14 PMs são afastados após serem flagrados cometendo agressões em dois pontos de SP 36

Agentes serão investigados e o Ministério Público será notificado sobre casos

SÃO PAULO

A Polícia Militar afastou 14 agentes envolvidos em dois casos de agressões durante abordagens nos dias 12 e 13 de junho, na Grande São Paulo. Os policiais foram identificados após imagens das agressões gravadas por testemunhas terem repercutido nas redes sociais.

Na noite da sexta-feira (12), policiais militares agrediram um homem rendido no bairro Jardim Belval, em Barueri (Grande SP). Os PMs ainda bateram em vizinhos que tentaram proteger a vítima. O vídeo feito por uma testemunha mostra que o homem estava sentado na calçada com o celular na mão quando uma viatura estaciona. Policiais saem do carro e um deles imobiliza a vítima com um mata-leão.

As imagens mostram que três vizinhos saem de casa e pedem aos PMs que soltem o homem. Neste momento, mais policiais deixam a viatura e começam a agredir o trio com golpes de cassetete.

Policiais militares agrediram um homem rendido na noite de sexta-feira (12), no bairro do Jardim Belval, em Barueri, na Grande São Paulo
Policiais militares agrediram um homem rendido na noite de sexta-feira (12), no bairro do Jardim Belval, em Barueri, na Grande São Paulo – Reprodução

Já na madrugada no sábado (13), PMs foram filmados agredindo um jovem que já estava rendido próximo ao cemitério Parque dos Pinheiros, no Jaçanã (zona norte de SP). Os policiais apresentaram a ocorrência na delegacia como desacato e resistência.

Segundo o delegado do 73º DP (Jaçanã) Denis Kiss, o jovem disse que os ferimentos no rosto foram provocados por uma queda na escada. Após a divulgação das imagens, o delegado fez um boletim de ocorrência complementar de tortura e falso testemunha. Segundo ele, o jovem agredido não foi localizado para prestar novo depoimento

Corregedoria da PM investigará os dois casos

Segundo a Secretaria da Segurança Pública, gestão João Doria (PSDB), os 14 policiais militares envolvidos nos casos foram afastados do serviço operacional até a conclusão das investigações da Corregedoria da PM. O Ministério Público será notificado sobre os casos, segundo a nota.

A pasta informa que as circunstâncias relativas às ocorrências estão sendo investigadas pelo 73º DP (Jaçanã), pela delegacia de Barueri e pela Polícia Militar, por meio de Inquéritos Policiais Militares.
A nota ainda informa que “os excessos registrados são lamentáveis e não condizem com as práticas da Policial Militar”. (com UOL

  1. EM NOTA,
    “Corregedoria da PM investigará os dois casos
    A pasta informa que as circunstâncias relativas às ocorrências estão sendo investigadas pelo 73º DP (Jaçanã), pela delegacia de Barueri e pela Polícia Militar, por meio de Inquéritos Policiais Militares.
    A nota ainda informa que “os excessos registrados são lamentáveis e não condizem com as práticas da Policial Militar”

    Região de Barueri/Osasco, ano 2015. Policiais militares condenados.
    A condenação e o escândalo não serviu de exemplo para os demais integrantes da corporação

    Comandante da Rota afirma que o tratamento na periferia é diferente

    Maio de 2020, policiais militares são totalmente gentis com um empresário que cagou na corporação polícia militar.

    Barueri, 13 de junho 2020.
    Policiais militares confirmam as afirmações do comandante da Rota

    Bairro do Jaçanã, 13 de junho de 2020
    Policiais militares confirmam ainda mais as afirmações do comandante da Rota

    Curtir

  2. Após, como diria o colega que bem escreve neste site “1.444.333,00 caso isolado” propiciado pela SS paulista, mais um caso de brutalidade policial milita.
    Penso onde estava o delpol plantonista que nada percebe ou investiga nas ocorrências policiais militares, especialmente as que envolvem mortes e lesões???
    O plantonista do 73 DP deve ser muito ingênuo em acreditar na falácia de que a ‘palavra de agentes públicos têm fé pública, verossimilhança, etc”.
    Tomar “chapéu nas circunstâncias dos fatos virou uma constante entre delpols plantonistas. Nessa ocorrência do 73 DP foi um baile em cima do plantonista. Falta capacidade de averiguar, investigar, desconfiar de ocorrências apresentadas pelos PMs.
    Depois de verificar via whatsapp o delpol e o “baile” que tomou dos PMs, saiu correndo para fazer um BOzinho meia boca para tentar corrigir a cagada da qual participou e validou.
    Uma pena que na PC tenha muitos delpols nutellas, delpols cartorários de PM, delpols “olho de vidro”, etc.
    Afinal de contas não é o delpol a autoridade máxima ?!?!

