Bolsonaro e o risco de um golpe policial 34

  • Bolsonaro e o risco de um golpe policial

Pedro Ladeira/Folhapress

Renato Sérgio de Lima

Texto de autoria de Rafael Alcadipani*

Todas as vezes em que emerge um arroubo golpista de Jair Bolsonaro, há questionamentos se as Forças Armadas brasileiras bancariam uma aventura autoritária do Presidente. Porém, pouco se tem falado das polícias que, na prática, possuem um efetivo na ativa bem maior do que as próprias Forças Armadas e que, em larga medida, votaram e apoiaram com entusiasmo Bolsonaro nas últimas eleições. O que, em outras palavras, coloca-nos a questão se, a depender das condições políticas, os policiais se rebelariam contra a democracia e ajudariam o presidente a fechar o Congresso e o STF?

Vale relembrar que Bolsonaro utilizou quartéis da PM, unidades da Polícia Civil e da Polícia Federal como verdadeiros palanques. Inúmeros policiais utilizaram e utilizam as redes sociais para defender Bolsonaro e suas ideias. Diante de todo este explícito apoio, com a conivência dos comandos das polícias, a pergunta faz todo sentido. Porém, é preciso perguntar por que policiais apoiam em peso Bolsonaro. Tal apoio se deve a dois fatores principais. Primeiro, policiais se sentem incompreendidos e desconsiderados pela imprensa e pela sociedade em geral. Isso se alia a condições de trabalho extremamente desafiadoras e questões ligadas a baixa remuneração. Segundo, Bolsonaro tem um claro discurso de “bandido bom é bandido morto” algo que é implícita e explicitamente aceito por parte da sociedade brasileira e por policiais. Diante disso, será que este apoio se reverteria em uma sublevação policial pró golpe Bolsonarista?

Para responder a estas perguntas precisamos lembrar que temos várias polícias no Brasil com características próprias e especificidades tanto institucionais-operacionais quanto regionais. Da ditadura para os dias de hoje, todas as forças policiais se profissionalizaram e ficaram mais técnicas. Mas, a Polícia Federal é a polícia mais estruturada, organizada e técnica do país e o seu profissionalismo extremo tende a deixá-la mais longe de aventuras. Porém, o número de policiais federais é muito menor do que de policiais civis e de PMs e teria, sozinha, dificuldades para impedir um movimento golpista das demais instituições policiais.

Nos Estados, temos as Polícias Civis e Militares. As Polícias Civis possuem características culturais muito diferente das PMs. Além disso, elas foram sucateadas ao longo dos anos e hoje estão debilitadas tanto em termos de efetivo quanto de materiais. As Polícias Civis são comandadas por bacharéis em direito, o que lhes gera uma tendência de apoio a institucionalidade jurídica. Além disso, policiais civis tendem a ter uma mentalidade mais flexível e realizaram uma transição mais forte da ditadura para a democracia em suas práticas cotidianas. Na realidade, isso significa que tais instituições estariam menos propensas a seguir uma radicalização política na prática. Porém, o efetivo da Polícia Civil é quase 1/3 do efetivo das PMs.

O grande fiel da balança para um golpe pró-Bolsonaro está nas PMs, pois são as maiores forças policiais do país. Policiais em geral e as PMs em particular tendem a serem vistos de forma única pelas pessoas. A noção de PMs como pessoas pouco estudadas não se sustenta na realidade. Em muitos Estados do Brasil, PMs exigem um diploma universitário para o ingresso na carreira. Há inúmeros PMs graduados em direito, tanto nas praças quanto entre os oficiais. Há uma longa formação nas academias e a progressão na carreira depende de cursos. Os oficiais, em especial, tendem a ser muito bem preparados e capacitados.

Embora Bolsonaro personifique todos os estereótipos que os militares buscam evitar, a defesa do militarismo por Bolsonaro é muito bem-visto dentro das PMs. Mas, seus arroubos cada vez mais frequentes têm reduzido sua aceitação. A despeito dos inúmeros casos de abusos de PMs que surgem na mídia, as instituições possuem em seu curriculum disciplinas de Direitos Humanos. Além disso, a maioria dos milhões de atendimentos das PMs no Brasil não geram não conformidades. As PMs enfrentam um problema importante: a imagem dos PMs políticos eleitos que tendem a ser explícita ou implicitamente pró-Bolsonaro e contra os governadores estaduais colou nas instituições.

