em O Globo, conta-se como Lideranças de baixa patente das PMs tentam incitar tropa contra governadores adversários do Palácio do Planalto descrevendo como, sobretudo no Nordeste, parlamentares vindos da tropa na onda de 2018 agem para subverter os comandos e confrontar as ” medidas de combate à Covid-19 determinadas por governadores que fazem oposição ao governo federal”.

    Na Folha, o ombudsman Flávia Lima, depois de excelente reflexão sobre o quanto haveria de fato de resistência à politização das Forças Armadas, alerta para que deve ser “ponto máximo de atenção se as polícias estaduais estariam propensas” a cruzar os limites que Exército, Marinha e Aeronáutica não se disporiam a atravessar na intervenção sobre poderes estaduais.

    O fato é que, com tantas fumaças surgindo, em tantos lugares, há focos de fogo a levantá-las.

    Não são poucos, também, os que se lembram que, na vizinha Bolívia, foram as polícias que serviram de “abre-alas” ao golpismo militar.

    E as Forças Armadas, que faz tempo acham que são as PMs que devem fazer o jaguncismo, não parecem ter desgosto em deixar que elas corram para este rumo.

    A subnotificação de mortes desta Semana Santa vai, a partir de terça feira, levar os números macabros da pandemia para bem perto de cinco mil mortes dias, obrigando governos estaduais e municipais, já sofrendo a perda de credibilidade com sua política de “abre-fecha-abre de novo” a tomarem medidas mais fortes de restrição às atividades econômicas. Medidas duras, mesmo, não as “me engana que eu gosto” de até agora.

    Palco armado para o “vem pra rua” presidencial prestar-se à agitação política e, sabe-se lá, policial.

    Depois de levarem um capitão desclassificado a comandá-las, o que impediria as Forças Armadas de terem polícias e milícias como suas “tropas de elite”?

    Ou, mais propriamente, tropas DA elite.

    Curtir

  15. FOI!!!!!!!!!

    VÁ, VÁ MESMO!!!!!!!

    APROVEITE E LEVE TODA A ESQUERDALHADA JUNTO COM VOCÊ, JÁ QUE A ADORA TANTO.

    QUANTO A LETRA, ESTOU FALANDO EM TOM ALTO SIM, QUEM SABE NÃO ESCUTEM, POIS NÃO SEI QUEM FOI QUE FEZ A LAVAGEM CEREBRAL EM VOCÊ, PORÉM A FEZ DIREITINHO, NÃO ENXERGA NADA DA REALIDADE, APENAS O QUE FOI IMPLANTADO NO SEU MINÚSCULO CÉREBRO E CONTINUA APOIANDO IDEAIS DE DERROTADOS, IDEIAS DE JORNALISTAS COMUNISTAS E ATACANDO A TUDO E A TODOS QUE APOIAM O CAMINHO CERTO, O CAMINHO AUSTERO.

    QUE DÓ, QUE DÓ!!!!!!!!!

    CHEGA DE ROUBO DO ERÁRIO, O BRASIL TEM NOVO RUMO, QUEM VIVER VERÁ.
    BRASIL ACIMA DE TUDO.

    Curtir

  16. Kássio: fé dá direito a morrer mas não a mudar data de prova
    Fernando Brito
    04/04/2021
    4:28 pm

    https://tijolaco.net/wp-content/uploads/2021/04/kassioduplicado.jpg.webp

    Não se pede ao ministro Kássio Nunes Marques inteligência ou compaixão cristã.

    Afinal, aceitou a bênção de um genocida para sentar-se numa cátedra do Supremo Tribunal Federal.

    Mas aceite, ao menos, ser apontado como autor, no Sábado de Aleluia, de uma traição a seus próprios princípios.

    Há três meses, Kássio votou contra a obrigação de que um governo municipal mudasse a data de um concurso para atender a uma objeção de candidato que, por razões religiosas, alegava não poder fazer prova num sábado.

    Marques disse que o administrador público não pode excepcionar critérios em lei em razão de fé religiosa, acompanhando o voto do ministro Dias Tófolli afirmando que “o direito de crença é também o direito de não crer”, não sendo possível autorizar-se “privilégio não extensível aos que têm outras crenças ou simplesmente não creem“.