    Curtido por 1 pessoa

  3. Já estão de aviso prévio!!! Só falta a PP!!!! Ainda reclamaram que o Delpol fez um adendo no BO!!! Fazem as cagadas e depois querem que a PC segura!!! Bando de covardes!!!!

    Curtir

  4. Será que de agora em diante os delegados de plantão, perderão um tempo para ouvir as partes que os PMs apresentarem como “autores de desacato? Precisam parar de corroborar no papel tudo o que militares alegam como verdadeiro. A equipe de plantão deve apurar a veracidade das alegações de ambas as partes e para isso têm que tirar as nádegas das cadeiras e ir ao local ao fatos.
    PS: será que a equipe de plantão ao vir a cara do “indigitado” toda arrebentada não desconfiaram de nada?

    Curtir

    • Creio que esse papel, na prática, cabe mais ao Escrivão. Eu mesmo quando atuo como AdHoc não deixo passar nada! tudo o que o conduzido falar, vai para o papel. Não dou copia e cola na versão dos mikes também não… escuto separado e terão que explicar as contradições em juízo posteriormente. Dá bem mais trabalho fazer isso, mas faço questão!

      Curtir

    • Voce não é medico legista para dizer a possível origem daquela lesão, embora algumas pareçam evidentes.

      Sua funcao é apenas ouvir e reduzir a termo. Se o cara contou a pior mentira do mundo, ele e as partes é que irão se resolver futuramente com isso.

      E se voce quiser fazer do jeito e o PM falar que não assina? Voce via obriga-lo a assinar? Voce nem estava no local do fato para dizer quem está falando a verdade

      Curtir

  5. Ao final, todos serão indicados a receberem a Láurea do Mérito Pessoal PMZito. disse:

    A PM tinha Coronel Corregedor de verdade, mas, estranhamente, foi convidado a vestir o pijama. Por que saiu, saiu por que?

    Curtir

  6. No Jardim Tranquilidade/Fontalis, a Corregedoria poderia investigar também os recorrentes achaques de PM”s nas inúmeras “biqueiras” do local. Mataria dois coelhos com uma cajadada só.

    Curtir

  7. Caso isolado Nº 2000/2020.
    .
    O problema não é o policial, é a Polícia Militar. O modelo tá errado e não funciona, os oficiais perderam de ha muito o controle da tropa. Oficial não faz polícia, faz política, e a tropa segue praticando contra os cidadãos esses tipos de barbaridades.
    .
    Quanta diferença da abordagem em Alphaville, né?
    .
    O modelo militar leva a isso, veem o cidadão como inimigo e atuam como tropa de ocupação no próprio país.

    Curtido por 1 pessoa

  8. E este, mereceu?

    https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2020/06/15/pms-atropelam-e-chutam-cabeca-de-motoqueiro-no-interior-de-sp.htm

    Em nota,
    “Secretário promete rigor em investigações O secretário da Segurança Pública de São Paulo, o general João Camilo Pires de Campos, prometeu hoje investigar com rigor as ocorrências de agressões envolvendo policiais militares no último final de semana…. – Veja mais em https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2020/06/15/pms-atropelam-e-chutam-cabeca-de-motoqueiro-no-interior-de-sp.htm?cmpid=copiaecola

    Curtir

  9. Esse caso me lembrou o da Favela Naval. Naquela época, fim dos anos 90, era difícil um cidadão, ainda mais na favela, ter um equipamento de filmagem para flagrar os abusos da PM. Mas ainda assim aconteceu: alguém filmou, o caso viralizou e foram presos!

    Criaram até a atual Lei de Tortura após o fato, e tiveram até que mudar a cor das viaturas da PM para dar uma melhorada na imagem da corporação.

    Aí, décadas mais tarde, com a tecnologia banalizada de tal modo que qualquer favelado possui um Iphone com alta capacidade de coletar dados e imagens, os Mikes pensam que ainda podem barbarizar pelas ruas que sairão impunes…

    São mais do que burros e covardes, são umas verdadeiras MULAS!

    Curtir

  10. Porra!! ! Hj em dia qualquer vídeo de agressão policial viraliza!!!

    Não pode quebrar o cara…

    A Pica que vai rolar e das grandes!!! Tortura, abuso de autoridade etc.

    Pensem que em qualquer local – até delegacia – pode ter um maluco “desbaratinado” com a câmera apontado pro policial agressor.

    Pensem também que a recusa de um bo, de colocar no papel a versão do indiciado também pode dar um Pica grande.

    Sem contar que os familiares de autores filmam a ação policial pra arrebentar com qualquer excesso, tanto criminalmente como financeiramente.