Além disso, a boa maioria dos parlamentares das PMs que são eleitos possuem um discurso em prol da violência e dos abusos policiais. Além disso, muitos PMs da reserva radicalizaram o discurso pró-Bolsonaro. A voz dos PMs radicais ecoa muito mais do que a voz dos moderados, principalmente nas mídias sociais. Os comandos das polícias são extremamente lenientes com as postagens radicais de seus policiais e isso afeta a imagem da instituição. Tudo isso gera a sensação de que as PMs fariam qualquer coisa para defender o “mito”. Mas, será?

Muitos oficiais da PM dizem que a “hierarquia e a disciplina são nossa maior virtude e nosso maior defeito”. Diante disso, PMs estariam dispostos a romper a hierarquia e a disciplina, pilares centrais da instituição, para uma aventura Bolsonarista? O rompimento da hierarquia e disciplina pode esfacelar uma organização militar e teria um efeito direto nos comandantes. Além disso, uma tentativa de golpe frustrado teria efeitos devastadores na reputação institucional das PMs e há poucas coisas que um PM respeita mais do que a própria instituição.

Outro ponto a se destacar é que PMs se percebem como pessoas que seguem as leis à risca e respeitam as instituições. Diante disso, é muito pouco provável que instituições policiais brasileiras apoiem uma aventura bolsonarista. A atual geração que comanda as polícias brasileiras ainda sofreu o rechaço social pela atuação de suas instituições na ditadura militar brasileira e sabem que o golpismo gera uma dívida histórica muito difícil de pagar.

Entretanto, nas polícias de nosso país há uma prevalência de questões psicológicas e psiquiátricas que muitas vezes são ignoradas ou negligenciadas. Por isso, há a possibilidade real de que “lobos solitários” extremamente radicalizados atuem em defesa de Bolsonaro de duas formas.

A primeira caso Bolsonaro proponha um golpe, estes elementos radicalizados podem tentar sublevar unidades policiais específicas a favor do Presidente. Muito possivelmente as próprias polícias resolveriam o problema. Mas, haveria uma grande repercussão. A segunda forma seria que algum indivíduo radicalizado e totalmente desequilibrado atentasse contra a vida de um governador, por exemplo. O próprio atentado contra Bolsonaro mostra o risco de um lobo solitário.

Anos de questões salariais e de negligência dos governos estaduais para com as polícias tem gerado tensões entre policiais e governantes. Bolsonaro explora isso muito bem. No atual momento, estas tensões podem aflorar e gerar repercussões desastrosas pela ação de um indivíduo. Se por um lado as nossas polícias tendem a ser garantidores de nossa democracia, por outro a facilidade com que as ideologias autoritárias navegam nestas instituições precisa ser combatida. Afinal, não é nada normal cogitar que polícias possam apoiar um Presidente golpista.

*Professor da FGV-EAESP e membro do Fórum Brasileiro de Segurança Pública

  1. RESPOSTA AO FLITPARALISANTE COMUNISTA: NO REGIME MILITAR O SALÁRIO INICIAL DE UM SARGENTO PM, DE UM INVESTIGADOR E DE UM ESCRIVÃO ERA DE 10 SALÁRIOS MÍNIMOS, O QUE EQUIVALE HOJE À R$ 10.450,00. ESTA É A DITADURA TÃO PROPALADA PELO FLIT COMUNISTA. O FLIT NÃO SABE ainda que o comunismo assassinou 40 milhões na Ucrânia (onde hoje o COMUNISMO é 100 % PROIBIDO) e outros 50 milhões na Rússia (atualmente ainda na mão do COMUNISTA Vladimir Putin) e ainda outros 70 milhões na China COMUNISTA (a mesma que é autora da FARSA do CORONAVÍRUS que não passa de uma gripe comum !). Sai desta FLIT COMUNISTA !

    Curtir

    • Se você tem internet (wifi, aquela discada da década de 90 não existe mais, se é que você conheceu isso), vai no google e escreve “hoje”. Aparece dia e hora, 22 de abril de 2020, 16:00.
      1985 já passou, faz 35 anos. Reagan morreu, Gorbachev é um senhorzinho de 90 anos quase, a URSS não existe mais, somos um país regido por uma constituição promulgada em 1988, até votamos para governador, as polícias andam de hilux e triton.
      Precisa se situar no tempo. Sério.

