Pra quem diz que o jogo de bicho tá parado segue um comprovante de aposta de um ponto do bicheiro preso pelo GAECO arrendado aos bicheiros denunciados pelo GAECO…Aliás, só mudaram de cobertura e mansões! 1

Ah, aposta de R$ 0,85 apenas pelo uso não autorizado do comprovante da aposta. Roubar muito dinheiro de bicheiro é louvável, mas se contentar com sobras, restos e migalhas é se fazer de lata de lixo. E pra polícia que acha que bicheiro e maquineiro é gente amiga digo : é mais fácil ter fidelidade de uma puta!

19 – Do cachorro!

62 – Do leão!

Um Comentário

  1. Generais de Bolsonaro embolsam até R$ 350 mil além do teto

    Fernando Brito 10/05/2022 10:04 pm

    A Folha acertou hoje um míssil devastador para a imagem dos militares brasileiros que, em sua imensa maioria, não estão na “boca rica” do cercadinho militar do Palácio do Planalto.

    Revelou a soma recebida a mais, no último ano, pela dúzia de generais que estão ocupando ministérios e funções de confiança, nomeados por Jair Bolsolaro e beneficiados por uma portaria, assinada em 30 de março de 2021, que lhes permitiu ganhar até o dobro do teto constitucional de remuneração igual da de um ministro do STF (R$ 39.3 mil).

    A lista: Luiz Carlos Ramos, o general secretário de Governo, levou R$ 350 mil além do teto; o soturno general Augusto Heleno, um “extra-teto” de R$ 342 mil, O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, em terceiro, embolsou R$ 318 mil a mais em um ano, mesmo tendo dito que a benesse era “imoral”. Em quarto, vem o ínclito general Walter Braga Neto, com “apenas” R$ 312 mil de bônus, porque teve de deixar o ministério para ficar com uma “boquinha” menor de assessor especial, para poder ser o candidato a vice do “Mito”.

    Os quatro passaram a uma remuneração anual de perto de R$ 900 mil, sem contar os “atrasados”, porque a portaria “dobra o teto” vale a partir de janeiro passado.

    O grupo de privilegiados, claro, é restrito e nele até que Jair Bolsonaro é dos mais modestos, porque recebeu apenas R$ 26 mil de “extras”.

    Mas o dano à imagem dos oficiais-generais é imenso.

    Se algum deles duvidar, que vá ler a enxurrada de comentários que, poucas horas depois de publicada, a notícia provocou.

    Curtir

Os comentários estão desativados.