    Então pensem; repensem e veja se vale a pena quebrar ladrao; você só tem a perder, o ladrão so tem a ganhar.

    Policial militar, e uma.merda enxugar gelo, atender Ze povinho, mas pensem que isso faz a sua má imagem, além do que pode colocar seu trabalho em risco, por mais que o comando siga que segure, que é sem novidade.

    Porque não e.

    Curtir

  11. Alphaville, bairro nobre da cidade de Barueri onde também tem periferia, mas lá a conversa e outra. disse:


    Este show será reapresentado no bairro nobre de Alphaville (Barueri) onde policiais militares foram ofendidos no mês de maio, e coincidentemente, na madrugada do ultimo sábado, outros policiais militares em outra região da mesma cidade de Barueri, mais precisamente onde mora pobres, desceram o porrete no coitado.

    Curtir

    • Vai nada, ninguém de Alphaville gosta desse tipo de musica.
      Nem lugar pra shows tem nesse bairro.

      Curtir

  12. Vendo a noticia dos deputados estsduais, maioria ligados à polícia, defendendo a “visita” a hospitais do COVID.
    Filmar ação em via pública não pode.
    Visitar ambiente de estadia de enfermos é legítimo.
    Em unidades da PM, notadamente quartéis, quase te revistam na porta. Livre acesso não pode.
    Pertubar ambiente hospitalar pode.
    Legislatura Paulista também tá “numa” qualidade… Dos deputados “da Polícia”, quem parece mais preparado são os jovens Delegados..
    De resto, parecem gritar para os Praças.

    Curtido por 1 pessoa

  13. Bem feito…é pouco!

    Não aprenderam ainda que o “Zé Povinho” merece o caos e o estouro dos índices criminais.

    Deixem essas periferias que se explodam.

    Deixem o tráfico comer solto.

    Parem de se expor…cuidem de patrulhar as ruas onde moram policiais militares e familiares e SÓ!

    Querem “bilar”…acho pouco…

    R-U-A!

    Curtido por 1 pessoa

    • É fazer o arroz com feijão, no máximo.
      Quanto menos a gente fizer, menos se expõe.
      Depois perde seu cargo e vai viver na merda.

      Curtir

      • O dia em que tomar uma invertida vc vai pensar diferente, tenho certeza.
        Espere e verás.

        Curtir

  14. “Infernópolis” merece um prêmio. É uma manifestação artística que reproduz de forma instantânea e incomum a tragédia que aconteceu.

    O que aconteceu em Barueri e no Jardim Tranquilidade não é fato isolado. É o mais do mesmo. É recorrente nas madrugadas das periferias das grandes cidades. O que fez a diferença, foi a coragem de alguns moradores da comunidade em filmar as atrocidades.

    É o mesmo “modus operandi”, agora rotulado com a expressão “protocolo de procedimento”, da emblemática escola “favela naval”, que só ocorreu, por reproduzir outras anteriores, e que vai continuar ocorrendo, enquanto a impunidade campear na sociedade brasileira.

    Para fechar com chave de ouro, coagiram a vítima a mentir na delegacia de polícia, induzindo a erro a autoridade policial no registro preliminar dos fatos. Em seguida, fizeram incursões no local com vistas a intimidar testemunhas e identificar o autor do vídeo.

    O que assistimos nos dois casos é um “mix” da mais pura selvageria e covardia.

    Acha que se fosse nos Jardins, Moema, Higienópolis, teriam o mesmo “protocolo de procedimento” ?

    Essa é a conhecida “RESERVA MORAL DO ESTADO”?

    E AÍ “DEFENDA PM” o que tem a dizer?

    Curtir

  15. Foda é esse delta passando pano pra pilantragem de pm, no meu plantão não tem essa de arredondar ocorrência quadrada.

    Curtir

  16. A seleção preparatória é sofrível, o salário deixa a desejar, todavia isso não da o direito de meia dúzia de jacu sair a todo vapor agredindo o próximo em nome da sociedade. Fizeram um juramento . Não está bom ? Peça a conta, porta da casa é serventia para a rua. O Sol brilha para todos, de repente um sujeito desses pode ser outro profissional de mão cheia quiçá até trabalhar em filmes policiais em Hollywood.

    Curtir

  17. Prestar falso testemunho no DP para PM é mato! Se eu como papa Charlie não confio em PM, imaginem o cidadão de bem comum?