      Curtido por 1 pessoa

  2. As PM jamais vão se rebelar contra os governadores. O exemplo é do dia 16 de outubro de 2008. Alguém se lembra?

    Curtir

  3. Já repararam que tudo o que for contra o que a esquerda quer é GOLPE?
    Ditadura? Onde aconteceu isso?
    Que eu saiba houve um Regime Militar por conta do povo clamar pelas Forças Armadas para que não houvesse um Golpe por parte dos comunistas, guerrilheiros, que estavam se instalando no Brasil.
    O tal de Jango, Maia de hoje, com visitas à China! Lembra alguma coisa ou é pura coincidência? Se argolou com vários governadores e orquestraram a renuncia do pinguço Jânio Quadros Lembra alguma coisa também?, Assim como Maia vem fazendo com Bolsonaro, só que esse é Bravo e não é cagão.
    Coisas de família não é mesmo! Jango era cunhado de Brizola e Maia genro de Moreira Franco, ah tah, é casado com a sogra dele kkkkk.
    Meu Deus, tão querendo vender esse Brasil mesmo e tá cheio de iluminados querendo a cabeça do Presidente da nossa República.
    Companheiros, reflitam….
    Leiam um pouco sobre a carreira do João Goulart, traidor da Pátria e reparem como é cíclica a coisa.

    Curtir

    • Apoio 100 % a vc Tira Veio ! A CF de 1988 foi elaborada por Comunistas e é tão ruim que nem o STF e o Congresso obedecem a ela ! O único que obedece ela é nossa merda de Exército vagabundo e traíra, por isto nosso país está esta merda. Todo o Alto-Comando deveria ser fuzilado !

      Curtir

  4. Só uma pergunta: ” Qual atração de alguém dar golpe se já está na cadeira?”.

    Curtir

    • Alguém que incorporasse poderia psicografar cartas de Jânio Quadros, de Hugo Chávez. Eles explicariam. Também poderiam incorporar e psicografar cartas dos generais que instituíram a CF/67 e/ou que conceberam a permanência no poder pós-64.
      Ele quer dar o golpe, sim. Para romper a institucionalidade, porque da forma como está há freios (limites) e contrapesos (barreiras que um Poder impõe ao outro). Quando rompe a institucionalidade faz desaparecer os limites constitucionais e faz emergir, mesmo artificialmente, novos parâmetros, notadamente quanto à usurpar poderes hoje privativos do Legislativo e aptos a anular o Judiciário hoje configurado. Ele quer uma revolução, porque revolução não observa limites já estabelecidos.
      A Constituição Federal/88, na versão original, foi muto bem pensada. Mas ao longo dos anos os próprios integrantes do Estado deturparam o seu papel e puseram a sociedade, a Constituição a trabalhar para eles. Notadamente nos capítulos que tratam de direitos e vantagens de servidores públicos. Nos capítulos que inseriram novas instituições como permanentes à estrutura do Estado; nos capítulos que estabeleceram gastos (“investimentos”) fixos para agentes e instituições estatais, tudo custeado pelo Povo.
      Aí passou-se a impressão para o Povo de que o Estado sustenta uma casta. Mas o Povo se esquece ou não vê que os mentores atuais da quebra da institucionalidade são eles mesmos, há décadas, sustentados (eles e suas famílias) pelo Estado que ajudaram a inflar enquanto lhes interessa(va).
      De fato, as FFAA não têm condições materiais de apoiar Bolsonaro, mas as policias, principalmente as militares, podem ter a propensão de ocupar o atual vácuo/incapacidade de tais instituições. E a história também já disse que mesmo polícias civis colaboraram, muito, para a instituição e regimes “revolucionários”.
      A respeito, há um documentário muito elucidativo sobre a greve dos caminhoneiros. No youtube, vídeos de motoristas aplaudindo forças fardadas, etc e tal. No documentário, PRF, PF e E.B determinando a desobstrução de rodovias, removendo caminhões, prendendo caminhoneiros.
      A Constituição Federal, originalmente escrita em 88, foi sábia. Mas o Povo que nasceu após 88 tem saudade do que não viveu…
      Bolsonaro quer um golpe, sim (veja https://www.youtube.com/watch?v=WWOWsUiddhg), mas as FFAA hoje não têm condições de apoiá-lo.
      É prudente que se acompanhem os seus acenos aos órgãos policiais.