    Marques seguiu na mesma toada, como você vê no vídeo abaixo, do site jurídico Migalhas, de novembro passado.

    “Se de um lado cada um deve ter liberdade de crer no quiser, isso não significa que o Estado deva associar-se as mesmas crenças e, com imprevisíveis consequências, ser compelido sem previsão em lei a criar meios alternativos a fim de atender as restrições dos mais diversos mandamentos religiosos”.

    Isto é, Nunes Marques não achava que uma forma de culto – “guardar o sábado do Senhor” – era razão suficiente para que um governante fizesse uma mera mudança de data de prova mas, agora, para ser dócil a Jair Bolsonaro, acha que adiar uma reunião de fiéis por conta de uma doença que mata milhares por dia é inaceitável e manda a Polícia Federal garantir o culto.

    É bom que as pessoas saibam ver o que é sinceridade e o que é farisaísmo.

    https://youtu.be/sloTY5w00tw

    Curtir

  17. Tudo onde a esquerda predomina vai a falência.
    Serve de exemplo esse blog que outrora já foi muito visitado.
    Agora apenas meia duzia de militantes postam comentários.
    É uma pena,

    Curtir

  18. Colegas, vocês perceberam que depois que o Lula reapareceu, o Jair já está fazendo tudo o que o Lula falou no discurso? Passou a usar máscara, que não usava desde janeiro, defender vacina, dizendo até que está pensando em se vacinar e já montou uma força tarefa pra discutir a Covid, conforme o Lula falou que faria. Toma vergonha, Bolsonaro! Mais um discurso do Lula e o bozo sai por aí vestido de zé gotinha, vacinando todo mundo. Hushuahuashua hushuashuashua hushuahuau huahuashua hushuashuashua

    Curtir

    • Olha… Isso sim é LÍDER!
      Outra coisa: o cara pega um microfone e fala, externando um pensamento coerente, coeso e verossímil por, 20, 30, 40, 60 minutos… E empolga!
      Já o outro não consegue construir uma fala de cinco minutos em que não repita “cuestão”, “isso aí”, “tem que ver”, “taoquei”; ou seja: “essa cuestão tem que ver isso aí taoquei?”
      Aí eu entendi a razão de o Lula ter sido, tantas vezes, “Doutor Honoris Causae”. E nunca votei no Lula ou na Dilma.

      Imagina quando o pessoal começar a lembra de: quando comprou a primeira casa, o primeiro carro, a primeira viagem de avião, o primeiro diploma universitário, do emprego com carteira assinada e plano de saúde, das horas e horas no shopping center com a criançada, do “churras e breja todo final de semana”… E quando o empresariado começar a lembrar que tudo isso fazia a manivela da SUA caixa registradora virar continuamente?
      Enfim: se for Lula em 2022, ele terá o que mostrar…
      E o Jair? E o Jair?!!!

      O Jair nem as polícias vacina…

      Curtir

  19. Agora vai hein!.
    O PCC resolveu abraçar o BO e suspender os bailes funk’s durante a pandemia.
    O que o governo e suas polícias não têm competência para fazer, o PCC apenas com um integrante e algumas rajadas de metralhadora fez.
    Felizmente, as autoridades sanitárias deste Estado podem contar com o apoio do PCC para o enfrentamento da crise.
    Em tempo: O lockdown, caso o Estado não seja respeitado por não conseguir fazer valer o princípio da autoridade, pode delegar a atribuição para eles que com certeza conseguirão. São muito eficientes em toque de recolher.
    É isso ai, o poste mijando no cachorro.

    Curtir

  20. Ditadura?
    Ditadura eu vejo em Chefes dos Investigadores e Escrivães que fazem ou escolhem quem eles querem numa unidade, divisão, departamento, delegacia, seccional ou deparmento.
    Ainda se não vão com a cara de uma pessoa colocam um X nas costa do infeliz.
    Ainda falam que a PM é pior.
    Já fui PM e posso afirmar que alguns policiais civis conseguem ser pior que PM, em especial o chefes, delegados não por esse tem cultura e educação.