    Curtir

  18. O JAMIRO ainda quer tentar justificar o injustificável.
    .
    Fôssemos um país sério, do SSP (pai perdoa esse pobre infeliz, pois não sabe o que faz) ao CGP todos seriam demitidos, mas na prática, apenas os super-polícias do tático vão pra rua (afinal, a PM não compactua com desvios de conduta).
    .
    Embora alguns digam que se trata de uma minoria, não é, é a maioria que faz isso. O modelo militar leva a isso. O policial militar se ver como um guerreiro, um soldado, não enxerga a si mesmo como o integrante da comunidade. Não se ver como um pacificador de conflitos de baixa intensidade, se ver como um soldado em campanha.
    .
    A PM que tortura na periferia é a mesma que é humilhada em Alphaville.
    .
    A corregedoria implacável iria apurar só ABUSO DE AUTORIDADE, quando até o primeiroanista de direito consegue enquadrar aquela barbaridade como tortura, lesão corporal, denunciação caluniosa e fraude processual. Só mudaram depois da repercussão e das falas do governador. O governador tem sua parcela de culpa também, ele, o famoso bolsodoria incentivava essas monstruosidades com o discurso do bandido bom é bandido morto, e colocando um cone como secretário de segurança.
    .
    É o pior foram os dois tontos do 01 que foram apresentar a ocorrência.
    .
    Policial militar que ler as nossas postagens e não é fanático, seja esperto, a PM é a fonte do sustento de sua família, não coloque em risco sua liberdade e o sustento de sua família. Uma regra sempre válida é a seguinte: o apoio apoia, quem bate no preso apresenta a ocorrência. Bateu no preso transferiu o talão.
    .
    Lembro muito bem do oba oba na época dos atentados do PCC em 2002, e de um amigo (não vou citar o nome para não o expor) que respondeu uma ação penal por tortura, quando na verdade quem espancou o preso foi o sargento, ele, coitado por ser mais militar do que policial, apresentou a ocorrência. Só quem nem todo preso concorda em dizer na delegacia que caiu ao tenta fugir.

    Curtir

  19. Já vi esse filme várias vezes, a bola da vez é a PM, novamente, não que alguns PMs façam muita m…., mas podem escrever a PM vai se recolher em termos de abusos e vai começar a pipocar escândalos de corrupção no nosso quintal.
    Muitos que apontam o dedo hoje amanhã serão apontados.
    Alguns correrias devem colocar a barba de molho, no Brasil um escândalo encontre outro, é a nossa sina.

    Curtir

    • Mas o 15/30 está prejudicado, até onde eu sei… sempre tô por fora, pois eu sou trouxa e rasgo o holerite no canto todo mês!

      Curtir

  20. JA FALEI, RETRUQUEI, DESENHEI, ESBOCEI, faça o minimo do possível para não dizer que esta encostado ou vagabundeando. Infelizmente, nada justifica o que ocorreu. a pouco tempo policial americano matou um cara que tinha varias passagens e estava passando nota fria, e olha no que deu. bandido virou mártir e o policial detento junto com toda equipe que estava na ocorrência. Não muito tempo atras, militares daqui sugeriram que fizesse papel e deixasse a rua pra eles. foi melhor conselho que recebi. Faço registro de tudo que chega. nao discuto. não criminal e toma papel. se perguntam algo, oriento a subir e falar com o chefe de qual conduta sera adotada pra resolver o problema! meus amigos, antes tivesse aberto meus olhos. sem forum, sem piça, sem consolação, se reclamação. tiro plantão e vazo pro meu bico. Ah e comprei uma minicamara que ligo e filmo tudo! ainda nao precisei ma se houver reclamação entrego a gravação e pronto. ZOIO DE VIDRO! BOCA DE FORMIGA! BRAÇO DE HORACIO! CÚ DE PAPAGAIO. Vai dormir mais tranquilo.

    Curtir

    • melhor comentário.

      Só não comprei a câmera ainda porque é caro. Minha intenção era uma caneta espiã, mas uma de qualidade é um pouco cara. Qualquer coisa tem que apelar para o celular e produzir suas proprias provas, porque camera de povão só grava a reação do policial, nunca a ação das “vítimas da sociedade”

      Curtir

  21. Participe da campanha "Defenda PM" e ganhe "de gratis" uma cova em qualquer cemitério de São Paulo. disse:

    Não é fácil não cidadão, ser abordado pela polícia e ser submetido a um desses “protocolos de espancamento ou linchamento”.

    Ter que agradecer para não ser submetido ao “protocolo do passamento” como ocorreu, ao que tudo indica, com o jovem de Americanópolis, ou ainda, se tiver melhor sorte, só baterem sua carteira.

    Agora eu sei pra que serve esse cabide de emprego criado pelo governador, Secretário Executivo da PM, é para explicar e não justificar na mídia as execuções patrocinadas pela PM.

    Polícia, pra que polícia?

    Curtir

Os comentários estão desativados.