      Curtir

  5. Ahammm…
    Primeiro da a entender que apenas a PM se aventuraria e depois diz que questões salariais poderiam fazer com que a PC também poderia aderir.
    Vamos lá… Um Governo quer seu apoio e te valoriza salarialmente e de outras maneiras possíveis e o outro lhe trata como uma despesa mal paga ainda (nível PSDB com o funcionalismo).
    É bem evidente.
    Quanto ao bacharéis de Direito que tendem a obedecer o ordenamento jurídico aí é de dar risada. Tem de todos os tipos. Não para afirmar. Não existe Delegado corrupto? Não deveria seguir o ordenamento jurídico? Não adianta pagar de virgem do cabaré. Sinto muito. Aliás… Talvez em uma eventual intervenção ou golpe (sei lá) é possível que os Delegados tivessem uma figura forte neste sistema. Vai saber.

    Muita especulação.
    Democracia? Isso aqui é uma democracia mesmo? Sempre as mesmas figuras na política, o mesmo jeito de entrar nela e o pior… Sempre os mesmos problemas.

    Curtir

    • Tremenda “Democracia” temos com um sujeito que teve 74 mil votos (Maia), outro sujeito que teve 100 mil votos (Alcolumbre) e 11 togados que não tiveram NENHUM VOTO mandando mais que o Presidente. Se isso é “Democracia” que venha o golpe!

      Curtir

  6. Depois que vi a tia da Água Tônica (jovem, até bonita, com diploma -não digo bem formada, porque tem “doutor” que ganha mestrado de brinde em Lisboa), com formação em “Ciência Política”, mas atuando em marketing… Depois que a vi encontrando a “a cura do COVID” na geladeira do mercado… Depois dessa senhora com aspirações políticas (a nova política)…
    Não há nem uma salvação política, nem vinda de escolhas por eleitos ou de eleitores…
    Quem tiver juízo que se cuide, cuide dos seus..
    Somos muito atrasados. Muito despreparados. Isso aqui é terra de exploração. E continuará sendo por décadas.

    Curtir

  7. O Bolsonaro lembra aquele moleque folgado que abusava da sorte pois tinha um irmão ou primo valentões. Todo mundo ameaçava o cara mas não tinha coragem de dar um corretivo. O presidente, sempre que a coisa complica ou não anda como ele quer, coloca mais um general nos ministérios. Briga com todos os poderes, mas ninguém faz merda alguma. E assim o gigante adormecido continua em berço esplêndido.

    Curtido por 1 pessoa

  8. A. C.
    D. C.
    .
    .
    .
    Por enquanto estamos no olho do furacão, NÃO é possível fazer qualquer previsão, antes da definição desta situação,
    Havia um mundo (*) antes do “corona vírus”
    Haverá outro depois dele,
    Tudo será diferente, somente quem sobreviver saberá.

    (*)
    (Relacionamentos, visão do mundo, economia, formas de trabalho e crenças religiosas)

    Repito:
    “Bozonazi” marca passo contra o isolamento para que depois possa jogar a culpa pelo fracasso de seu desgoverno naqueles que seguiram as orientações dos especialistas.

    Em tempo:
    Polícia dando golpe, só se for para tomar uma nota.

    Curtir

  9. Pronto…
    E não é que essa também sobrou para a PM…
    Aí caraio. Essas nossas costas largas!

    Curtir

  10. Alguém tem que enfiar na cabeça desses retardados que pedem AI5 que naquela época havia todo um contexto histórico que favoreceu intervenções militares em paisecos como o Brazil. O tio Sam colocava grana pesada nesses países para impedir que eles virassem um braço da URSS. Hoje o Tio Sam faz o mesmo, só que com os islâmicos sunitas, que brigam com os xiitas, e por aí vai… não atoa são a maior nação do mundo.

    OU SERÁ QUE ESSES IDIOTAS PENSAM QUE INTERVENÇÃO MILITAR SAIU DA CABEÇA DESSES MERDAS DO ALTO COMANDO DO EXÉRCITO BRASILEIRO???

    acordem, imbecis! enquanto houver bons salários e pouco trabalho, os militares estarão cagando para a porra da população… e digo mais, com a PM é idem (exceto os praças, obviamente).

    Enfim, esse tipo de discussão é tão inócua que não faz o menor sentido perder tempo falando nisso. Só o fiz porque estou entediado.

