Gente jovem com tesão para roubar, traficar, transmutar homicídio (hoje feminicídio) para suicídio sempre foi rotina no DHPP…Promoções por ( des ) merecimento a velocidade da luz…Depois vai para a galera faturar muito dinheiro…Sorte o PCC ter organizado as biqueiras e proibido a matança…E azar dos íntegros que lá estão por devoção e não para se submeter a MEGANHAS ASSASSINOS e a Secretário Promotor-Capitão que adora receber uma caixa de sapato italiano todas as sextas ( sem os sapatos ) , Havanas, Flats, viagens para ver o Corinthians, etc …kkk 3

Policial é preso suspeito de negociar 10 kg de cocaína com traficantes

Informante de policial morto na ação prestou depoimento na Delegacia Seccional de São Carlos - Reprodução/Google Maps
Informante de policial morto na ação prestou depoimento na Delegacia Seccional de São Carlos Imagem: Reprodução/Google Maps

Josmar Jozino

Colunista do UOL

13/02/2023 04h00

Receba os novos posts desta coluna no seu e-mail

Até a manhã da última sexta-feira (10), o policial civil Guilherme Henrique da Silva Roque, 34, integrava uma das mais importantes delegacias do DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa) e investigava uma série de mortes envolvendo o alto escalão do PCC (Primeiro Comando da Capital).

No período da tarde, Roque teve a arma e a carteira funcional recolhidas, foi detido e conduzido para o Presídio Especial da Polícia Civil, no bairro do Carandiru, zona norte. Ele é investigado por suposta participação em uma negociação de cocaína com traficantes de drogas em São Carlos (SP).

Publicidade

A reportagem não conseguiu contato com os advogados do investigador Roque neste final de semana, mas publicará na íntegra a versão dos defensores dele assim que houver uma manifestação.

A negociação de 10 kg de cocaína entre policiais civis e traficantes de drogas aconteceu às 18h30 do último dia 6 e culminou com a morte do agente policial Gabriel Jorge Thomé, 40, como divulgou esta coluna na quinta-feira (9).

Segundo as investigações, a intermediação entre os policiais civis e os donos da cocaína foi feita por Wilian Pereira Lopes, 28. Ele contou na Delegacia Seccional de São Carlos que era informante (ganso) de Gabriel e de outros policiais civis. E também confessou ter sido o negociador dos 10 kg de cocaína —a polícia investiga de que forma o grupo obteria a droga, uma vez que não portaria dinheiro.

A ação foi mal sucedida. Os criminosos desconfiaram de Gabriel. Houve troca de tiros e o agente levou a pior. Acabou morto com dois tiros.

Wilian foi preso em flagrante. Ele confessou a participação no esquema e contou que viajou de São Paulo para São Carlos, com o objetivo de negociar a droga, junto com o agente Gabriel e outros três homens que seriam policiais civis, conhecidos como Roque, Thor e Danilo.

Os traficantes suspeitos de matar Gabriel foram identificados como Luiz Alberto Guimarães de Sousa, 28, e Pablo Stevan Carvalho de Souza, 24. Ambos estão foragidos. Além da dupla, a polícia procura a comparsa deles, Fabiana Delbuque, 31.

Outro agente afastado

Roque, um dos sobrenomes citados pelo informante Wilian, foi preso pela Corregedoria da Polícia Civil. Ele trabalhava na 3ª Delegacia de Repressão a Homicídios Múltiplos, do DHPP.

O policial civil investigava as mortes de Anselmo Becheli Santa Fausta, 38, o Cara Preta –um narcotraficante ligado a líderes do PCC– e do motorista e braço direito dele, Anselmo Corona Neto, o Sem Sangue, 33. Os dois foram assassinados em dezembro de 2021 no Tatuapé, zona leste paulistana.

Guilherme Roque chegou a assinar relatórios de investigação apontando o empresário Antônio Vinícius Lopes Gritzbach, 36, como o mandante dos assassinatos de Cara Preta e Sem Sangue. Vinícius foi preso em Itacaré, na Bahia, no último dia 2. Ele alega ser inocente.

Nos relatórios constam que Vinícius realizou negócios com Cara Preta e teria desviado dinheiro dele. A investigação conduzida por Roque e equipe aponta que o empresário mandou matá-lo após Cara Preta descobrir o suposto desvio. A defesa de Vinícius diz que provará a inocência do cliente durante o curso processual e que entrou com habeas corpus pedindo a liberdade dele.

Nos bastidores policiais, os rumores são de que um outro agente policial que trabalhava com Roque e também investigava as mortes de Cara Preta e Sem Sangue foi afastado das funções e está na mira da Corregedoria da Polícia Civil e do Ministério Público.

De acordo com fontes policiais, há suspeitas de que outras pessoas que chegaram a ser presas por envolvimento no assassinato de Cara Preta e depois foram soltas teriam sofrido extorsão milionária. Até agora, no entanto, nada disso foi comprovado pela Corregedoria da Polícia Civil.

  1. Cada enxadada, uma minhoca… quebraram mais um sigilo do cartão do governo derrotado. Só o vice Mourão, gastou 3 milhões e 800 mil no cartao corporativo. Assim, até eu defendo o bozo !

    Curtir

  2. A bem da verdade, filme lindo seria os traficantes terem matado os cinco. Que benefício pra polícia e para a sociedade hein! disse:

    Pelo contexto, a coisa é muito mais grave do que o deplorável assassinato de um bandido travestido de policial numa negociata de pó. Bandido policial “versus” bandido marginal com direito a múltiplas extorsões. CORREGEDORIA, me ajuda aí pô! Será que vai passar nos programas sensacionalistas de final de tarde?

    Curtir

  3. O GAECO poderia acompanhar com mais atenção esses “assassinatos” do “sem sangue” e do “cara preta” não apenas para levar à justiça quem matou e quem mandou, mas principalmente quem prendeu e por quanto soltou. Entende?

    Curtir

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do comentarista que venha a ofender, perturbar a tranquilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros.O autor do comentário deve ter um comentário aprovado anteriormente. Em caso de abuso o IP do comentarista poderá ser fornecido ao ofendido!...Comentários impertinentes ou FORA DO CONTEXTO SERÃO EXCLUÍDOS.. Contato: dipolflitparalisante@gmail.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s