    Curtir

  21. Na Polícia Civil só tem policiais covardes que não que tem coragem de lhe chamar no canto como homem pra desenrolar qualquer problema ou situação, o que faz da gente um bando de covardes, ignorantes, fofoqueiros e difamadores, sem credibilidade na sociedade, pior do que a dona Maria fofoqueira e invejosa que só deseja o mal para os outros. Vergonha, vergonha, vergonha!
    Precisamos ter postura de homens policial e não de um covarde que fala pelas costas e pelos cutuvelos, isso é coisa de paisano.

    Curtir

  22. Bolsonaro leva Queiroga para ajoelhar na cloroquina
    Fernando Brito
    05/04/2021
    4:13 pm

    https://tijolaco.net/wp-content/uploads/2021/04/chaveco.png.webp

    O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou há pouco que vai interromper as suas atividades, depois de amanhã, para acompanhar Jair Bolsonaro numa visita a Chapecó, em Santa Catarina.

    Será o espetáculo de humilhação pública a que Queiroga se prestará, indo posar ao lado do prefeito da cidade, que publica vídeos nas redes sociais dizendo que a cloroquina está levando Chapecó a ficar com os hospitais às moscas, vazios, quase sem casos para atender.

    Em discurso, diz que a cidade é um “exemplo” de sucesso, porque “naquele município o médico tem liberdade total para trabalhar com o paciente”. Ou seja, tem incentivo do prefeito a entupir seus pacientes com medicação imprópria e perigosa.

    Claro que a história do “exemplo” não é bem assim: em janeiro, logo após a posse, o prefeito João Fernandes (PSD) desceu cloroquina e ivermectina goela abaixo da população.

    Isso não impediu, um mês depois, que o próprio prefeito definisse a situação de Chapecó como a de colapso da Saúde.

    No início do mês passado. ficou sabida nacionalmente conhecido o transporte de pacientes de avião de Chapecó para o Espírito Santo, por falta de condições para atendê-los.

    A situação continua ruim e você pode ver que a ocupação dos leitos de UTI, que segue em 100%, tanto no Hospital Regional do Oeste (público) quanto no hospital da Unimed na cidade.

    O prefeito, porém, gravou um vídeo autopromocional, dizendo que as UTIs estão vazias, sem pacientes. Os leitos que mostra, porém, são de uma unidade que transferiu 85 pacientes para outras instalações e está sendo desativada: o Centro Avançado de Atendimento à Covid, que tinha 75 leitos de enfermaria e mais 25 de unidade semi-intensiva, onde se esperava a remoção para uma UTI.

    É claro que Marcelo Queiroga sabe de tudo isso, mas irá, quarta-feira, participar da farsa presidencial da “cloroquina (ou ivermectina, ou spray nasal, ou feijão do Valdomiro) cura na hora.

    Curtir

  23. Bolsonaro leva Queiroga para ajoelhar na cloroquina
    Fernando Brito
    05/04/2021
    4:13 pm

    https://tijolaco.net/wp-content/uploads/2021/04/chaveco.png.webp

    O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou há pouco que vai interromper as suas atividades, depois de amanhã, para acompanhar Jair Bolsonaro numa visita a Chapecó, em Santa Catarina.

    Será o espetáculo de humilhação pública a que Queiroga se prestará, indo posar ao lado do prefeito da cidade, que publica vídeos nas redes sociais dizendo que a cloroquina está levando Chapecó a ficar com os hospitais às moscas, vazios, quase sem casos para atender.

    Em discurso, diz que a cidade é um “exemplo” de sucesso, porque “naquele município o médico tem liberdade total para trabalhar com o paciente”. Ou seja, tem incentivo do prefeito a entupir seus pacientes com medicação imprópria e perigosa.

    Claro que a história do “exemplo” não é bem assim: em janeiro, logo após a posse, o prefeito João Fernandes (PSD) desceu cloroquina e ivermectina goela abaixo da população.

    Isso não impediu, um mês depois, que o próprio prefeito definisse a situação de Chapecó como a de colapso da Saúde.

    No início do mês passado. ficou sabida nacionalmente conhecido o transporte de pacientes de avião de Chapecó para o Espírito Santo, por falta de condições para atendê-los.