    Fui!

    Curtir

  11. A boçalidade e a estupidez grassam em um meio em que tantos se gabam do “tirocínio” e de serem “vocacionados”. E saem arrotando “isso aqui já foi bom”. Parece que ser policial e conhecer História e estar informado são excludentes entre si.

    Curtido por 1 pessoa

  12. Quem é o Presidente do Brasil? Nas manifestações vai o bozo e nas entrevistas coletivas vai o Braga Neto? E ainda ressuscita o PAC (programa da Dilma). Morro e não vejo tudo!

    Curtir

  13. Parece que o Moro acordou e percebeu que embarcou numa canoa furada. Em breve, será a próxima baixa do governo Bolsonaro. Está ficando cada vez mais claro que o Bozo só quer personagens fictícios ao seu lado. Alguém saberia dizer em que época se deu o último governo absolutista do planeta?

    Curtir

    • Ainda se dá no Vaticano, onde o papa é um autocrata e, por ser considerado o sucessor de São Pedro, não deve qualquer satisfação de seus atos a quem quer que seja.

      Curtir

  14. O que fala em pé, não fala sentado. Presidente sem palavra é o mesmo que homem sem honra. disse:

    O mais respeitado e admirado quadro do governo bozonazi acaba de se demitir. Antes tarde do que nunca. Sai Ministro da Justiça de cabeça erguida para voltar em breve como Presidente da República.
    O perfil e biografia do Ex Ministro Sergio Moro não pactua com coisas erradas, quiça criminosas deste governo.
    Existe muita coisa podre no governo bozonazi, entre elas, o ainda não esclarecido mandante do assassinato da Mariele e, a “rachadinha” que a bem da verdade era uma verdadeira cratera de propina para integrantes da seleta familícia bozonazi.
    Sabe como é né, quem tem “rachadinha” tem medo.
    Bozonazi é um perigo para a segurança interna e externa do país, mormente com esse debilóide que ocupa o cargo de chanceler no Brasil.
    Par substituir O jurista e ex juiz federal Sergio Moro vai um major da PM do Distrito Federal.
    Se acha que piorou tudo, pode aguardar que a coisa vai ficar bem pior.
    O seu Presidente da República Federativa do Brasil é um MENTIROSO, quiça criminoso, por tentar acobertar ou atrapalhar a lisura das investigações da Polícia Federal. Ao convidar o Ex Ministro Sergio Moro deu a palavra que ele teria carta branca para escolher seu “staf” e que não faria ingerência nenhuma. Olha no que deu. Presidente sem palavra é igual a um homem sem honra.
    Lixo de governo.
    Ô Datena, me ajuda ai pô. Fica protegendo esse lixo. O anterior era ladrão e esse é louco e sem palavra.

    Curtir

  15. Instituição orgulho do Brasil será transformada em polícia política da familícia Bolzonazi. disse:

    A Polícia Federal será transformada na polícia política da familícia Bolzonazi.

    Curtir

  16. O pior não é ver meganha anta apoiando a ditadura ou intervenção militar como eles dizem.
    O pior é tira burro, carcepa que virou agepol mula…
    Eu nem perco mais meu tempo debatendo! Só lamento que a polícia desde mil novecentos e bolinha, tem gente burra e alienada. Que ao invés de trabalhar, fica blasfemando merda e se posicionando sobre política e chupando r*la de presidente.
    Bando de imbecil.

    Curtir

  17. Bolsonaro já era! Se uniu a bandidagem política. Lembrando que dentro do Crime não há hierarquia. Os caras traíram o PT que deu muito mais a eles, imagina com o fanfarrão?

    Curtir

  18. Boa noite, tudo bem. Após ler essa matéria fiquei muito mais preocupado com o atual momento da nação. Se essa informação for correta, o Brasil corre o risco de se fragmentar em diversas nações diferentes, com possível conflito armado entre os diferentes Estados, dependendo do pendor dos comandos estaduais das corporações. Portanto, fica, ao menos para mim, bem nítido que cada dia que o Miliciano dos milicianos continua no poder, ele se fortalece e a integridade nacional se enfraquece.

    Curtir

  19. O NEGÓCIO É NÃO ABRIR MAIS ESTE SITE DO FLITPARALISANTE POIS ÊLE É PRATICAMENTE COMUNISTA !

    Curtir

Os comentários estão desativados.