    A situação continua ruim e você pode ver que a ocupação dos leitos de UTI, que segue em 100%, tanto no Hospital Regional do Oeste (público) quanto no hospital da Unimed na cidade.

    O prefeito, porém, gravou um vídeo autopromocional, dizendo que as UTIs estão vazias, sem pacientes. Os leitos que mostra, porém, são de uma unidade que transferiu 85 pacientes para outras instalações e está sendo desativada: o Centro Avançado de Atendimento à Covid, que tinha 75 leitos de enfermaria e mais 25 de unidade semi-intensiva, onde se esperava a remoção para uma UTI.

    É claro que Marcelo Queiroga sabe de tudo isso, mas irá, quarta-feira, participar da farsa presidencial da “cloroquina (ou ivermectina, ou spray nasal, ou feijão do Valdomiro) cura na hora.

    Curtir

  24. Brasil campeão Mundial de óbitos. Triste ser campeão nessa categoria. Como disse alguém aí em cima: “é um ótimo governo, quem viver, verá”…. QUEM VIVER !!!

    Curtir

  25. Brasil bate recorde e registra 4.195 mortes por Covid-19 em 24 horas
    Só outros dois países em todo o mundo já ultrapassaram mais de 4.000 mortes em um só dia
    Anna Satie, da CNN, em São Paulo
    06 de abril de 2021 às 17:55 | Atualizado 06 de abril de 2021 às 18:22
    Compartilhar

    O Brasil bateu nesta terça-feira (6) novo recorde e registrou mais 4.195 mortes por Covid-19, de acordo com levantamento do Conass (Conselho Nacional de Secretários da Saúde). Isso equivale a uma morte a cada 20 segundos.

    Segundo dados da plataforma Our World in Data, associada à Universidade de Oxford, apenas dois outros países já tiveram mais de 4.000 vítimas da doença em um só dia: os Estados Unidos, em janeiro deste ano, e o Peru, em agosto de 2020, após a revisão de números represados.

    Desde o início de março, o Brasil é o país em que mais se morre por Covid-19. Os Estados Unidos, que estão em segundo lugar nessa lista, tiveram 515 óbitos nesta segunda, o último dado disponível — menos que a metade dos 1.319 registrados por aqui no mesmo dia.

    Ao todo, 336.947 brasileiros perderam a vida para a doença causada pelo novo coronavírus.

    Também foram confirmados mais 86.979 casos, totalizando 13.100.580.

    Leia mais
    Governo do Amazonas projeta terceira onda da Covid-19 para maio
    Pesquisadores da Fiocruz alertam para piora da Covid e sugerem lockdown nacional
    São Paulo bate recorde e registra 1.389 mortes por Covid-19 em 24 horas
    Essa máxima é puxada pelos dados do estado de São Paulo, que registrou mais 1.139 mortes por Covid-19 nesta terça, o maior número até o momento. De acordo com a secretaria estadual de Saúde, a atualização contém dados acumulados desde o feriado da última sexta-feira (2).

    Pesquisadores da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) ouvidos pela CNN disseram que só um lockdown nacional, com duração mínima de duas semanas, seria capaz de conter o avanço da doença no país. Para eles, apenas medidas rígidas podem evitar que o mês de abril seja ainda pior que março, o mês mais fatal da pandemia até o momento, com 66.868 óbitos registrados.

    Cemitério da Vila Formosa, em São Paulo, durante pandemia da Covid-19
    Sepultamento noturno no cemitério da Vila Formosa, em São Paulo, durante pandemia da Covid-19
    Foto: Ronaldo Silva/Futurapress/Estadão Conteúdo (31.mar.2021)
    Outra maneira de frear a pandemia seria o avanço da vacinação. No entanto, até esta terça, o país aplicou ao menos 26 milhões de doses —dessas 20,3 milhões são referentes à primeira dose e 5,6 milhões, à segunda, necessária para ser considerado imunizado. Os números correspondem à 9,6% e 2,6% da população, respectivamente.

    O presidente Jair Bolsonaro disse à CNN que há grande probabilidade que o país fabrique a vacina Sputnik V e que uma equipe do governo deve visitar as instalações de produção na Rússia em breve.

    No entanto, o imunizante ainda não recebeu aprovação para uso emergencial ou registro da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). No último dia 27, o órgão suspendeu o prazo de análise do requerimento feito pela Neo Química, representante da Sputnik no Brasil, por falta de dados.

    Curtir

  26. O que falta no Brasil e no mundo é empatia!
    A prova está nesta doença que não há cargo ou dinheiro que salve vida.
    Falta amor e paz ao próximo.
    É por isso que o munda está do jeito que está, é como se fosse uma Braga jogada no bundo, como era feito por Deus nas histórias da Bíblia.

    Curtir

  27. Se Lula for mantido no jogo, o 2° turno será entre Bolso e ele.

    Quem vencerá…sinceramente não sei.

    Do mesmo modo que ambos são idolatrados por 20 a 25% de fanáticos, um à extrema esquerda e outro à extrema direita…são também quase que igualmente odiados.

    A questão é:

    Quem será o “menos odiado” pelos 40% de eleitores que não ligam muito para ideologia, e só querem trabalhar e viver suas vidas?

    Sinceramente, hoje, não sei.

    Quanto ao restante dos concorrentes…com Bolsonaro e Lula no páreo, eles simplesmente não existem.

    Talvez se Moro quisesse entrar no jogo até haveria possibilidade de se mudar o quadro, mas, fora Sérgio Moro, o restante é uma soma de piadas sem voto!

    Curtir

  28. Pela 1ª vez após dois meses, Araraquara fica dois dias sem registrar mortes por Covid-19
    Cidade, que decretou lockdown de dez dias em fevereiro, viu cair números de novos casos, internações e mortes

    Salvar para ler depoisSALVAR ARTIGOS

    COMPARTILHAMENTO ESPECIAL
    Assinantes podem liberar 5 acessos por dia para conteúdos da Folha
    Assinantes podem liberar 5 acessos por dia para conteúdos da Folha

    Assinantes podem liberar 5 acessos por dia para conteúdos da Folha

    6.abr.2021 às 14h15
    Ouvir o texto
    02:55
    02:55

    Pela primeira vez após mais de dois meses, Araraquara (a 273 km de São Paulo) registrou dois dias seguidos sem mortes provocadas pela Covid-19.

    Depois de implantar um lockdown de dez dias, com restrições mais severas nos sete primeiros dias, a cidade passou a ver nas semanas seguintes cair os números de novos casos provocados pelo novo coronavírus, internações e óbitos.

    Desde então, já tinha ficado sem registrar mortes em um dia, como em 26 de março —foi a primeira vez desde 10 de fevereiro—, mas não passava dois dias sem óbitos provocados pela Covid-19 desde 3 de fevereiro.

    2 6
    Araraquara implanta barreiras sanitárias para tentar conter avanço de casos de Covid-19

    VOLTARFacebookWhatsappTwitterMessengerLinkedinE-mailCopiar link
    https://fotografia.folha.uol.com.br/galerias/1695961819704230-araraquara-implanta-barreira-sanitaria-para-tentar-conter-avanco-de-casos-de-covid-19#foto-1695962155890217
    Loading
    Naquele momento, Araraquara começava a sentir os efeitos da circulação da variante brasileira da doença no município. Então com 121 óbitos, viu o número disparar, até chegar às atuais 335 mortes.

    Desse total, 243 foram registradas neste ano, sendo 219 delas a partir de fevereiro.

    Imagem mostra homens em pé, ao lado de trailer, enquanto aguardam atendimento em mesas instaladas em barreira sanitária
    Motoristas aguardam atendimento em barreira sanitária de Araraquara – Divulgação/Prefeitura de Araraquara
    O lockdown em Araraquara veio seguido de uma série de medidas, como a transformação de um antigo motel em unidade de retaguarda, para atender pacientes que não tenham condições de cumprir o isolamento necessário em suas casas, e o uso de uma igreja como extensão da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Vila Xavier, para internações precoces.

    Segundo a secretária da Saúde de Araraquara, Eliana Honain, o paciente com comorbidade e que tenha necessidade de internação terá melhores condições de monitoramento no local.

    1 10
    Araraquara vê disparada de casos de Covid-19 após circulação de nova variante

    VOLTARFacebookWhatsappTwitterMessengerLinkedinE-mailCopiar link
    https://fotografia.folha.uol.com.br/galerias/1694352418447861-araraquara-ve-disparada-de-casos-de-covid-19-apos-circulacao-de-nova-variante#foto-1694352418485535
    Loading
    Na semana passada, a prefeitura antecipou dois feriados, suspendeu o transporte coletivo e criou barreiras sanitárias com o objetivo de impedir a entrada na cidade sem justificativa de veículos de outros municípios.

    Foram feitos 819 testes rápidos em motoristas e ocupantes de veículos que chegavam às barreiras, instaladas nas entradas do município, dos quais 27 deram resultado positivo.

    Foram abordados 6.171 veículos, com 408 sendo obrigados a retornar às cidades de origem após os motoristas não conseguirem justificar um motivo essencial para entrar em Araraquara.

    Curtir

  29. Foram abordados 6.171 veículos, com 408 sendo obrigados a retornar às cidades de origem após os motoristas não conseguirem justificar um motivo essencial para entrar em Araraquara.

    Curtir

    • Pela 1ª vez após dois meses, Araraquara fica dois dias sem registrar mortes por Covid-19
      Cidade, que decretou lockdown de dez dias em fevereiro, viu cair números de novos casos, internações e mortes

      Salvar para ler depoisSALVAR ARTIGOS
      Recurso exclusivo para assinantes

      6.abr.2021 às 14h15

      Marcelo Toledo RIBEIRÃO PRETO

      Pela primeira vez após mais de dois meses, Araraquara (a 273 km de São Paulo) registrou dois dias seguidos sem mortes provocadas pela Covid-19.

      Depois de implantar um lockdown de dez dias, com restrições mais severas nos sete primeiros dias, a cidade passou a ver nas semanas seguintes cair os números de novos casos provocados pelo novo coronavírus, internações e óbitos.

      Desde então, já tinha ficado sem registrar mortes em um dia, como em 26 de março —foi a primeira vez desde 10 de fevereiro—, mas não passava dois dias sem óbitos provocados pela Covid-19 desde 3 de fevereiro.

      Araraquara implanta barreiras sanitárias para tentar conter avanço de casos de Covid-19

      Naquele momento, Araraquara começava a sentir os efeitos da circulação da variante brasileira da doença no município. Então com 121 óbitos, viu o número disparar, até chegar às atuais 335 mortes.

      Desse total, 243 foram registradas neste ano, sendo 219 delas a partir de fevereiro.

      Imagem mostra homens em pé, ao lado de trailer, enquanto aguardam atendimento em mesas instaladas em barreira sanitária
      Motoristas aguardam atendimento em barreira sanitária de Araraquara – Divulgação/Prefeitura de Araraquara
      O lockdown em Araraquara veio seguido de uma série de medidas, como a transformação de um antigo motel em unidade de retaguarda, para atender pacientes que não tenham condições de cumprir o isolamento necessário em suas casas, e o uso de uma igreja como extensão da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Vila Xavier, para internações precoces.

      Segundo a secretária da Saúde de Araraquara, Eliana Honain, o paciente com comorbidade e que tenha necessidade de internação terá melhores condições de monitoramento no local.

      Araraquara vê disparada de casos de Covid-19 após circulação de nova variante

      Na semana passada, a prefeitura antecipou dois feriados, suspendeu o transporte coletivo e criou barreiras sanitárias com o objetivo de impedir a entrada na cidade sem justificativa de veículos de outros municípios.

      Foram feitos 819 testes rápidos em motoristas e ocupantes de veículos que chegavam às barreiras, instaladas nas entradas do município, dos quais 27 deram resultado positivo.

      Foram abordados 6.171 veículos, com 408 sendo obrigados a retornar às cidades de origem após os motoristas não conseguirem justificar um motivo essencial para entrar em Araraquara.

      Curtir

  30. Eu acho que falta na polícia civil mais policiais civis, chefes e delegados com empatia, companheirismo, e ajudar o próximo o colega como é na PM, PF, MP e etc.
    Isso iria dar ajudar muito a gente se reerguer como a verdadeira polícia cidadã a polícia judiciária.

    Curtir

Os comentários estão desativados.